segunda-feira, 12 de junho de 2017

Festa no Bom Jardim


Bom Jardim recebe III Edição do projeto “Prefeitura e Câmara em Nosso Bairro”

Projeto Prefeitura e Câmara em nosso bairro no Grande Bom Jardim.
O bairro Bom Jardim recebeu no sábado, 10 de Junho, a III Edição do projeto “Prefeitura e Câmara em Nosso Bairro”, que tem como objetivo aproximar os Poderes Executivo e Legislativo com a população, ouvindo demandas e buscando soluções para os problemas apresentados pela comunidade. O encontro aconteceu no Projeto Aprender, Brincar e Crescer (ABC) do Bom Jardim.
A abertura dos trabalhos se deu de forma diferente, comparado com as duas edições anteriores. O Circo Escola do Bom Jardim deu as boas vindas aos vereadores, prefeito, secretários e toda a população que estava presente. Crianças e adolescentes apresentaram diversas performances como jogos de malabares, passeio sob monociclo, passeio sob o arame e diversas outras performances artísticas. Para a coordenadora do projeto, Erisvana Costa, o trabalho social que o Circo Escola exerce é fundamental para as crianças e adolescentes do bairro e da região.
“Ele tem um impacto positivo com as famílias, crianças e adolescentes. Há a redução da violência e isso consequentemente tem contribuído muito positivamente na vida dessas crianças. O Circo Escola vai além dos malabares, fazemos o resgate da cidadania e dos valores. Não queremos que elas brilhem só no picadeiro, mas na vida”, afirmou.
Após o espetáculo, o Presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Salmito Filho (PDT), agradeceu a presença de todas as pessoas presentes e ressaltou que Prefeitura e Câmara em Nosso Bairro é mais um modo de estreitar os laços entre a população e os Poderes Legislativo e Executivo, e de mostrar o compromisso que os representantes de Fortaleza tem com a cidade e seus moradores.
“Quando a população clama e exige a presença das autoridades para poder falar e apresentar suas solicitações legítimas, tem gente que só aparece nas eleições. A Prefeitura de Fortaleza e a Câmara Municipal de Fortaleza fazem diferente. Estamos vindo na comunidade fora de ano eleitoral, trazendo secretários e serviços para ouvir a população e suas demandas. Essa escuta permite conhecer melhor algumas questões pontuais, tratar de soluções que podem ser feitas de forma imediata e estabelecer diálogo com a comunidade”, afirmou.
O prefeito Roberto Cláudio afirmou que o projeto tem também o objetivo de aproximar as decisões que os Poderes tomam com os desejos e cobranças da população. O prefeito apresentou algumas ações já feitas no Bom Jardim como a Unidade de Pronto Atendimento, Areninha, escola de tempo integral, duas escolas creches, praças reformadas com academia ao ar livre e urbanização de algumas comunidades. Ele comentou que ainda há muito a ser feito no bairro, mas que quer ouvir a população para saber o que priorizar.
“A gente quer trabalhar com vocês o conceito de prioridade e de cronograma. Além de não ter tempo pra realização das obras, agora não tem é dinheiro, ele tá bem curto, então temos que trabalhar o conceito de prioridade, sentar na sala e dizer o que dá pra fazer, escolher o que é prioridade. Não tem dinheiro pra fazer Frotinha e posto de saúde. Nem pra fazer e muito menos pra manter. Mas tem dinheiro pra reformar postos e talvez fazer mais um posto. Então quero que nos ajudem hoje. Cidadania não é só cobrar, mas ter consciência do quanto que tem dinheiro disponível e o que a comunidade junta vai escolher o que é verdadeiramente as grandes prioridades da comunidade. O sucesso desse dia depende da qualidade da interação”, frisou.
Em seguida, Salmito Filho concedeu a palavra aos três vereadores mais votados no Grande Bom Jardim. Os vereadores Didi Mangueira (PDT), Plácido Filho (PSDB) e Marcelo Lemos (PSL) reafirmaram o compromisso com os moradores da região e disseram estar trabalhando diariamente e incansavelmente pelas demandas da população, destacando que mais do que nunca, a população tem voz e poder para priorizar o que deve ser feito.
