segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Capa do jornal OEstado CE


Coluna do blog


Novidade sem alvíssaras
É boa, mas não é nova a notícia de instalação de dessalinizadores no Nordeste a partir de um acordo com o governo de Israel. Quem disse que iria fazer isso foi o sr.Jair Messias,em forma e conteúdo para agradar o nordeste. Depois da posse, diz que tá mandando o austronauta ministro a Israel pra aprender como se faz pra tirar o sal da água salobra. Se me permitem um pitaco, por favor, economizem esse dinheirinho de hotel, diárias e primeiras classes de aviões e mandem o homem pra cá. Desde 1990 o Ceará tem negócios com Israel exatamente nesse quesito; dessalinização de água salobra nos sertões. Aqui no Ceará temos mais de mil equipamentos instalados e funcionando. A tecnologia, de lá pra cá não mudou nada, o princípio é o mesmo. E tem mais: dois operadores do sistema, Hypérides Macedo, uma das maiores autoridades brasileiras em águas, conhecedor profundo das bacias nordestinas, põe em dúvida o processo com força pra irrigação. Irrigação, mesmo em gotejamento é uma esponja de tamanho gigante; GG ou Extra Large. Outro cearense, bom de serviço e com uma folha quilométrica sobre o assunto, é o Francisco Teixeira que chegou a  ser "Ministro das Águas" no Brasil. Chico Teixeira não contesta, acha legal, mas gostaria que o que o sr.Messias está anunciando, não seja programa, mas uma política que possa ser estendida a toda a região e para sempre, amém. Querem fazer isso? Chamem o DNOCS, dêm máquinas, equipamentos e pessoas capazes e o DNOCS fará isso, como fez ao longo dos anos muita coisa que hoje usamos, muitas das quais nos orgulhamos, mesmo com muito doidim em lugar errado.

A frase: "Deus me livre, mas quem me dera!!!". Será a mesma coisa de "...quem desdenha quer comprar?"



Aguanambi agora é passarela (Nota da foto)
Um dos últimos compromissos da dupla Camilo-Roberto Claudio, no 2018, foi a abertura d Aguanambi, in totun para o tráfego em geral. Além de inaugurar as estações de ônibus que vão do cruzamento com a Domingos Olimpio até  rotatória do Viaduto com a 13 de maio, teve festa pra Ivens Dias Branco com um traçado de viadutos que recebeu seu nome ao lado da praça Manuel Dias Branco, seu pai. Uma festa e tanto.

Bode na sala
Antonio Henrique, novo presidente da Câmara de Fortaleza, a partir de amanhã, chega com bode na sala.

Polêmicas
O calor do bicho esquenta com o pepino dos alvarás que voltará à mesa e o novo  plano diretor da capital.

Hábil
Quem conhece Antonio Henrique aposta que é hábil negociador e se articula muito bem.Vai precisar cintura fina.

Pessoa
O Queiroz do clã, está sendo comparado a Pessoa,o português Fernando que um dia escreveu versos sobre o fingimento...

Esqueceu o hospital
Disse,o Queiroz,que foi internado mas não lembra do nome do hospital.Pessoa dizia:O Poeta é um fingidor,finge tão perfeitamente que finge ser dor a dor que deveras sente.

Aproveitando o feriadão
A vice-prefeita de Sobral Christanne Coelho está em viagem oficial à Cuba com o objetivo de conhecer  políticas públicas adotadas pelo país.

Áreas específicas
Diz que foi conhecer as áreas da Saúde e Educação, especialmente aquelas voltadas para crianças na primeira infância, mulheres e idosos.

Outro entendimento
Conhecendo Cuba e esses setores aí citados, acho que Sobral tem mais a ensinar do que a aprender com a Ilha. Eu conheço!

Bom, então é ano novo
Como diz o pensamento popular, perdoai, que amanhã é ano novo e Paz ao canelau de boa vontade.




Bom dia



Tenho manias. Todos têm. Uma delas é guardar coisas preciosas como escritos que por mais que o tempo passe mais atuais ficam. No começo deste ano que hoje finda, Ricardo Kotscho postou no seu Balaio, a opinião que segue:

Nelson Rodrigues tinha razão: “Os idiotas irão tomar conta do mundo”

13 de fevereiro de 2018 Ricardo Kotscho Comments 20

Nelson Rodrigues tinha uma obsessão pelos idiotas. Combateu-os a vida toda, mas eles venceram, e se multiplicaram.

Foi premonitório numa das suas célebres frases sobre este fenômeno humano:

“Os idiotas irão tomar conta do mundo, não pela capacidade, mas pela quantidade”.

Vivo fosse, Nelson Rodrigues teria hoje 106 anos. Continua mais atual do que nunca.

Por que me lembrei dele justamente nesta terça-feira do Carnaval de 2018?

Fico pensando no que Nelson escreveria em sua coluna “A vida como ela é” sobre o noticiário destes dias em que a idiotice nacional bate todos os recordes.

E olhem que no tempo dele ainda não existiam as redes sociais, um terreno fértil para os idiotas que ele imortalizou em sua extensa obra.

Num país que tem hoje 20 pré-candidatos à Presidência da República, espalhados por mais de 30 partidos, um deles ameaça metralhar a Rocinha para combater a violência se for eleito e os banqueiros nativos batem palmas de pé.

Outros dois presidenciáveis compraram jatinhos com dinheiro público a juros baixos e tem quem defenda este direito como uma oportunidade de mercado, ao mesmo tempo em que blasfemam contra a corrupção.

“A maior desgraça da democracia é que ela traz à tona a força numérica dos idiotas que são a maioria da humanidade”, escreveu ele, mais de meio século atrás.

Nelson iria enlouquecer de raiva se lesse os comentários publicados no papel e nas redes digitais nestes últimos dias.

Ao mesmo tempo reacionário na ideologia e revolucionário na dramaturgia, não se conformava com a mediocridade e imbecilidade dos seus contemporâneos do século 20.

Não sabe o que perdeu ao morrer antes deste século 21 que revelou Donald Trump ao mundo e pode eleger Bolsonaro no Brasil, que ainda se espanta com os tapa-mamilos das mulheres de peitos de fora, enquanto o presidente Temer vai de Mangaratiba para Roraima cuidar de venezuelanos e o prefeito carioca Crivella passa o Carnaval na Alemanha.

“Daqui a 200 anos, os historiadores vão chamar este final de século de a mais cínica das épocas. O grande acontecimento do século 20 foi a ascensão espantosa e fulminante do idiota”, foi outra das suas constatações pouco generosas com a humanidade.

“Espera para ver o século 21…”, poderia lhe ter dito Ulysses Guimarães, parafraseando aquela sua profética frase sobre o Congresso Nacional, que os jornalistas da época criticavam: “Espera para ver o próximo”.

Mais do que nunca, a vasta obra do “Anjo Pornográfico”, tão fielmente retratado na biografia de Ruy Castro, é leitura obrigatória para entendermos melhor o que está acontecendo, com seus inacreditáveis protagonistas e comentaristas.

