sexta-feira, 21 de julho de 2017

Bom dia

Artesanato cearense representa o Brasil durante feira em Portugal
A primeira-dama do Estado, Onélia Leite de Santana, e o secretário Josbertini Clementino (STDS), participarão da abertura da FNA 2017, neste sábado (22)

O encanto e a delicadeza do artesanato cearense serão expostos na 40º edição da Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde (FNA 2017), na Região Metropolitana do Porto, em Portugal. O Estado, considerado referência no desenvolvimento de políticas públicas para o fomento do artesanato, representará o Brasil no evento que acontece de 22 de julho a 6 de agosto. A primeira-dama do Estado, Onélia Leite de Santana, e o secretário Josbertini Clementino (STDS), participam da abertura da FNA 2017, neste sábado (22).

“Nos alegra saber que o artesanato cearense é reconhecido internacionalmente, não só pela beleza mas também pela qualidade que elas têm. Estar presente em uma das feiras mais importante do mundo, além de uma responsabilidade, é o resultado de uma política de incentivo que eleva o trabalho dos artesãos do nosso Estado”, enfatiza a primeira-dama, Onélia Leite de Santana. Com realização do Governo do Ceará o Estado apresentará em Portugal a mais diversificada produção cearense no estande Artesanato do Ceará – Mãos que fazem história, para o qual foram escolhidos produtos que simbolizam valores estéticos tradicionais e alto padrão técnico. A curadoria da exposição é da Central de Artesanato do Ceará (Ceart), coordenada pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS).

“É motivo de grande alegria e de orgulho a participação do Ceará em uma das maiores feiras do segmento no mundo. É um reconhecimento ao talento dos nossos artistas que, com esmero e sabedoria, mantêm o artesanato cearense vivo, vibrante e encantador aos olhos do público. Além disso, o artesanato é um setor cultural e econômico vigoroso do nosso Estado”, destaca Josbertini.

Diversidade
O Ceará levará a terras lusitanas tipologias em Madeira; Fios e Tecidos nas técnicas Renda de Bilro, Filé, Tecelagem, Bordado e Labirinto; Fibras Vegetais; Argila, Areia Colorida; e Couro. Os produtos são produzidos por artistas de Acaraú, Aracati, Barbalha, Beberibe, Caririaçu, Cascavel, Fortaleza, Granjeiro, Guaramiranga, Icó, Itaiçaba, Itapipoca, Itarema, Jaguaribara, Jaguaribe, Juazeiro do Norte, Maranguape, Mucambo, Nova Olinda, Nova Russas, Palhano, Paraipaba, Santana do Cariri, São Gonçalo do Amarante, Tejuçuoca, Trairi e Várzea Alegre.

A convite da Ceart, a rendeira de bilro Ana Maria Silva, de Trairi, e a artista das areias coloridas Maviniê Mota, de Fortaleza, participarão da Feira e demonstrarão seus talentos ao vivo durante o evento. Do Cariri, enriquecem o estande cearense de 72 m² as peças do grupo Bonequeiras do Pé de Manga, formado por 10 artesãs com idades entre 25 e 70 anos que, há 17, fabrica bonecas de pano de modelos e tamanhos diversos.

Novas parcerias
Durante a agenda em Portugal, o secretário Josbertini Clementino e a primeira-dama Onélia Leite de Santana assinarão um protocolo de intenções entre o Governo do Ceará, por meio da STDS, e a Câmara Municipal de Vila do Conde, com o objetivo de promover a troca de saberes entre o Ceará e a cidade portuguesa para manutenção e preservação da Renda de Bilro como Patrimônio Cultural.

Além da primeira parceria na FNA 2017, o compromisso deverá viabilizar novas ações entre Ceará e Vila do Conde como intercâmbio entre rendeiras e realização de exposições conjuntas reunindo rendas de bilro dos dois locais. O Governo deverá disponibilizar informações sobre a estruturação e funcionamento do Sistema de Certificação da Autenticidade dos Produtos Artesanais e do Reconhecimento das Obras de Arte Popular Cearenses. Já a cidade lusitana fornecerá informações sobre a Escola Municipal de Rendas de Bilro de Vila do Conde.

Inspiração
O livro “Mãos que fazem história – a obra e a arte de artesãs cearenses”, produzido pelas jornalistas Cristina Pioner e Germana Cabral, com imagens da fotojornalista Marília Camelo, foi também motivo de inspiração para o convite da Câmara Municipal de Vila do Conde e da Associação para Defesa do Artesanato e Patrimônio de Vila do Conde, promotores da FNA. A obra mostra a diversidade e a riqueza das tipologias artesanais do Ceará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As perguntas de Acrisio

Acrísio Sena sugere maior aprofundamento no debate acerca do projeto de lei nº 283/2017 Vereador Acrísio Sena integra a bancada do PT...