Didi Mangueira afirmou que como todas as demandas não podem ser realizadas, a população precisa escolher o que é prioridade imediata para que as ações do Legislativo e Executivo estejam alinhadas com os desejos dos moradores. “Vamos ver o que pode ser feito. Vamos fazer esse debate e em cada tema vamos escolhendo o que pode ser feito. Como tudo não pode ser feito de imediato, precisamos escolher prioridades, e quem vai dizer isso é a própria comunidade”, explicou.
Plácido Filho destacou que a PMF precisa por em prática todas as demandas prioritárias que os moradores decidirem nas reuniões. “Não adianta ouvir a população e líderes comunitários e nada avançar. Acho que o importante é ouvir e colocar em prática. O prefeito tem que atender as reivindações com o objetivo de deixar uma Fortaleza melhor para todos nós”, comentou.
Marcelo Lemos afirmou que o Grande Bom Jardim passou por uma grande transformação nos últimos quatro anos por causa das ações e projetos do prefeito Roberto Cláudio, e acredita que na segunda gestão do prefeito, o bairro vai melhorar ainda mais. “É creche, Areninha, posto de saúde… é uma luta e conquista de todos nós vereadores que pedimos ao prefeito, e ele com sua sensibilidade nos atende. Se depender de mim, teremos um Bom Jardim cada vez melhor”, ressaltou.
Regularização Fundiária
Entrega dos títulos de regularização fundiária
Após a abertura dos trabalhos, o prefeito Roberto Cláudio entregou 210 títulos de regularização fundiária a moradores que moravam no mesmo local há 20 anos ou mais, mas que moravam de forma irregular. O prefeito comentou que a entrega dos papeis foram possíveis somente depois que foram aprovadas leis e legislações que permitiram que a Prefeitura pudesse dar o papel da casa para as pessoas que moravam em áreas pertencentes do Executivo Municipal. “Nos meus dois mandatos vamos passar dos 20 mil papeis de casa dados só pela Prefeitura. Se juntarmos com o Governo do Estado, serão mais de 40 mil papeis”, afirmou.
O Presidente Salmito Filho ressaltou que com terreno regularizado, o cidadão pode conseguir uma série de benefícios como crédito a reformas, direito a herança do terreno, montagem de atividade de comércio e negócio, dentre outros. “Se um dia a pessoa quiser vender ou fazer qualquer outra coisa, a casa é sua, com documento e papel passado. É um valor de cidadania, uma conquista para cada um de vocês”, pontuou.
Veridiana Messias foi uma das moradoras que recebeu o papel de regularização do terreno, e afirmou que essa conquista representa um sonho de mais de 20 anos. “Foi muito tempo vivendo de aluguel e hoje tenho essa felicidade imensa de estar recebendo esse documento. Vou voltar pra casa contente, com a minha casa regulamentada. Foram conquistas, batalhas, vitórias e choros, e hoje celebramos com extrema alegria”, destacou.
No evento também foi ofertado para os moradores uma série de serviços como atendimento do cadastro único, vacinação, teste rápido de HIV, doação de mudas de árvores, informações do Minha Casa, Minha Vida, atendimento ao microempreendedor, credenciamento de idoso e deficiente para estacionamento em vaga especial, cadastro do Bilhete Único, ouvidoria, emissão de RG e CPF, entre outros.
Os vereadores Acrísio Sena (PT), Emanuel Acrísio (PRP), Ésio Feitosa (PPL), Evaldo Costa (PRB), Dr. Eron (PP), Professor Elói (PEN), Gardel Rolim (PPL), Jorge Pinheiro (PSDC), Lucimar Martins (PTC), Raimundo Filho (PRTB), Frota Cavalcante (PTN) e Iraguassu Filho (PDT) estiveram presentes no evento, assim como também os deputados federais Danilo Forte (PSB) e Odorico Monteiro (PROS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Capa do jornal OEstado Ce