Nelson Rodrigues vive.

Agora falta pouco. Daqui a mais algumas horas entraremos na Quarta-Feira de Cinzas, acaba a fantasia e começa tudo de novo.

Vida que segue.

domingo, 30 de dezembro de 2018

A volta dos que não foram







Virgílio Távora, governador do Estado, criou a Secretaria de Comunicação Social para nomear o jornalista Rangel Cavalcante Secretário. Depois vieram Ciro Saraiva e Carvalho Nogueira. Foi quando o dr.Tasso Jereissati, que adora ver um jornalista bem longe dele, tanto é que demitiu 54 daquela Secretaria quando tomou posse e acabou a própria Secretaria. Depois dele vieram outros governadores até que agora, Camilo Santana resgata o prestígio da pasta e reconhece que jornalista pode sim, ter status de Secretário de Estado.Aí, recriou a Secretaria e deixou nas mãos do que hoje é assessor de imprensa, Chagas Vieira. O senador Tasso não tem mais nenhum poder para demitir jornalistas do Governo do Ceará.

Menos uma especulação


O engenheiro Lúcio Gomes será mantido na Secretaria da Infraestrutura do Estado, diante da confirmação do governador Camilo Santana, neste sábado (29), em evento no município de Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza, onde o governador entregou 1.024 moradias, dentro do programa Residencial Orgulho Ceará II.

A última ferrada de 2018


Cálculo da aposentadoria muda a partir de segunda-feira


O cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição vai mudar a partir de segunda-feira (31), quando será acionada uma regra implementada por lei em 2015. A regra exige um ano a mais para homens e mulheres se aposentarem. A atual fórmula, conhecida como 85/95, vai aumentar um ponto e se tornar 86/96.
Quem quiser se aposentar pela regra atual – e já cumpre os requisitos – têm até este domingo (30) para fazer a solicitação.
Pela fórmula 85/95, a soma da idade e do tempo de contribuição deve ser de 85 anos para mulheres e 95 para homens. O tempo de trabalho das mulheres deve ser de 30 anos e o dos homens, de 35 anos. Isso significa, por exemplo, que uma mulher que tenha trabalhado por 30 anos, precisa ter pelo menos 55 anos para se aposentar.
A partir do dia 31, para se aposentar com o tempo mínimo de contribuição, ela deverá ter 56 anos. A mesma soma precisará alcançar 86 e 96. A fórmula será aumentada gradualmente até 2026.
Aqueles que já cumprem as regras podem solicitar a aposentadoria pelo telefone 135, que funciona das 7h às 22h, no horário de Brasília. Pelo telefone, o pedido pode ser feito somente até este sábado (29). Pelo site do INSS.o pedido pode ser feito até amanhã.
Fórmula
A atual regra é fixada pela Lei 13.183/2015. Nos próximos anos, a soma voltará a aumentar, sempre em um ano. A partir de 31 de dezembro de 2020, passará a ser 87/97; de 31 de dezembro de 2022, 88/98; de 31 de dezembro de 2024, 89/99; e, em 31 de dezembro de 2026 chegará à soma final de 90/100.
Defensor da fórmula, o professor da Universidade de Brasília e assessor do Conselho Federal de Economia, Roberto Piscitelli, diz que o cálculo ajuda a reduzir desigualdades. “Ele combina dois indicadores [tempo de contribuição e idade mínima] que, às vezes, quando considerados isoladamente dificultam a vida do trabalhador. A fórmula ajuda a compensar a situação daqueles que começaram a trabalhar muito cedo, o que sempre foi fator de injustiça do ponto de vista do tempo para aposentadoria”, explicou.
Além de se aposentar pela regra 85/95, os trabalhadores podem atualmente se aposentar apenas por tempo mínimo de contribuição: 35 anos para os homens e 30 anos para as mulheres, independente da idade. Nesses casos, no entanto, poderá ser aplicado o chamado fator previdenciário que, na prática, reduz o valor da aposentadoria de quem se aposenta cedo.
(Agência Brasil)

Gringos estão chegando


Chegadas de voos internacionais no Brasil crescem 8% em 2018, estima Embratur

O Brasil registrou quase 64 mil voos internacionais ao longo de 2018, o que corresponde um aumento de 8% em relação ao observado no ano passado, segundo dados levantados pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) a partir de informações fornecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e companhias aéreas.
Entre as cidades que mais receberam voos internacionais, Curitiba (PR) aparece em primeiro lugar da lista, com aumento de 61% em relação a 2017.
Já nos últimos oito anos, a Embratur calcula que a quantidade de voos internacionais tenha crescido 29%, de 49.557 em 2010 para 63.788 de 2018.
Na avaliação da presidente da estatal, Teté Bezerra, as medidas adotadas pelo governo brasileiro no setor aéreo, como a liberação de até 100% de participação estrangeira nas empresas aéreas nacionais, representam um avanço para o turismo e, principalmente, para o desenvolvimento econômico brasileiro.
"O aumento expressivo da conectividade aérea é um dos principais fatores de crescimento no número de turistas internacionais no Brasil. Com mais opções de voos e criação de novas rotas mais estrangeiros virão ao País movimentar nossa economia e, consequentemente, geração de emprego e renda", diz.

Verde que te quero verde


Bandeira tarifária em janeiro será verde, sem cobrança de tarifa extra

A bandeira tarifária para janeiro de 2019 será verde, sem custo adicional para os consumidores. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a estação chuvosa está propiciando elevação da produção de energia pelas usinas hidrelétricas e do nível dos reservatórios.
Em dezembro, a bandeira tarifária também foi verde.
O sistema de bandeiras tarifárias foi criado para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. A adoção de cada bandeira, nas cores verde (sem cobrança extra), amarela e vermelha (patamar 1 e 2), está relacionada aos custos da geração de energia elétrica.
A Aneel alerta que, mesmo com a bandeira verde, é importante manter as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício de energia elétrica.

Bom dia

Pedidos ao novo presidente

Bruno Aragaki Do UOL, em São Paulo
Claudia Andujar

Convivência

'Não estou preocupado com Bolsonaro. Precisamos de saúde e respeito a nossas terras', diz líder ianomâmi

Longe do Fla-Flu político que tomou o Brasil desde as eleições e, de certa forma, ainda perdura, o líder ianomâmi Davi Kopenawa, 62, analisa com parcimônia o cenário político do Brasil.
"Para a gente, não mudou nada. Só muda quando começa. Estamos esperando o que ele [Bolsonaro] vai fazer", disse ao UOL, por telefone, em Boa Vista (Roraima).
Porta-voz de uma comunidade que reúne cerca de 20 mil pessoas vivendo na Terra Indígena Ianomâmi, homologada em 1992 sob o governo Collor, Davi está a par das declarações do presidente eleito. Mas, negociando há décadas com os "brancos", desenvolveu um tom ao mesmo tempo conciliador e combativo.
"Sei que ele fala muita besteira sobre a situação do nosso povo. Mas eu não conheço ele, não sei como ele é de verdade. A gente não quer atacar ninguém", resumiu.

Questão internacional

Com mais de 9,6 milhões de hectares, o território ianomâmi tem uma extensão equivalente a duas Suíças -- terra natal de Claudia Andujar, 87, que na década de 1970, como ela mesma descreveu ao UOL, foi uma "das primeiras a conhecer aquele povo que vivia isolad...".
Davi Kopenawa interrompe:
Isolado não. Não gosto dessa palavra. Parece que a gente precisava se juntar. E não precisava.
Claudia pede que Davi, seu amigo há mais de 40 anos, escolha uma palavra mais adequada.
"Não sei, não tem. A gente estava lá, onde sempre esteve e onde quer estar. O território é nosso, e você sabe disso", afirma Davi.
Claudia consente.
Depois de anos fotografando e documentando o modo de vida dos ianomâmis na fronteira entre Brasil e Venezuela, Andujar se engajou, na década de 1980, fim do período militar, na luta pela demarcação do território.
"Perdi quase toda minha família no holocausto. Vim para o Brasil e queria uma nova vida. Conheci um povo que me recebeu bem e vi o que estava acontecendo: estrada cruzando, doença chegando, madeira sendo explorada, não podia fotografar e cruzar os braços", explica Cláudia.
As fotografias e os relatos de Claudia rodaram o mundo e ajudaram a pressionar pela demarcação do território ianomâmi.
No início de agosto, Claudia foi homenageada na Alemanha com a Medalha Goethe 2018, que premia anualmente aqueles que promovem o "intercâmbio cultural internacional".
Ao saber do prêmio, ela impôs uma condição: dividi-lo com Davi.
Os dois subiram ao palco em Weimar e falaram da situação em que vivem os indígenas no Brasil.
TBa/ Folhapress TBa/ Folhapress
"No que depender de mim, não tem mais demarcação de terra indígena", disse Bolsonaro reiteradas vezes -- tanto durante a campanha, quanto já no governo de transição.
Pouco antes do Natal, Bolsonaro chegou a pedir que "o Supremo acorde para isso e nos ajude aí para que essas reservas sejam exploradas com racionalidade em benefício ao povo indígena".
No mês passado, o presidente eleito havia criticado as demarcações e a atuação internacional.
"Sempre notei uma pressão externa e que foi acolhida no Brasil, no tocante, por exemplo, a cada vez mais demarcar terra para índio, demarcar terra para reservas ambientais, entre outros acordos que no meu entender foram nocivos para o Brasil", disse.
Segundo a Funai (Fundação Nacionai do Índio), atualmente há 462 terras indígenas regularizadas. Elas abrangem cerca de 12% do território nacional.
A soberania dos índios sobre essas terras que ocupam foi reconhecida na Constituição de 1988. O texto estabelece "os direitos originários sobre as terras que [os índios] tradicionalmente ocupam, competindo à União demarcá-las, proteger e fazer respeitar todos os seus bens".
Bolsonaro diz que não reverterá as terras já demarcadas, mas é contra novas demarcações.
Ninguém quer maltratar o índio. Agora, veja, na Bolívia temos um índio que é presidente. Por que no Brasil temos que mantê-los reclusos em reservas, como se fossem animais em zoológicos?
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, Em 30 de novembro de 2018
Claudia Andujar / Galeria Vermelho Claudia Andujar / Galeria Vermelho

Quem é estrangeiro?

Mesmo nas áreas demarcadas, é recorrente o conflito entre índios e garimpeiros.
Nos últimos meses, o Exército e a Polícia Federal conduziram uma operação que retirou 1.900 garimpeiros da Terra Ianomâmi, que ocupa o norte dos estados do Amazonas e Roraima, na fronteira com a Venezuela.
"Os garimpeiros estão lá, são matadores. A lei proíbe, mas eles não respeitam. Fazem buraco no chão, tiram ouro, fazem cidade. Tem bar e até aqueles lugares onde você paga para encontrar mulher, como chama..." pergunta Davi.
"Prostíbulo", respondo.
Ele concorda e completa o raciocínio: diz que a presença do garimpo é prejudicial porque contamina as águas, derruba a mata, espanta os animais e traz doenças.
Em um português fluente, mas com momentos de hesitação, ele defende a visão de que é herdeiro de uma língua e de uma cultura autenticamente daqui.
"Nós falamos as línguas brasileiras, vocês falam outra língua. Assim como você não conhece a minha língua, eu não conheço direito a sua. Nós somos os brasileiros verdadeiros, que nasceram no Brasil", afirma.
Imagem cedida pela Galeria Vermelho Imagem cedida pela Galeria Vermelho

Mais médicos

Pesquisa de 2016 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) analisou fios de cabelos de moradores dos indígenas e identificou teor elevado de mercúrio.
A substância é utilizada pelo garimpo artesanal: misturada com porções de terra, ela reage com o ouro e forma uma liga (amálgama), permitindo separar o que é impureza e o que é metal.
Mas o brilho do ouro ofusca um efeito colateral do mercúrio. Ele é jogado nos rios, chega aos peixes, aos copos e aos corpos, causando paralisia, depressão e até demência.
"A gente precisa de mais médico, de remédio, de saúde", diz Davi.
Em setembro, um grupo de ianomâmis reteve 21 servidores da Funai, em protesto contra a falta de médicos na região. Duas crianças haviam morrido de pneumonia.
"O povo ianomâmi não votou, a gente não precisa votar. O Bolsonaro é a autoridade do país agora. A gente respeita, não tô preocupado. Só esperamos saúde e respeito a nossas terras", afirma Davi.

sábado, 29 de dezembro de 2018

Com blog do jornal OEstado

Azul e Makeca reforçam Guarany no Cearensão 2019

Lauriberto Braga

Colunista - Esportes

Guarany de Sobral abre o Cearensão 2019, no sábado (cinco de janeiro), às quatro da tarde, enfrentando o Horizonte, no estádio Domingão. O Guarany vem para o Cearensão com um elenco de 27 jogadores comandados pelo treinador Anderson Batatais. Destaques no Guarany para o atacante Jadelson Azul (foto Divulgação) com passagens no FK Pelistef (Macedônia), Náutico (PE), Central (PE), Serra Talhada (PE), CSA (AL), Moto (MA), Campinense (PB) e Novo Horizonte (GO); e para o lateral esquerdo Makeca, oriundo do Santa Helena (GO).
No elenco do Bugre Sobralense, jogadores conhecidos como o goleiro Douglas; volante Emerson Sobral; meia Alan Fabrício; e atacantes Jeferson Maranhão e Waldison.
Confira o elenco de 27 jogadores do Guarany de Sobral para o Cearensão 2019:
Goleiros – Douglas, Dida e Dionantan.
Laterais direitos – Piauí, Emerson e Cleverson.
Zagueiros – Ciro Luz, Alex Maranhão, Cleberson, Marcelo e Lucão.
Laterais esquerdos – Rian e Makeca.
Volantes – Romário, Arthur, Jerson, Róbson Alemão e Emerson Sobral.
Meias – Rodrigo Goiano e Alan Fabrício.
Atacantes – Jeferson Maranhão, Pedro Neto, Waldison, Azul, Sharlison, Brunão e Rodrigo Cearense.

