sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Coluna do blog

O palhaço chorou
- Eu queria conhecer meu pai. Minha mãe teve relacionamento com três homens e eu nunca soube quem foi meu pai. O mais próximo era de Açu, caminhoneiro do Rio Grande do Norte.Ele tinha uma família e seus filhos pareciam comigo. Minha mãe buscou no lixo comida pra gente. No lixão mesmo. Eu virei palhaço porque um dia o palhaço do nosso circo mambembe faltou e fui improvisado e fiz o povo rir depois de ouvir dicas da minha mãe que era mais da metade do circo. E eu fiz até a quinta série. Esse coisa de inventarem que eu sou analfabeto era pra me derrubar quando viram que eu iria ter mais de cinco mil votos, como imaginei que teria. Hum milhão,350 mil votos é demais. Eu ia parar ali, minha mulher queria que eu parasse ali ma insisti: não. Vou provar que o povo não errou quando votou em mim a primeira vez. No partido é que queriam não o Francisco, mas o Tiririca. Queriam de fazer de bobo. Este é o Tiririca que conta sua vida na varanda de um apartamento num condomínio arrumadinho em Fortaleza. Por que isso? Porque Tiririca, como anunciou vai parar com política na vida dele. Sai decepcionado, triste, deprimido e chutando o pau da barraca. Diz que tentaram comprar o voto dele no processo de impeachmant de Dilma. Tentaram a mesma coisa nas duas votações pra averiguar a vida de Temer. Não conseguiram: eu não deixei nem que fizessem as propostas. Saio com dignidade. Aprovei um projeto, em compensação jamais faltei a uma sessão. Sempre cumpri os compromissos para os quais fui pago. É meu emprego. Agora eu queria sair antes e dessa vez minha mulher foi quem não deixou; que eu tinha que ir até o fim. A Câmara tem raras pessoas que pensam no povo. Só pensam em si e nos seus interesses próprios. Quando uma vez pedi pra aprovarem um projeto meu, ouvi de volta...eu tenho um projeto ai, espero o seu voto. É triste. Muito triste a vida política no Brasil.

A frase: “Que vantagem têm os mentirosos? A de não serem acreditados quando dizem a verdade.” Tem gente observando a cena


O sorriso da mudança (Nota da foto)
O deputado senhor Wagner, mudou de camisa. Saiu do PR e assinou ficha com com o PROS. Uma transferencia maraavilhosa pra ele. Uma perda de substancia enorme do
partido que o deixou partir. Wagner afirma que será ótimo ser presidente do novo grêmio e mais: muito bom pra fazer crescer o PROS. É candidato mesmo a deputado federal. Feliz da vida. Basta ver o sorriso de orelha a orelha.


Iphan atua em Aracati
No interior do Ceará, na cidade histórica de Aracati, um edifício renasce para receber as expressões da arte, transformando a paisagem e marcando a cultura local. É o Teatro Francisca Clotilde, que reabre suas cortinas neste dia 26 de janeiro, após passar por uma obra de restauração promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Perdendo
O PR-Partido da República  já fragilizado quando perdeu duas de suas estrelas, está prestes a perder também a figura central, carismática e digna de Lúcio Alcântara que deixará a presidência do grêmio. Isso sim é perder massa corporal.

Haja feriado
Quando voltar pro trabalho, dia 2 de fevereiro, o deputado estadual do Ceará vai pegar uma sexta feira, dia nem sempre propício à prática do labor. Aí vem o fim de semana e uma semaninha curta beirando o carnaval. Trabalho mesmo lá pra meados...

Cuidando da educação
O  prefeito Naumi Amorim reuniu-se com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Caucaia  na Secretaria Municipal de Educação (SME), no Centro da Sede. Em pauta: propostas de reajuste salarial para professores da rede municipal de ensino. Ele esteve acompanhado da titular da pasta, professora Lindomar Soares.

Importante
“É de extrema importância um momento como esse, o contato direto com a categoria. Juntos, podemos buscar alternativas para promover uma educação pública de qualidade e isso envolve diretamente a valorização dos profissionais. Estamos empenhados nisso”, enfatizou o prefeito.

Já respondeu?
 Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, pediu esclarecimentos à Polícia Federal  sobre os motivos da utilização de algemas nas mãos e nos pés do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, durante a transferência de um presídio no Rio de Janeiro para Curitiba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bom dia

Militares aceitam proposta encaminhada por comissão e decidem encerrar paralisação  ...