sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Bom dia

Sinais de analfabetismo

Ministro da Educação passa vergonha de novo por erro de português

Ele escreveu duas vezes a palavra "paralisação" usando a letra "z" em carta destinada ao ministro da Economia, Paulo Guedes

Por: Redação Comunicar erro
Mais uma vexame do ministro da Educação, Abraham Weintraub, por causa da língua portuguesa.
Ele escreveu duas vezes a palavra “paralisação” usando a letra “z” em carta destinada ao ministro da Economia, Paulo Guedes.
Suspensão aparece como “suspenção”.
Bolsonaro
Crédito: Reprodução/FacebookO presidente Jair Bolsonaro durante live no Facebook, com o ministro da Educação, Abraham Weintraub
Weintraub alerta que os recursos previstos para o ministério em 2020 não garantem a prestação de serviços públicos, como a compra de livros escolares.
Assim, o Brasil correria o risco de interromper das atividades em universidades públicas.
É mais uma erro na lista de gafes do ministro.
Em uma mensagem do Twitter, ele trocou o termo “asseclas”, que significa correligionários, por “acepipes”, que são aperitivos ou petiscos. Um erro de português bem indigesto, por sinal.
Antes, Weintraub já havia tratado o escritor Franz Kafka como “Kafta”, a iguaria da culinária árabe.
Atenção aos acepipes: eles levaram o ministro da Educação a cometer um erro de português
Crédito: iStock/Sergey NazarovAtenção aos acepipes: eles levaram o ministro da Educação a cometer um erro de português
Em outra gafe, ele comentou: “HAVIAM emendas parlamentares de 55 milhões para recuperar o museu…”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bom dia

Militares aceitam proposta encaminhada por comissão e decidem encerrar paralisação  ...