quarta-feira, 28 de junho de 2017

Bilhete do Fabricio

Amigo Macário, essa é a última


QUEM CONTA É O PADRE EMÉRITO DE ICÓ.

Padre José Augusto, nascido nos sertões do Cruzeirinho, distrito rural do município de Icó, recentemente completou 82(oitenta e dois) anos de idade. Mesmo com muito entusiasmo, com saúde razoável, irreverente e língua solta, foi (ele) aconselhado pela Igreja Católica a se aposentar um pouco antes de seu desejo. O que causou muita chateação no vigário!

Simples, cheio de atitude, corajoso e homem do povo, restou ao padre suas histórias vivenciadas durante os seus 56 anos de sacerdócio, e, doravante, um espaço pra suas pregações na tricentenária Igreja do Monte.

Ocorre, que o padre José Augusto dos Pobres, como ele gosta de ser tratado, resolveu contar aos fiéis como foi tomada sua decisão de se tornar padre; sua chegada ao seminário; e sua primeira confissão com o bispo.

Conta ele, que após as formalidades de praxe, depois de alguns dias no seminário, foi chamado pelo Bispo pra uma conversa. A autoridade religiosa pediu que José Augusto contasse sua história, sua vida, seus desejos e sonhos.

Com a rudeza de sempre, embora com imenso coração, narrou que era agricultor; vaqueiro; que tirava o leite do dia-a-dia da família, que obedecia aos pais; que era temente a Deus, e, que tangeu boiadas e muitas criações durante anos, até que resolveu servir ao Senhor Jesus Cristo na condição de Padre.

Tudo isto há 56 (cinquenta e seis) anos.

O Bispo, então, resolveu perguntar ao padre se ele tinha deixado patrimônio(bens materiais) em sua terra e, que naquela hora, fizesse um solene “voto de pobreza”. Zé Augusto - ainda jovem, não entendeu direito, e pediu explicação.

E o Bispo cuidou de esclarecer:

- “Quero que você faça uma doação a Igreja Católica de suas 50 vaquinhas”.

Foi o suficiente pra conversa ter um fim:

- “Vá pra casa do caraí seu Bispo. Minhas vaquinhas doei a papai e mamãe que precisam e moram no Cruzeirinho”.

O bispo nunca mais chamou José Augusto pra se confessar!

(Por Fabrício Moreira da Costa, advogado e contista).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dura lex sede latex.

Dallagnol virou procurador contra o que diz a lei. E ficou na base da “teoria do fato consumado” O agora coordenador da Força Taref...