terça-feira, 30 de maio de 2017

Bububu no bobobó - Petista quer Tucano presidente.

Camilo quer Tasso presidente

O governador Camilo Santana (PT) voltou a defender o nome do senador Tasso Jereissati (PSDB) em caso de eleição indireta, no Congresso Nacional, para uma eventual substituição do presidente Michel Temer (PMDB). “Se tem um nome que é respeitado no Congresso Nacional, é o do senador Tasso Jereissati”, enfatizou ele à imprensa durante solenidade de entrega de 48 novos leitos construídos na extensão do setor de Emergência do Hospital de Messejana, na manhã de ontem.
Camilo ressaltou que “a população está se mobilizando por uma eleição direta”, mas que, atualmente, a Constituição aponta para a realização da eleição indireta. “O que coloquei é que, primeiro precisa ter uma vacância para se discutir novos nomes. O importante é sempre respeitar a Carta Magna que é a Constituição Brasileira, que diz: no caso de vacância de presidente, uma eleição direta. No caso, a população está se mobilizando por uma eleição direta”, explicou.
Ao esclarecer o apoio ao nome de Tasso Jereissati para a substituição de Temer, Camilo deixou claro o “respeito” pelo tucano. “O que eu disse foi que, se houvesse uma eleição indireta no Brasil, se tem um nome que é respeitado no Congresso Nacional, é o do senador Tasso Jereissati. Por isso que defendi o nome dele, que seria muito bom para o estado do Ceará, se houver uma eleição indireta no Congresso Nacional”, pontuou.
Essa, porém, não foi a primeira vez que Camilo se manifestou em apoio ao nome do senador tucano. Na última quinta-feira (25), durante solenidade na noite de nas comemorações do Dia da Indústria, em Fortaleza, o governador já havia defendido o nome do presidente interino do PSDB, o senador cearense Tasso Jereissati, em caso de eleições indiretas para presidente do Brasil. “Se houver uma eleição indireta este ano e, entre os nomes que existem no Congresso Nacional, o nome de Tasso Jereissati é um dos nomes mais respeitados e para o Ceará seria muito bom”, disse o petista.

Crise
Ainda em entrevista, Camilo chamou atenção para a crise política que atinge o Brasil. “Eu defendo, no momento, que o Brasil está vivendo um momento muito difícil, de muita instabilidade. Isso é ruim para o país. Foram quase dois anos de uma das maiores recessão econômica e vamos completar mais meio ano, da história desse país com uma instabilidade política muito grande, que tem prejudicado os investidores que vem ao Brasil, os investidores que vem ao Ceará, e o momento é de instabilidade”, destacou Camilo.

PT
A declaração de Camilo gerou reações imediatas. O presidente estadual do PT, De Assis Diniz, evitou um confronto direto, mas deixou claro que a resolução do partido “é que não temos qualquer perspectiva de debater, qualquer outra saída, que não seja a de eleições diretas”.
O deputado federal José Guimarães também evitou um confronto com as declarações de Camilo e disse apenas que o PT é um partido plural e todos podem manifestar opinião. Mas, na avaliação dele, é preciso um novo pacto para tirar o Brasil dessa crise, via eleições diretas, tendo como princípio a retirada das reformas e que as lideranças que tem responsabilidade, como Lula e Fernando Henrique Cardoso deviam sentar para conversar, mesmo com as posições divergentes que defendem.

Ciro
No final de semana, o ex-governador Ciro Gomes (PDT) usou seu perfil pessoal no Facebook para tecer explicações acerca do eventual apoio aos nomes de Nélson Jobim ou Tasso Jereissati. Assim como Camilo Santana, as declarações de Ciro contrariam a posição do PDT. Ao falar sobre o assunto, Ciro reiterou sua avaliação, mas disse que o “resto é intriga”. “Ainda perguntado pela imprensa acerca do nomes em circulação, vejo em Nelson Jobim e Tasso Jereissati, mais neste último, pela experiência de seus governos,e pela respeitabilidade merecida, apesar de ser adversário de ambos,e, especialmente de seus partidos, PMDB e PSDB , como os melhores nomes possíveis. O resto é intriga enquanto, nos bastidores conspira-se generalizadamente, e mentem para o povo, muitos”, escreveu Ciro. 


Do jornal O Estado ce.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mataram o chefe do bando na Catalunha

Oficial. Polícia catalã abate principal suspeito do ataque nas Ramblas Este é o suspeito do ataque nas Ramblas, Younes Abouyaaqoub ...