quinta-feira, 8 de junho de 2017

Siderurgica agora tá valendo

Governador assina a licença de operação da Companhia Siderúrgica do Pecém

CSP_web.pngO governador Camilo Santana assinou, na tarde desta quinta-feira (8), no Palácio da Abolição, a licença de operação da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), instalada na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), o maior investimento privado na região Nordeste do Brasil.

"Agradecemos à CSP pela parceria, pela importância para o Ceara em criação de empregos, expectativa de futuro. Quero também parabenizar a equipe da Semace. São grandes profissionais que têm o papel de pensar o desenvolvimento sustentável, garantindo oportunidades. A todos, podem contar sempre com o apoio do Governo do Estado para garantir o crescimento", disse Camilo.

O superintendente da Semace, Ricardo Araújo, destacou a dimensão do ato simbólico. "Para a Semace, é uma satisfação essa licença de grande porte. Há quase sete anos como superintendente, é a de maior delas, sem dúvida. Agradecemos a todos que participaram de forma direta ou indireta para isso. Mas ela aconteceu de maneira facil, pois trabalhar com uma empresa como a CSP tem sido tranquilo. Tudo que pedimos, fomos atendidos. É fácil trabalhar com uma empresa que cumpre a legislação. Todos estão de parabéns".

A licença de operação da CSP tem validade até maio de 2020. Nesse prazo, a siderúrgica fica encarregada de apresentar à Semace relatórios semestrais de controle da poluição.

Durante a solenidade, Camilo Santana também fez uma homenagem a todos os técnicos da CSP e da Semace que trabalham nesse projeto integrado.

CSP3_web.pngO chefe do Executivo, além do secretário do Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro; o secretário da Segurança, o secretário de Assuntos Internacionais, Antonio Balhmann; o secretário da Segurança, André Costa; e o diretor-presidente da CSP, Eduardo Parente, foram presenteados com um predaço da primeira placa de aço produzida pelo empreendimento.

As placas de aço produzidas pela CSP já foram exportadas para diversos países como Alemanha, Coreia do Sul, Estados Unidos, Indonésia, Itália, Marrocos, México, Reino Unido, República Tcheca, Tailândia, Taiwan e Turquia, espalhados em quatro continentes (Ásia, Europa, Américas e África). Para o ano de 2017, a empresa estima exportar cerca de 2.899 milhões de toneladas de placas, com previsão de faturamento de US$ 1.060 milhões.

Sobre a CSP

Instalada no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) é um empreendimento conjunto formado pela mineradora multinacional Vale (50%), uma das maiores do mundo em minério de ferro, e as sul-coreanas Dongkuk (30%), maior compradora global de placas de aço, e Posco (20%), 4ª maior siderúrgica do mundo e a primeira da Coreia do Sul.

A CSP garante que mantém compromisso com a sustentabilidade em todas as dimensões - ambiental, social e econômica. Mais de R$ 1 bilhão foi investido em equipamentos e processos de controle ambiental em todas as plantas da usina e outros R$ 3 milhões anuais são destinados para monitoramento ambiental. A companhia consome aproximadamente 50% a menos de água para cada tonelada de aço bruto produzido do que a média do setor no país, e reutiliza 98% da água que circula em todo o processo produtivo.

Outro aspecto trazido pela empresa é a autossuficiência energética. A siderúrgica reaproveita 100% dos gases do processo produtivo para gerar a energia que consome, exportando o excedente para o Sistema Interligado Nacional (SIN). Somente em fevereiro/17, a CSP injetou no sistema 153.582 MWh, energia suficiente para alimentar aproximadamente 1.023.000 residências por um mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estrada nova leva a praias do oeste.

CAMILO E AUDIC INAUGURAM DUPLICAÇÃO DA CE-085 ENTRE TRAIRI  E PARACURU O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputa...