quarta-feira, 7 de junho de 2017

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) anuncia a obtenção da Licença de Operação (LO).


A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) recebeu na última quinta-feira, 01 de junho, a Licença de Operação (LO) nº 102/107. A licença foi emitida pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), embasada no parecer técnico nº 1759/2017 e assinada pelo superintendente Ricardo Araújo de Lima.  A licença atesta que, nos últimos oito anos, a empresa cumpriu todos os compromissos assumidos desde a fase de construção e testes até o comissionamento.

Buscando ser referência em desenvolvimento sustentável no setor, a mais nova usina siderúrgica do país e a primeira integrada no Nordeste utiliza as melhores tecnologias ambientais. Foi investido, aproximadamente, R$ 1 bilhão em equipamentos ambientais, gerenciamento de resíduos e no controle e monitoramento das emissões atmosféricas e do lançamento de efluentes. Como resultado concreto deste investimento, a empresa tem um nível de emissões atmosféricas 50% menor que o estabelecido na legislação ambiental brasileira e uma taxa de aproximadamente 98% de reuso de água. Outro resultado relevante é o nível de reaproveitamento de resíduos sólidos na usina, da ordem de 99%, contribuindo para minimizar o impacto na região onde está inserida. Além disso, são aportados R$ 3 milhões por ano em monitoramento ambiental. 

Para o presidente da CSP, Eduardo Parente, essa importante conquista reforça ainda mais as práticas e compromissos da siderúrgica com o meio ambiente. “Todos os empregados da CSP seguem trabalhando constantemente para manter a credibilidade durante todo o ciclo de vida das atividades da CSP, buscando o desenvolvimento sustentável da região onde atuamos”, reforçou Eduardo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Segurança, o grande calo do governo

Odilon Aguiar critica falta de planejamento em segurança pública O deputado Odilon Aguiar (PMB) denunciou, durante o primeiro expe...