sexta-feira, 26 de maio de 2017

Medalha pro animador cultural

Câmara institui medalha Cláudio Pereira da Cultura Fortalezense

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou projeto de resolução do vereador Acrísio Sena (PT) que instituiu a Medalha Cláudio Pereira da Cultura Fortalezense destinada a homenagear, anualmente, artistas e personalidades ligadas à cultura de nossa cidade em vida ou in memoriam, que tenham se destacado nas áreas da música, teatro, cinema, pintura, escultura, fotografia ou quaisquer outras atividades culturais que possibilitem a divulgação e a consolidação cultural fortalezense dentro ou fora do âmbito municipal.
Pelo texto, poderão ser agraciados, além dos artistas, personalidades e/ou entidades públicas ou privadas que desenvolvam projetos de apoio, patrocínio, divulgação, produção, registro e documentação da atividade cultural fortalezense. Serão até três medalhas para artistas e até duas para personalidades e/ou entidades públicas. A escolha será através de representantes daComissão de Cultura, Desporto e Lazer da Câmara Municipal do Fortaleza; Secretaria Municipal de Cultura do Município de Fortaleza; Secretaria da Cultura do Estado do Ceará; Departamento de Artes da UFC; um representante da classe artística.
Cláudio Roberto de Abreu Pereira, foi jornalista e bacharel em ciências jurídicas e sociais pela UFC. Nasceu em Fortaleza,em 1945 e viveu sua infância entre a capital e Columinjuba (Maranguape), terra de Capistrano de Abreu, irmão de seu avô.Destacou-se ainda como estudante. Em 1973, grave acidente automobilístico o deixou paraplégico, o que não o impediu de atuar. Em 1985, com a eleição da prefeita Maria Luíza Fontenele, foi responsável pelo Departamento de Turismo. A ele coube estruturar, implantar e instalar a Fundação Cultural de Fortaleza, órgão que dirigiu em quatro diferentes administrações.
Entre suas inúmeras realizações estão a criação do Festival Vídeo Mostra Fortaleza, do Festival de Teatro de Fortaleza, do Prêmio Literário Cidade de Fortaleza, do Prêmio Eduardo Campos – Concurso de Dramaturgia, do Salão de Arte Infantil, de incontáveis festivais de música, de folclore, entre outros. Coube a ele implantar a Escola de Música do Ancuri, dando início à formação da Orquestra Sinfônica de Fortaleza, projeto que mereceu referências até no exterior. Participou do projeto de implantação do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, ocupando a Diretoria de Marketing e Relações Públicas daquele órgão durante a primeira administração. Foi membro fundador da Academia Fortalezense de Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Evangelho

Sexta-feira, 13 de Outubro de 2017. Santo do dia:  São Venâncio de Tours, abade Cor litúrgica: verde Evangelho do dia: São Lucas 11, 15...