quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Aviões e espionagem não fazem boa foto no Brasil

Dilma deve adiar compra de caças americanos


A espionagem cibernética dos EUA virou pretexto para um novo adiamento da compra de caças para a Força Aérea Brasileira. Auxiliares de Dilma Rousseff afirmam que ela estava na bica de autorizar a aquisição de 36 caças modelo F-18 Super Hornet, fabricados pela norte-americana Boeing. Negócio de US$ 5 bilhões. Decidiu mandar a transação para o freezer.
Deve-se a informação aos repórteres Daniel Rittner e Leandra Peres. Em notícia veiculada no ‘Valor‘, a dupla conta que a encomenda dos caças não levantará voo tão cedo. Abespinhada, Dilma não cogita assinar nada até o final de 2013. Um assessor argumenta que, no ano eleitoral de 2014, a polêmica aquisição dos caças não cairia bem. Quer dizer: deve ficar para 2015, ano inaugural do próximo mandato.
Vale recordar: em 2009, durante visita do então presidente francês Nicolas Sarkozy a Brasília, Lula dissera que o governo estava praticamente decidido a comprar os caças Rafale, fabricados pela Dassault. Já lá se vão quatro anos. E incontáveis desculpas. Para ventura do contribuinte e desassossego da FAB, sobreveio agora o papelório de Edward Snowden.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bom dia

Militares aceitam proposta encaminhada por comissão e decidem encerrar paralisação  ...