terça-feira, 8 de agosto de 2017

Coluna do blog


"Fora Temer"
Senador Tasso Jereissati disse que, se deputado federal fosse, teria votado contra o presidente Michel Temer. A bancada do PSDB votou dividida. O tema da votação, para Tasso, não era programático; a bancada foi liberada e o líder encaminhou sua posição contra Temer. O senador explicou que é a favor de toda a investigação “até para ter coerência com o que fizemos no governo Dilma”. Aliás, Tasso Jereissati continuará presidente nacional do PSDB até dezembro próximo. A decisão teve a concordância de Aécio Neves, que foi convencido a voltar a se licenciar da presidência tucana. Quer dizer: Aécio ficou no comando do partido apenas para livrar Temer. Tasso reassume e defende a reforma previdenciária. Sobre a votação de quarta-feira, quando o partido rachou no meio com relação ao arquivamento da denúncia contra Temer, Aécio e Tasso disseram que não houve pressão sobre nenhum deputado e que cada um votou como quis. Questionado sobre a permanência do partido no governo, onde a sigla conta com quatro ministérios, Tasso disse que essa questão não concerne ao PSDB e é “problema” do presidente Michel Temer. “É uma questão sem maior importância. Se Temer quiser tirar todos os nossos ministérios, isso é problema dele”, foi curto e grosso.

A frase: "Se cada político recebesse o que vale, ia sobrar muito dinheiro no mundo". É o que tão dizendo por aí.



(In) segurança (Nota da foto)
Prefeito Roberto Cláudio pensaria em estender até às 10 da noite o funcionamento do comércio do centro de Fortaleza, como nos shoppings. A diferença está na (in) segurança. A área central da cidade está tomada por descuidistas durante o dia. Então, para colocar em prática a ideia, o prefeito de Fortaleza tem que combinar com o setor de segurança pública do Estado e ver se há número de policiais suficiente para garantir o comércio noturno. Ou combinar com o ladrão, como queria o Chico Buarque.

Fim do mundo
A Construtora Queiroz Galvão fecha delação premiada com a recém-criada força-tarefa da Lava Jato paulista. A empreiteira foi uma das maiores pagadoras de propinas do “petrolão” e, entre 2011 e 2014.

Não adianta
Dois dos líderes partidários mais enraizados com a causa Temer avisam que não há clima na Câmara para aprovação da reforma previdenciária. O líder do DEM, Efraim Filho, disse que "Não adianta pensar agora em reformas constitucionais".

Uns e outros
E o líder do PSD, Marcos Montes, completou: "Não há ambiente na Câmara e na sociedade para aprovar a reforma previdenciária. O governo tem que cuidar de outras pautas, como a tributária, que mexe mais com o dia a dia das pessoas".

Tiririca
O itapipoquense Francisco Everardo Oliveira Silva, o deputado federal Tiririca (PR-SP), disse que está desiludido com a política e talvez nem seja candidato em 2018. O parlamentar diz não ter o "jogo de cintura" exigido para ser político.

Não sou palhaço
"Não vai mudar. O sistema é esse. É toma lá, dá cá", afirmou referido-se à votação que livrou Temer do impeacment e criticando o Congresso Nacional. Tiririca está no sétimo ano consecutivo como deputado.

Chumbo grosso
O INTERINO vai enfrentar uma segunda denúncia do MPF. Antes de deixar o cargo, o procurador-geral Rodrigo Janot o denunciará. Enquanto isso, a crise se generaliza. E mais...

Bobagem pouca é tiquim
Universidades sem recursos para os mínimos compromissos,  hospitais sem remédios e a Policia Rodoviária Federal sem combustível.O Interino dizia que um Governo com 8% de aceitação não podia governar, referindo-se à Dilma. Tem apenas 5%.

Cara a cara
Deputado José Albuquerque, presidente da Assembleia Legislativa, promete levar ainda este mês para o plenário o secretário de Segurança Pública, André Costa, para discutir  as dúvidas dos parlamentares. Zezinho quer instalar a CPI do Narcotráfico.

E aí?
Não se falou mais na convocação, pela AL, da procuradora de contas do TCM, Neiliane Feitosa. Ele chamou os deputados de “moleques”. A turma do “abafa” teria aconselhando Zezinho Albuquerque a esfriar o jogo e à procuradora foi-lhe dito não adiantar mexer com quem tem poder. A semana promete?



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Capa do jornal OEstado Ce