terça-feira, 23 de maio de 2017

Tasso pede reflexão

Jereissati na tribuna após sessão tumultuada na CAE



Transcrição do áudio:

REPÓRTER: Após uma discussão bastante acalorada, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) deu como lido nesta terça-feira o parecer do senador Ricardo Ferraço, do PSDB do Espírito Santo, sobre a modernização trabalhista. Ferraço sugere, em seu relatório, a aprovação da proposta. Foram mais de seis horas de debate sobre o projeto. A primeira parte da reunião foi dedicada a uma audiência pública com convidados que argumentaram contra e a favor das mudanças previstas para a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). A segunda parte da reunião era para ser dedicada a leitura do parecer. No entanto, a oposição tentou barrar o andamento da matéria. Houve bate-boca entre parlamentares da base aliada do governo e da oposição quando o pedido para adiar a leitura do relatório foi rejeitado por 13 votos a 11.  A sessão foi suspensa pelo presidente da CAE, senador Tasso Jereissati, do PSDB do Ceará, por cerca de uma hora.  Depois da confusão, Tasso subiu à tribuna do plenário do Senado para repudiar a agressividade dos oposicionistas e pediu equilíbrio aos colegas.

SONORA SENADOR TASSO JEREISSATI
“Eu queria chamar a todos à reflexão sobre esse momento difícil, e dizer, sinceramente, que espero que o bom senso, o equilíbrio, baixem sobre esses senadores que fizeram isso hoje. Para que realmente possam representar uma oposição digna. Vamos pensar no país. Nós não podemos difundir e espalhar esse ódio que nós vimos aqui hoje nesta casa, este rancor imenso que nós vimos aqui nessa casa, pelo país afora. Porque nós estaremos dando o pior exemplo que nós poderíamos dar para o país.”

REPÓRTER: Em entrevista coletiva, Ferraço, relator da proposta, defendeu o andamento da matéria na Casa para sinalizar que, apesar da crise, o Congresso está comprometido com os projetos da área econômica. O senador tucano ressaltou ainda que a modernização das leis trabalhistas pode reaquecer o mercado de trabalho.

SONORA SENADOR RICARDO FERRAÇO
“Essa não é uma reforma que olha para parte de sua sociedade brasileira, mas que olha para o seu conjunto, sobretudo, para a manutenção dos direitos fundamentais do trabalhador. Então, nós mantemos os direitos, mas nós flexibilizamos para que isso possa, na prática, representar geração de empregos e oportunidades para brasileiros. Uma coisa é a crise vivida pelo governo, outra coisa são as nossas responsabilidades aqui no Congresso. A crise existe, ela é brutal, mas nós precisamos continuar trabalhando, continuar cumprindo com as nossas responsabilidades.”

REPÓRTER: O relatório de Ricardo Ferraço poderá ser votado na próxima terça.  Se aprovado, passará por análise das comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. De Brasília, Shirley Loiola. 

Clique aqui para assistir a íntegra do pronunciamento do Senador Tasso Jereissati, no plenário do Senado Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualidade destacada por Salmito

Salmito destaca gestão em Sobral, premiada por ações inovadoras na saúde “O município de Sobral colhe destaques de ...