sexta-feira, 20 de abril de 2018

Coluna do blog

Isto é política ou sociologia?
"O Senado aprovou o projeto que obriga as escolas a desestimularem seus alunos à prática do bullying. Em votação simbólica, os senadores aprovaram a proposta, que segue agora para sanção presidencial. O projeto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação para incluir, entre as competências dos estabelecimentos de ensino, a promoção de medidas de prevenção e combate a todos os tipos de violência, em especial a “intimidação sistemática”, mais conhecida como bullying. Além disso, coloca como atribuição das escolas o estabelecimento de ações destinadas à promoção da “cultura da paz” nas escolas. Além das atitudes típicas de bullying, a matéria busca combater outros tipos de violência como agressão verbal, discriminação, práticas de furto e roubo, ameaças e agressão física. Ao relatar a matéria, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) utilizou um dado para comprovar a importância de medidas de conscientização sobre o problema. Um estudo feito em 2016 pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, em parceria com o Ministério da Educação, aponta que 69,7% dos estudantes presenciou algum tipo de agressão dentro da escola". O que está entre aspas é reportagem da Agência Brasil. Por quê posto isso? Simples; quando era estudante no Colégio Sobralense,nos anos 50/60 do século passado, havia um professor nosso, padre, que botava apelido em todo mundo. Era sarcástico, gozador e até maldoso. Só que,jamais soube de nenhum de nós, degenerado, maluco, criminoso, doido ou desembestado por conta dos apelidos que tínhamos. O que mudou? Essa frescura de buling? Não viramos baitolas,sociopatas,matadores. Ríamos uns dos outros e a vida seguiu. Há algo errado com essa turminha de hoje que se zanga por um apelido? Aos sociólogos para verificação.

A frase: " O risco representado pela escolha do novo presidente da República, que pode mudar a política econômica, ultrapassou a inadimplência na lista das principais preocupações dos bancos no Brasil.". De um observador da cena,


Sal da terra e da água (Nota da foto)
O Rio Salgado, um dos mais valentes cursos dágua do Ceará, sozinho, quando foram fechadas as portas do Castanhão, fez o gigante sangrar. Agora, eis que volta a chover no Ceará, desde as cabeceiras do Salgado, o Castanhão se anima. Aí, quando passa pelo Icó, cheio de luz e de esperanças para o Cariri e o Baixo Jaguaribe. A foto vem do site do Fabrício Moreira feita pela Iguatu.Net.

Tudo como dantes...
Com a saída do economista  Mauro Filho da Secretaria da Fazenda para disputar cadeira de deputado federal pelo PDT, assumirá seu adjunto, João Marques.

Fim das relações
Já não se conversa mais, pessoas com pessoas.Pelo menos pessoalmente Restaurantes,bares,botecos,ttransportes, são territórios de apartaid.

Justifico
Os tais smart fones, esses de conversas com imagens e tal, estão destruindo até uma "azaração". Fortaleza contribui com a iplantação,até o fim do mês, da internete em todos os ônibus da capital.

A política é dinâmica
Como dizia Totó, inventor do dr.Tasso, a política é dinâmica. O hoje senhor dos anéis,o Bonitão Jereissati,canta de galo até esta data dizendo ter destruido os coronéis.

A política é dinâmica II
Pois ouví a notícia e cai de me abrir; o dono do PSDB,a tucanagem do Ceará teria filiado um general da reserva para faze-lo candidato a governador do Ceará. E é?

Invenção
O simpático Ayres Brito está inventando uma chapa Joaquim Barbosa-Marina Silva pra pesidente. Bebeu!Jamais um aceitaria ser vice do outro.Joaquim é tido intratavel e marina é sazonal; só aparece de 4 em 4 anos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coluna do blog

Dulce começa santificado Roma 9 Itália - 18 graus -A Basílica Sant"Andrea Della Valle, no Corso Vitorio Emanuelle locou cedo. 90% era...