O novo IJF


Governador e prefeito de Fortaleza entregam mais 71 leitos do IJF2

O governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio entregam, nesta segunda-feira (31), às 8h30, mais uma etapa da obra de construção do IJF 2. A nova etapa vai permitir a ampliação das áreas de atendimento do Instituto Doutor José Frota (IJF), unidade de alta complexidade da rede de assistência municipal de saúde, que passará a contar com mais 71 novos leitos de internação, com a abertura de mais duas enfermarias do IJF 2.
No mês de outubro deste ano, já haviam sido liberados 59 novos leitos. Com isso, a nova unidade terá 130 novos leitos em funcionamento; 24 deles são destinados ao acolhimento exclusivo de crianças vítimas de traumas graves. O investimento total da obra é de R$ 74 milhões. Deste valor, R$ 25,81 milhões devem ser investidos pelo Governo do Ceará até a conclusão da obra.

Serviço:

Entrega de novas Enfermarias do IJF 2
Data: 31/12/2018 (segunda-feira)
Hora: 8h30
Local: Instituto Doutor José Frota (IJF) – R. Barão do Rio Branco, 1816 – Centro

A conta gotas

O governador Camilo Santana (PT) confirmou agora há pouco indicação de três integrantes de seu novo secretariado, que conduzirão política econômica do segundo mandato. Em informação exclusiva do Palácio da Abolição, foram confirmadas indicações de Maia Júnior (Desenvolvimento Econômico), Mauro Filho (Planejamento) e Fernanda Pacobahyba (Fazenda).

Água na torneira do sertão de Limoeiro

Famílias de Limoeiro do Norte recebem sistema de abastecimento de água

 

Ascom | Antônio Cardoso


As cerca de 110 famílias residentes na Comunidade de Faceira, em Limoeiro do Norte, foram beneficiadas, nesta quinta-feira (27), com a entrega de um sistema de abastecimento de água. Os secretários da Casa Civil, Nelson Martins, e do Desenvolvimento Agrário, De Assis Diniz, estiveram na localidade.
O valor investido, de R$ 382.586,52, tem uma enorme relevância na avaliação do secretário Nelson Martins. “Do ponto de vista financeiro, é um investimento muito pequeno, mas de uma importância muito grande se considerarmos que serão atendidas 108 famílias. Se fosse atender com carro pipa em muito pouco tempo gastaria esse recurso. Além disso, as famílias vão ter água tratada na torneira, água livre de contaminação”, afirmou.
Já o secretário De Assis disse que o sentimento era de “dever cumprido”. “Estamos falando de algo concreto que é a qualidade de vida das pessoas. No sertão é cada vez menos comum ver mulher carregando balde de água na cabeça ou crianças com jumentos para garantir a água para o café da manhã da família”, avaliou. “Ao entregar um sistema desse, estamos levando saúde. Isso é uma concretização do desejo do governador Camilo Santana”.
Prefeito de Limoeiro, José Maria Lucena destacou o incansável trabalho feito pelo governador Camilo Santana para levar água às comunidades mais distantes. “Respeitamos muito esse trabalho feito pelo Camilo. Faz com que o povo da zona rural também se sinta cidadão. Água é saúde e vida”.
Além da comunidade de Faceira, serão beneficiadas com o equipamento as comunidades de Aningas e Sapé, como explica Benedito Araújo Ferreira, da Associação Nossa Senhora das Graças. “Nasci e me criei aqui nesta região. Hoje, estamos muito felizes porque vemos água nas torneiras. Temos uma sorte enorme porque a mesma água que vai para o Hospital Regional vai passar por Faceira. Isso significa que teremos água boa”.

Esperança

Os agricultores Antonio Elias Régis e Francisco Ferreira chegaram cedo à Igreja Nossa Senhora das Graças, local que sediou a cerimônia de entrega. Aos 73 anos, Elias cedeu parte de seu terreno para que fosse instalado o sistema de abastecimento. “A dificuldade para a gente conseguir água era grande. Eu criava umas ovelhas que morreram por falta de água. Agora não falta mais”, comemorou o agricultor. “A gente que mora aqui há mais tempo sabe o quanto já foi difícil ter água pra tomar banho”, completou Ferreira.

Imagens: Marcos Studart 

Posses

Governador dá posse aos novos secretários nesta terça (1º)

O Governo do Ceará realiza, no próximo dia 1º de janeiro de 2019, a partir das 16h, a solenidade de posse dos secretários de Estado da nova gestão do Executivo estadual (2019-2022). A cerimônia acontece no Palácio da Abolição e vai contar com a presença do governador reeleito Camilo Santana e da vice-governadora reeleita Izolda Cela.
A posse do governador e da vice-governadora acontece antes, às 14 horas, em sessão solene na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

Serviço

Solenidade de posse dos secretários de Estado do Governo do Ceará
Data: 01.01.2019 (terça-feira)
Horário: 16 horas
Local: Palácio da Abolição (Avenida Barão de Studart, 505, Meireles, Fortaleza/CE).

Netanyahu faz 1ª visita ao Brasil enquanto enfrenta acusações de corrupção Ronen Zvulun/Reuters 23.dez.18 - Binyamin Netanyahu durante reunião semanal com seu gabinete Imagem: Ronen Zvulun/Reuters 6.4k 1 Beatriz Montesanti e Talita Marchao Do UOL, em São Paulo 28/12/2018 04h00 O premiê Binyamin Netanyahu chega ao Brasil nesta sexta-feira (28) com afagos de Jair Bolsonaro. Desde a campanha presidencial, há um entusiasmo crescente na aproximação entre Brasil e Israel. Em sua casa, no entanto, a situação de Netanyahu não está tão confortável quanto a recepção que o espera por aqui. No começo de dezembro, a polícia israelense denunciou o premiê pela terceira vez em ... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2018/12/28/quem-e-netanyahu-o-premie-investigado-por-corrupcao-que-atrai-bolsonaro.htm?cmpid=copiaecola

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Cadeira de dentista

Municípios terão R$ 51 mi para comprar equipamentos de saúde bucal


Recurso liberado pelo Ministério da Saúde pode ser usado para aquisição de 2.836 cadeiras odontológicas para equipar unidades básicas de saúde
Saúde bucal - equipamentos odontológicos
O Ministério da Saúde está destinando R$ 51 milhões para melhorar a assistência bucal em 898 municípios brasileiros. A verba é destinada para a compra de 2.836 cadeiras odontológicas, de todas as regiões do país. A liberação do recurso já foi publicada no Diário Oficial da União. O investimento contribui para qualificar, ampliar e fortalecer o atendimento de Saúde Bucal no Sistema Único de Saúde (SUS).
A compra dos equipamentos reforça a Política Nacional de Saúde Bucal e dá suporte para ampliar e qualificar o trabalho das Equipes de Saúde Bucal que atuam na Atenção Básica, principal porta de entrada do SUS e capaz de resolver pelo menos 80% das demandas dos cidadãos.
Atualmente no país são 26.807 Equipes de Saúde Bucal presentes em 5.047 municípios brasileiros. Desta forma, cerca de 90,53% dos municípios do país têm, ao menos, uma das principais linhas de ação da Política Nacional de Saúde Bucal.

