sexta-feira, 20 de julho de 2018

Veja logo mais na TV Padre Cicero.com.br

Juazeiro do Norte celebra 84 anos de morte do Padre Cícero

Com celebração no largo do Socorro, a partir das 6 horas desta sexta-feira, serão celebrados os 84 anos de morte do Padre Cícero, com a tradicional missa do dia 20. Este ano, estará participando da celebração o cardeal dom Orani Tempesta. Milhares de fiéis prestam homenagens ao sacerdote.
Dentro da Semana do Município, haverá continuidade da programação com eventos voltados à comemoração de aniversários dos 107 anos de Juazeiro do Norte. A partir das 8 horas, no Memorial Padra Cícero, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura, comemorará o aniversário de 30 anos da Fundação Memorial Padre Cícero, que começa com uma programação de eventos que se estende até julho do próximo ano.
Para comemorar essa trajetória, haverá uma solenidade oficial e o descerramento de uma placa comemorativa dos 30 anos da Fundação Memorial Padre Cícero, com a presença do Prefeito Arnon Bezerra. Na sequência da programação haverá o lançamento do livro e do documentário “Padre Cícero, o filme”, produzidos pelo escritor Raymundo Netto, acerca do longa metragem “Padre Cícero, os Milagres de Juazeiro”, rodado em 1976 por Helder Martins. Na ocasião haverá um debate com os historiadores Renato Casimiro e Valmir Paiva.
O filme “Padre Cícero, os Milagres de Juazeiro”, será exibido à noite, a partir das 18h, no Teatro do Centro Cultural Banco do Nordeste, onde acontecerá uma nova rodada de debates. Toda a programação é gratuita. Também na noite desta sexta-feira, haverá entrega de títulos de cidadania juazeirense em solenidade a ser realizada pela Câmara Municipal, a partir das 18h30, no Memorial Padre Cícero.
A Santa  Missa será transmitida ao vivo para todo o Brasil pela TV Padre Cicero que gerará imagens e som para 10 outras estações de televisão do Brasil, incluindo a TV Ceará, em Fortaleza.
Fotos: Elizangela Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Editorial do Estadão

Linha vermelha O ministro da Educação, Abraham Weintraub, tem de ser demitido. Sua errática gestão já seria razão suficiente, ma...