sábado, 21 de setembro de 2019

Mais amarelo no setembro

Aderlânia faz pronunciamento sobre prevenção ao suicídio e sobre a defesa dos direitos das pessoas com deficiência no Ceará

A deputada Aderlânia Noronha (SD) subiu ontem, sexta-feira, 20, na tribuna da Assembleia, para falar sobre dois eventos que ocorrem neste mês: o Setembro Amarelo, que visa alertar a população sobre a gravidade do suicídio, e o Setembro Verde, que marca a luta pelos direitos das pessoas com deficiência.

A deputada enfatizou que, desde o primeiro mandato, vem pautando a sua atuação como deputada estadual pela proposta de projetos voltados para a defesa dos direitos sociais, principalmente das pessoas mais vulneráveis e mais necessitadas da assistência do Estado e da sociedade.

A parlamentar teve dois projetos de sua autoria aprovados pela Assembleia Legislativa: o Plano de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio e a Campanha Setembro Verde, que inclui, no Calendário de Eventos do Estado, o mês de luta pelos direitos das pessoas com deficiência.

*Mais Projetos*
Durante seu pronunciamento, Aderlânia enumerou outros projetos, todos de sua autoria, já aprovados pela Assembleia e voltados à defesa do direito das pessoas com deficiência:

•Projeto de Indicação que dispõe sobre a criação do Fundo Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência no Estado do Ceará.

•Projeto de Indicação que concede férias aos servidores públicos do Estado do Ceará em período coincidente com os recessos escolares de filhos menores acometidos de deficiência.

•Projeto de Indicação que implanta Centros de Estudos de libras, Braille e tadoma no âmbito do Estado do Ceará.

•Projeto de indicação que assegura às pessoas com deficiência visual o direito de receber, sem custa adicional, as contas de água, energia elétrica e telefonia, acompanhadas de demonstrativos de consumo, no sistema Braille.

•Projeto de indicação que dá aos trabalhadores assalariados da iniciativa privada, portadores de deficiência visual, o direito de receber, sem custa adicional, os contracheques e comprovantes de rendimentos no sistema Braille.

•E o Projeto de Resolução que cria, no âmbito da Assembleia Legislativa, a Comissão de Defesa d0os Direitos da Pessoa com Deficiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cactus na Assembleia