Saúde Bucal 

Quem precisa de atendimento bucal deve buscar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua residência. As equipes de Saúde Bucal estão são compostas por: cirurgião-dentista; técnico ou auxiliar em saúde bucal ou pelo cirurgião-dentista; e técnico em saúde bucal e um auxiliar ou técnico em saúde bucal. Toda equipe é responsável por um território que, em geral, concentra de 3 mil a 4 mil pessoas.
A partir da avaliação inicial do dentista, o paciente pode ser encaminhado à atenção especializada, nos CEO. Essas unidades especializadas realizam serviços de diagnóstico bucal, com ênfase no diagnóstico e detecção do câncer de boca; periodontia especializada; cirurgia oral menor dos tecidos moles e duros; endodontia; e atendimento a portadores de necessidades especiais. Hoje são 1.138 CEO em todo o país.
O SUS conta ainda com 302 Unidades Odontológicas Móveis, sendo que destas, 33 são Unidades Odontológicas Móveis (UOM) nos Distritos Sanitários Indígenas (DSEI) e 7 são Unidades Odontológicas Móveis (UOM) em Consultórios na Rua (CnaR). Esses serviços permitem ampliar o acesso de saúde bucal a populações específicas e vulneráveis.
Há ainda, no âmbito do SUS, 1.970 Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias (LRPD), que realizam o serviço de prótese dentária total, prótese dentária parcial removível e/ou prótese coronária/intrarradiculares e fixas/adesivas.
Até outubro deste ano, foram realizados 568.845 procedimentos de próteses dentárias. Já as atividades de diagnóstico bucal, periodontia especializada, cirurgia e endodontia ofertadas nos CEO somaram 1.372.399 procedimentos. Nos estabelecimentos especializados que atendem a pessoas com deficiência foram registrados 791.606 procedimentos.”
Por Carolina Valadares, da Agência SaúdeAtendimento à imprensa(61) 3315-3580 / 3533

Bateu, levou

Bolsonaro diz que a vida na França é insuportável por causa da imigração e embaixador francês informa: França, 825 homicídios em 2017. Brasil, 63.880 homicídios em 2017.

Vereadores mostram responsabilidade com o povo


Deu na Gazeta da Jurema

Entre bate-bocas e protestos, Câmara de Caucaia rejeita projeto de lei que institui reajuste no IPTU.



Com 17 votos contra e 4 a favor, a votação aconteceu em uma sessão extraordinária.

Durante uma sessão extraordinária em meio ao recesso das atividades, a Câmara dos Vereadores de Caucaia rejeitou o Projeto de Lei Complementar nº 33, que dispõe sobre o novo Código Tributário do Município (CTMC). Com 17 votos contra e apenas 4 votos a favor, a votação aconteceu em uma sessão extraordinária.
A proposta foi levantada pelo prefeito Naumi Amorim e sua equipe e previa o ajuste tributário do município de Caucaia, mais especificamente, da cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), além de outras providências. O projeto foi enviado no final de novembro para ser analisado pelos vereadores e foi reprovado sob críticas por se tratar de um projeto feito às pressas e de maneira descuidada com a população. Alguns vereadores chegaram a salientar o despreparo dos próprios técnicos responsáveis ao entrarem em contradições durante reuniões com os parlamentares.
Natécia Campos, presidente da Câmara, acompanhou a opinião dos colegas e comentou que não havia condições para que o projeto fosse aprovado. “Nós, do legislativo, não tivemos tempo hábil para analisar o projeto. As comissões trabalharam fervorosamente na intenção de entender o projeto e analisar, mas foi concluído que o projeto não seria bom para Caucaia do jeito que está”.
Ela ainda comenta que o projeto até seria bom para o município, porém, desde que fosse bem trabalhada e discutida uma melhor forma de “arrecadar com justiça” e contando com a participação de todos.

A sessão foi marcada por bate-boca entre os próprios vereadores e incluiu até participantes que acompanhavam a sessão. Durante a votação, os vereadores que eram contra o projeto eram ovacionados e, os que votavam a favor, vaiados. A vereadora Germana Sales foi a única integrante do grupo que se absteve de votar a pauta e repudiou o comportamento de alguns participantes. “Acho triste quem vaia”, lamentou ela durante seu voto.
A população de Caucaia acompanhou o assunto com bastante atenção. Desde o início da semana, o assunto vem sendo repercutido nas redes sociais e em grupos de conversa. Um deles convida a população a participar de uma suposta audiência pública datada na última segunda-feira, dia 17, que não chegou a acontecer. A presidente da câmara ressaltou os esforços da casa legislativa em trazer o assunto para debate com a comunidade, porém, o pouco tempo de análise aliado ao recesso parlamentar dificultou a discussão do projeto com a população.
“Num outro momento se chegar na câmara um projeto bem elaborado e analisado, aí sim serão feitas as audiências públicas em tempo hábil, tendo a participação ativa da população e quem sabe, seja até aprovado.”, finaliza Natécia.
Confira como votaram os vereadores:
Votaram a favor: Enéas Góis, Priscilla Menezes, Irenilde Fortunato e Fernando do Picuí
Votaram contra: Jorge Luiz, Weibe Tapeba, Evandro Maracujá, Dona Célia, Emília Pessoa, Mickauê, Ratinho Cabral, Neto do Planalto, Ricardo Cordeiro, Pastor Dalmácio, Kiko do Cazuza, João Andrade, Dimas Matias, Lauro Arruda, Léo do Zé Almir, Fábio Herlândio e Natécia Campos.
Abstenções: Germana Sales

A arrumação da Aguanambi

Governador participa da entrega da requalificação da Avenida Aguanambi

O governador Camilo Santana participa nesta sexta-feira (28), às 9h, ao lado do prefeito Roberto Cláudio, da entrega das obras de requalificação da Avenida Aguanambi e início da operação da primeira etapa do Corredor Expresso Messejana/Centro. Com a finalização da obra, serão liberadas as seis estações de ônibus, localizadas junto ao canteiro central da avenida, além do tráfego do viaduto construído sobre a rotatória.
A nova Avenida Aguanambi foi completamente alargada e passa a contar agora com quatro faixas por sentido, sendo uma delas, localizada junto ao canteiro central, destinada exclusivamente ao transporte coletivo. As obras de urbanização da via, como calçadas, ciclovia, nova iluminação e paisagismo, também foram finalizadas, desde a Avenida Domingos Olímpio até a rotatória da Avenida Aguanambi com BR 116.

