sexta-feira, 9 de junho de 2017

Salmito defende Cid

Um piloto foi sequestrado durante o roubo de uma aeronave na região do Pantanal em Poconé (MT). O caso aconteceu nesta quarta-feira (7). A vítima, identificada como Rogério Lana Gomes pousava o avião na pista lateral do Hotel Sesc... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/06/08/assaltante-rouba-aeronave-e-sequestra-piloto-que-pousava-em-hotel-no-mt.htm?cmpid=copiaecola

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Salmito Filho (PDT), usou a tribuna da Casa para defender o ex-governador Cid Gomes (PDT). “Quero lamentar que tem gente que ainda não aprendeu e não respeita a população brasileira que está indignada com a forma errada, desonesta, desleal, incorreta, corrupta de fazer política.
É lamentável que não se respeita a população, que não suporta mais ver tanta hipocrisia e ao mesmo tempo tanto desmando e tantos atos de corrupção. E lamento quem acha que vai crescer na credibilidade da população com gestos desonestos, oportunistas e desleais, vai entrar ainda mais na vala comum”, disse Salmito em tom de desabafo.
O parlamentar justificou seu pronunciamento como uma reação às notícias veiculadas pela imprensa e amplamente divulgadas pelas redes sociais tratando da construção de um empreendimento que tem o ex-governador Cid Gomes como sócio. Segundo Salmito, algumas informações são falsas, distorcidas. “Se montou um circo, uma maquiagem, um faz de conta para enganar a população. Colocaram a imagem de um helicóptero em uma montanha com neve querendo insinuar que neva em Meruoca. Nunca nevou nos últimos 100 anos naquela cidade. Vale a pena agir dessa forma, desinformando? É uma reflexão que faço ao Plenário”, disparou.
O presidente da CMFor repudiou, ainda, a veiculação e proliferação de notícias falsas afirmando que este “não é o jeito de fazer uma nova cultura política”. Salmito ressaltou que qualquer pessoa pode discordar das ideias e projetos do ex-governador Cid Gomes, desde que exista um embasamento com consistência e qualidade, e não agindo de forma despolitizada, desinformando a população.
Uma empresa de Cid Gomes foi multada em R$ 6 milhões por crimes ambientais na construção de um empreendimento imobiliário na cidade de Meruoca, a 248 km de Fortaleza. O empreendimento, que está sendo construído dentro da área de proteção ambiental na Serra da Meruoca, foi embargado na última terça (6) por fiscais do Ibama e do ICMbio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).
Dono de 50% das cotas da empresa que conduzia as obras, o ex-governador Cid Gomes (PDT) diz que a ação estava regular e se diz alvo de “clara perseguição política”. Localizada em um dos pontos mais elevados da Meruoca, com ampla vista de Sobral e da Serra, a obra preparava dez lotes da empresa Condomínio Terra Nova e Comunicações Ltda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Evangelho

Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017. Segunda Semana do Advento Santo do dia: São Dâmaso I, Papa, Beata Maria do Pilar Villalonga Villa...