Serviço

Entrega da nova Av. Aguanambi e estações do corredor expresso
Data: 28/12 (sexta-feira)
Hora: 9 horas
Local: Praça M. Dias Branco (rotatória). Entre a Av. Aguanambi e a Av. Eduardo Girão – Bairro de Fátima.

Capa do jornal OEstado Ce


Coluna do blog


Era isso que o Ely queria
A poucos dias da posse, o presidente eleito Jair Bolsonaro reafirmou na véspera do natal a defesa dos interesses da população e do desenvolvimento do país. Em mais uma postagem em sua conta no Twitter, Bolsonaro disse que assim que assumir vai revogar decisões tomadas em diferentes áreas que não têm beneficiado os brasileiros. "Inúmeras regulamentações em todos os setores que só servem para arrecadação e entraves de desenvolvimento, sem nenhum retorno prático ao cidadão, irão ser revogadas rapidamente em meu governo”, destacou. Desde a campanha eleitoral, a equipe de transição tem como principal bandeira a redução dos gastos e estrutura da máquina pública. “Menos interferência do Estado significa melhores condições de vida ao brasileiro", voltou a defender Bolsonaro na manhã de segunda-feira. Pelo visto ao negarem a cidadania pedida pela inteligencia do Ely Aguiar, que deixa de ser deputado depois de amanhã, os colegas lá dele deram um tiro no pé. Se Bolsonaro fosse cidadão cearense, como queria Ely Aguiar, de certo diminuiriam as áreas de Zona  Azul em Fortaleza. Quem sabe até baixariam os novos custos do IPTU em Fortaleza e Sobral.E os alvarás. E mais: abririam novos stands de tiro e pistolas modernas poderiam ser compradas pro lugar desses 38 velhos, enferrujados que a turma aluga pra fazer assalto. É uma pena que a coluna que encerra o ano seja de lamento, mas negar cidadania a Bolsonaro pode não ter sido de bom alvitre para o Ceará. Será que enredar pra Francisco pode melhorar?

A frase: "Já vi muito leão virar gato". Delfin Neto sobre a postura do novo chanceler a tomar posse dia primeiro que vem. Isso depois de chamar Trump de "imbecil".

O Lira Neto vive o drama (Nota da foto)
Há, entre muitos portugueses, mesmo no meio intelectual e acadêmico (o que inclui, sobretudo, historiadores), um tema espinhoso, quase tabu: reconhecer a colonização como um crime. Há, no limite, quem chegue a relativizar os horrores da própria globalização da escravidão dos africanos promovida por Portugal. Nesse cenário, o jornal "Público" traz um importante debate sobre a hipótese de restituição de objetos e documentos às ex-colônias, como aspecto de uma possível política de reparação. Vale a leitura. Muito embora, a certa altura, o texto refira-se à colonização como "um dos episódios mais negros da história universal", utilizando o adjetivo "negro", assim, de forma pejorativa. Em uma discussão sobre a violência física e simbólica da colonização e as suas múltiplas formas de discriminação, social, econômica e étnica, pareceu-me um óbvio ato falho. Lira participa no Porto de seminário internacional sobre os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Molecagem cearense
Pessoal do Ceará anotou que João de Deus é hétero. Não apareceu nenhum homem reclamando que foi assediado por ele.Ou...

O mínimo
O Congresso Nacional aprovou o novo valor do salário mínimo que pode ser de R$ 1.006 a partir de 1º de janeiro de 2019, caso seja sancionado pelo presidente  Michel Temer.

Tem quem some pra diminuir
O reajuste de 5,45% deve trazer impacto de mais de R$ 2,3 bilhões para as finanças municipais no próximo ano.R$1.006,00 da US250. Sabe o que ce faz com US250?

Esperava isso do senador
Não quero 54 assessores, bastam 24, Não preciso de carro oficial, tenho o meu. Não quero apartamento funcional. Eduardo Girão oficiou isso ao Senado.

Nem eles se entendem
Depois que a TAM virou Latam,o saudoso comandante Rolim deve ter sofrido muito,se estiver vendo as cenas dos próximos capitulos.

Aviões não voam e voam
A última foi de cocheira; a Latamdivulgou que um A350 que iria de Guarulhos a Paris decolou e voltou com problenas técnicos.Depois,informou que o avião nem saiu da pista

E agora?
Por mais que se queira dar um guenta no assunto, não dá. A LATAM botou pra rodar aqui,do Brasil avião antigo e os novinhos servem ao Chile, onde a LAN comprou a TAM. Entendeu?


Bom dia

Escola de palhaço (como se fosse preciso!)

A Escola Pública de Circo da Vila das Artes inscreve para a oficina “Clown e Comédia Física”, com Fred Raposo. Os interessados, segundo a Secretaria da Cultura de Fortaleza, podem participar do processo seletivo até o dia 3 de janeiro, no site da instituição.

A oficina, que acontecerá entre os dias 7 e 28 de janeiro próximo, às segundas, quartas e sextas-feiras, das 18 às 20h30min, pretende desenvolver um entendimento da linguagem circense que possibilite ao aluno a aproximação com o personagem “palhaço” por meio da consciência corporal e emocional.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Li no JB que leu no Estadão


Michelle Bolsonaro usa camisa com frase de juíza para Lula

A futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, desembarcou em Itacuruçá carregando o cachorro da família e vestindo uma camiseta com a frase que a juíza Gabriela Hardt disse ao ex-presidente Lula em seu primeiro depoimento na Justiça de Curitiba após Sérgio Moro deixar o caso para assumir um ministério no novo governo: “Se começar nesse tom comigo, a gente vai ter problema”.
Macaque in the trees
Michelle Bolsonaro (Foto: DIvulgação)
Michelle e as duas filhas estão voltando para o Rio de carro, depois de passar o Natal com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, na Ilha da Marambaia, uma área de treinamento da Marinha, na Baía de Ilha Grande.
(Com Estadão conteúdo)

Ódio! O ódio que matou Camata era grande demias


Ex-assessor confessa assassinato de Gerson Camata, diz secretário

Ex-governador tinha movido ação judicial contra ex-auxiliar

  O secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Nylton Rodrigues, afirmou que Marcos Venício Moreira Andrade, de 66 anos, confessou ser o autor do disparo que matou o ex-governador do estado, Gerson Camata, na tarde desta quarta-feira (26), em Vitória. Ele já está preso. O crime ocorreu em uma rua do bairro Praia do Canto. A arma utilizada no crime, sem registro, também foi apreendida pela Polícia Civil.
Segundo o secretário, Marcos Venício foi assessor de Gerson Camata por cerca de 20 anos e, atualmente, o ex-governador movia uma ação judicial contra o ex-auxiliar, na qual a Justiça já havia determinado o bloqueio de R$ 60 mil da conta bancária do autor do crime.

Macaque in the trees
Gerson Camata (Foto: Arquivo/Agência Senado/Geraldo Magela)
"Hoje, na Praia do Canto, o autor do crime, o ex-assessor Marcos Venício, foi tirar satisfação, ao encontrar Gerson Camata, na rua, na calçada, próximo a uma padaria e a uma banca de revistas. Neste encontro, iniciou-se uma discussão verbal, momento em que o Marcos Venício sacou uma arma e efetuou o disparo que vitimou o nosso ex-governador. É isso o que nós podemos adiantar agora", informou.
Ainda de acordo com Rodrigues, que não detalhou o tipo de ação judicial que era movida por Camata contra Marcos, o ex-governador foi morto com um único disparo, que atingiu o pescoço.
Marcos Venício foi preso minutos depois, em flagrante, por policiais que estavam de folga. O assassino confesso continua a ser ouvido no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória.
 
Penso eu - Segundo um delegado que ouviu o criminoso havia ódio e cada palavra de seu depoimento. Nenhum arrependimento, mas uma grande dose de ressentimento. Um ódio profundo,disse o delegado. 

Opinião do Sakamoto

Blog do Sakamoto

Blog do Sakamoto

Queiroz fugiu do MP para dizer à TV que só fala com o MP

Leonardo Sakamoto
27/12/2018 04h11

Assistir à integra da entrevista de Fabrício Queiroz, ex-assessor do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro, ao SBT Brasil, na noite desta quarta (26), sobre a polêmica de suas "movimentações atípicas" de R$ 1,2 milhão, causa um misto de indignação e júbilo. Ou ele acredita que a população é tapada ou encontramos um Fernando Pessoa reencarnado – que finge tão completamente, que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente.
Fabrício disse que faltou à última convocação feita pelo Ministério Público porque precisava fazer um exame. Sua descrição do procedimento somada às informações dadas por seu advogado sugerem que ele tenha se referido a uma colonoscopia – exame de imagem para verificar o interior do intestino. Preparação desagradável, sedação com naninha gostosa, breve repouso após o procedimento e, em algumas horas, pronto para o trabalho.
Se Queiroz queria ganhar tempo com a entrevista, o resultado vai ser o inverso, pois o que ele apresentou deixou mais dúvidas do que respostas.
Assumindo que ele realmente tenha câncer e esteja com cirurgia marcada, nada impedia que tivesse prestado esclarecimentos ao Ministério Público em algum momento nas últimas três semanas, desde que a polêmica veio à público com a reportagem de Fábio Serapião, do jornal O Estado de S. Paulo, no dia 6 de dezembro. Mas ele preferiu viver um paradoxo e nos tragar para dentro dele, como em um episódio de "Além da Imaginação": fugiu do MP e optou por falar à TV a fim de dizer que o mais importante só dirá ao MP.
Há coincidências entre datas de pagamentos dos salários pela Assembleia Legislativa do Rio, depósitos na conta de Queiroz feitos por outros funcionários do gabinete de Flávio e saques em dinheiro pelo policial. Esse tipo de ação é semelhante à prática ilegal de devolução de parte dos salários dos funcionários aos seus chefes parlamentares.
Na entrevista desta quarta, disse que preferia falar ao MP, mas que geria os recursos da família, justificando os depósitos de sua mulher e filha, que também trabalhavam para o filho do presidente eleito, em sua conta. Quando a repórter Débora Bergamasco perguntou o porquê de também ter recebido de outros funcionários do gabinete, afirmou que "em respeito ao MP" prestaria os esclarecimentos à instituição.
Queiroz pediu desculpas à Michelle Bolsonaro por toda essa superexposição. Segundo o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), a futura primeira-dama recebeu R$ 24 mil de depósitos feitos por ele.
Então por que não foi ao MP resolver isso antes ao invés de ficar sofrendo, como ele mesmo diz? Ou por que não chamou à imprensa logo de cara para contar sua versão se tudo é facilmente explicável? Por que deixou fortalecer os discursos da oposição que afirmam que ele é um laranja da família Bolsonaro e os adiamentos têm o objetivo de garantir a posse do presidente, em janeiro, e a do senador, em fevereiro, sem constrangimentos? Pior: por que deixou chegar ao ponto do chorume da internet brotar teorias conspiratórias com a versão de que é um implantado do PT na vida dos Bolsonaros e outras bobagens?
Jair Bolsonaro afirmou que esses R$ 24 mil se referem a uma dívida pessoal que Queiroz, seu amigo de longa data, tinha com ele. Disse que pediu que a devolução fosse feita para a conta da futura primeira-dama porque ele não tinha tempo de ir ao banco. Flávio Bolsonaro declarou, por sua vez, que o ex-assessor relatou a ele uma "história bastante plausível", garantindo que as transações não são ilegais. Questionado na entrevista desta quarta, Queiroz disse que – veja bem – só revelará a "história bastante plausível" ao MP.
O Caso Queiroz vem dando dor de cabeça a Flávio Bolsonaro (o MP sugeriu que ele fosse ouvido no próximo dia 10), mas também a assessores de seu pai, que foram questionados sobre o tema.  
O ex-juiz federal e futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública Sérgio Moro, perguntado sobre o caso, primeiro se calou. Depois afirmou que "o senhor presidente eleito já esclareceu a parte que lhe cabe no episódio" e completou dizendo que "o ministro da Justiça não é uma pessoa para ficar interferindo em casos concretos".
Já o deputado federal e futuro ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni surtou em uma coletiva de imprensa, quando os repórteres insistiram em saber a origem do dinheiro. Primeiro usou o PT como muleta, depois teceu uma resposta quase filosófica sobre a busca da verdade e terminou atacando os repórteres antes de deixar a coletiva, perguntando quanto eles haviam recebido este mês.
Queiroz diz que parte dos recursos vem de seu trabalho com carros. "Eu sou um cara de negócios, eu faço dinheiro, compro, revendo, compro, revendo, compro carro, revendo carro, sempre fui assim, gosto muito de comprar carro de seguradora, na minha época lá atrás, compra um carrinho, mandava arrumar, revendia, tenho uma segurança."
Diante de tudo o que foi apresentado até agora, inclusive a entrevista desta quarta, a impressão é que a única frase realmente esclarecedora foi "eu faço dinheiro". Nisso, parece que há um majestoso consenso.
Em tempo: Três semanas e o máximo que ele teve de media training foi isso?

Capa do jornal OEstado CE


Coluna do blog


A pesquisa do DataFolha
Esta é a notícia: "Uma pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada no domingo (23), apontou que 65% dos brasileiros acham que a economia do país irá melhorar em 2019. Em agosto deste ano, a porcentagem de otimistas era de apenas 23%." Ponto.
Foi então achado que o brasileiro, não sei de onde, exagerou no otimismo sobre a vida no país para o ano que vem. Não sei tambem como foram as perguntas, como foi elaborado o questionário, mas eu sei que pelo menos pra um a vida vai melhorar. O presidente eleito, sr. Messias, dispensou o taifeiro na restinga da Marinha e foi pro tanque lavar e estender roupas. Não foi informado roupa de quantos dias, mas o varal tava cheinho. E mais, o sr. Messias deixa o apartamento funcional, aquele que usava como abatedouro e  vai de mudança prum Palácio, o Planalto. Alí, não vai pagar luz, água, telefone nem a comida das emas dos jardins. Também não vai precisar se preocupar com as despesas de casa, mesmo havendo mostrado suas habilidades do lar e suas prendas domésticas. O sr.Messias é do lar e de prendas domésticas. Vai melhorar tambem o salário. Recebia um tanto como deputado federal e agora vai receber outro tipo de tanto como presidente. Não vai gastar dinheiro, a parte dele, com os desconvidados da Venezuela e da Nicaragua e mais. a deselegância do embaixador chanceler dizendo que quem vier da Nicaragua não será benvindo, é outro ponto de economia. O moço, o chanceler, não o sr.Messias, é o que na prática o povo chama de elefante numa casa de cristais. Mas vamos indo. Vamos ver; e esperamos ver, as coisas melhorarem. Numa economia dolorosamente desempregada o que vai e como vai melhorar é esperança de todo mundo otimista. O pessimismo que não perdure nos corações de 13 milhões sem serviço que batem às portas do desânimo.

A frase: "Mim indiquem uma cerie boa", diz uma tal de Blindada por Deus, na internet, ao que no mesmo veículo Guilherme Shady respondeu:"Quinta série".

Foto Bulhões Produções
Chuvarada (Nota da foto)
Foi tanta chuva, tanta chuva que na Lagoa Seca, bairro chic de Juazeiro do Norte ficou assim. Imagina quando a Lagoa encher.

E viva a web
Alguém manda dizer, com foto, que a Beira Mar, em Fortaleza tá bombando. Cheinha de gente. Gente saindo pelo ladrão - quando não é o proprio de saída.

Os peixes
Tem um bocado de mini restaurantes no novo mercado dos peixes. A  foto que chega de lá mostra que no feriadão não havia um tamborete pra escorar um velho cansado.

Não nega de onde é
Reportagem da Folha, fala que Renata Barbosa-cearense de Fortaleza- parou um tour turistico em Brasilia pra achar "...lindo o ensaio da posse,tudo organizado" de Jair Messias, na Presidencia".

Segundo Roberto Cláudio
Os dois,ele e Camilo, vão entregar, até amanhã, o segundo andar do novo IJF. Mais 71 leitos, elevando a oferta, com o primeiro andar em operação, para 130 leitos.

E mais...
Também entregarão o Residencial Vila do Mar, com a oferta de 300 moradias para famílias de baixa renda.

Bastidores fervem
São as ais diversas as especulações sobre a eleição da nova Mesa Diretora da Assembleia do Estado. Em cada esquina há uma eleição diferente,anuncia um observador da cena. São 46 deputados estaduais, todos querendo ser presidente ou um lugar à mesa principal.



Bom dia


Leiam meninos leiam. Leiam Machado, o Joaquim Maria e assim terão uma versão visionária da vida brasileira anos e anos após o congelamento na história, que nem na novela das oito que agora é nove. E Deus salve a rainha.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Ciencia e economia


Por que Charles Darwin pode ter sido um dos maiores economistas da história

Getty Images
Charles Darwin é conhecido pela teoria da seleção natural Imagem: Getty Images
 
Quem seria mais indicado para explicar a economia: o naturalista britânico Charles Darwin, pai da teoria da seleção natural, ou o economista e filósofo escocês Adam Smith, cuja obra "A Riqueza das Nações" (1776) é considerada a obra-prima que definiu as bases da economia clássica?
A pergunta pode parecer exagerada e fácil de ser respondida. Mas para Robert H. Frank, professor de economia da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, e autor de "The Darwin Economy: Liberty, Competition and the Common Good" (A economia de Darwin: liberdade, competição e o bem comum, em tradução livre), a maneira com que Darwin entende a competição permite fazer uma descrição da realidade econômica muito mais precisa do que a perspectiva de Smith.
Se Smith estava correto ao indicar os benefícios da competição, afirma Frank, Darwin foi além ao mostrar que, às vezes, a competição pode gerar benefícios para o indivíduo, mas com prejuízos ao grupo.

Indivíduo versus grupo

A teoria da mão invisível proposta por Smith afirma que, quando a gente se comporta orientado pelo interesse próprio, se obtém resultados benéficos para toda a sociedade.
Essa metáfora descreve a forma como o livre mercado se regula sem interferências externas.
Mas Darwin, argumenta o professor Robert H. Frank, percebeu com muito mais clareza a relação entre a busca pelo benefício próprio e o bem-estar coletivo.
Para ilustrar a visão darwiniana, o pesquisador utiliza como exemplo o tamanho desproporcional das galhadas dos cervos.
"Esse é um traço que evoluiu para dar uma vantagem reprodutiva a animais individualizados, mas que acabou sendo uma desvantagem maior para a coletividade deles", explica Frank à BBC.
Os machos dessa espécie acasalam com a maior quantidade de fêmeas possível. Em meio a isso, eles lutam contra outros machos e, quanto maior a galhada, mais chance de derrotar o adversário.
"Por essa razão, a mutação que codifica o tamanho da galhada foi rapidamente selecionada pela evolução, e hoje em dia esses animais têm galhadas de mais de 1,2 metro que pesam quase 18 kg", explica o professor de Cornell.
Imagine agora esse animal com tal estrutura na cabeça sendo perseguido por raposas em meio às árvores. "Será muito mais fácil cercá-lo e matá-lo", disse Frank.
O processo de seleção natural dá vantagens a cervos com galhadas maiores contra outros animais de sua espécie. Mas esses chifres grandes se tornaram uma desvantagem para cervos ante suas presas.
Ou seja, o elemento que beneficia o indivíduo se opõe aos interesses do grupo.

Paralelos

O interessante do que propõe Darwin, afirma Frank, é que às vezes o interesse individual coincide com o coletivo, mas geralmente não. "Quando há um conflito, o interesse individual geralmente triunfa sobre o coletivo."
Segundo o pesquisador de Cornell, a seleção natural que envolve a galhada do cervo levou a uma evolução que não compete com o meio ambiente, mas para que os animais de uma mesma espécie compitam entre si.
No mundo dos negócios, afirma Frank, "grande parte da competição entre empresas e entre consumidores é contra nós mesmos".
"Se não pudéssemos fazer nada, aproveitaríamos os benefícios da competição, mas sempre há pequenas mudanças e incentivos que podem ser adotados para desviar recursos de atividades que não geram benefícios."
A única solução para os problemas individuais é agir de modo coletivo, afirma o pesquisador de Cornell. Chegar a um acordo ou deixar que uma autoridade externa intervenha para chegar a uma solução que beneficie a todos.
Segundo Frank, uma aceitação acrítica dos seguidores de Smith acerca da metáfora da mão invisível tem minado os esforços regulatórios para conciliar o conflito entre os interesses individuais e coletivos em décadas recentes. O dano, na opinião do pesquisador, vem sendo considerável.

Gênio!

As andanças e declarações do ministro Salles na Espanha O Acordo de Paris é para o país levar vantagem O ministro Ricardo Salles deu uma ent...