terça-feira, 14 de março de 2017

Se perdeu...perdeu!!!

João Bosco, Yamandu Costa E Turíbio Santos Na Caixa


A Caixa Cultural Fortaleza apresenta, de 17 a 19 de março, o show “Cordas Brasileiras”, com João Bosco, Yamandu Costa e Turíbio Santos. O projeto apresenta, pela primeira vez em Fortaleza, três grandes nomes do cenário musical brasileiro que possuem algo em comum: a impressionante habilidade com seus instrumentos de cordas.
Em curta temporada, o “Cordas Brasileiras” tem início na sexta (17), com a apresentação de Turíbio Santos, às 20h. No sábado (18), no mesmo horário, é a vez de João Bosco subir ao palco e tocar clássicos da MPB. No domingo (19), às 19h, Yamandu Costa encerra o projeto tocando seu violão de sete cordas.
Turíbio Santos
Ele é um dos maiores nomes do violão erudito brasileiro. Desenvolveu uma carreira de sucesso tanto no universo erudito quanto no popular. Fundou, em 1983, a Orquestra Brasileira de Violões. Titular da cadeira número 38 da Academia Brasileira de Música, com 64 discos gravados no Brasil e no exterior, este maranhense radicado no Rio de Janeiro, consagrou-se um dos grandes nomes do violão com apenas 22 anos, ao conquistar o primeiro lugar no VII Concours International de Guitare do Office de Radiodiffusion et Television Française (ORTF), premiação que lhe rendeu um convite para lecionar no Conservatório do Xeme Arrondissement, em Paris.
Na Europa, aprimorou sua técnica com os mestres Julian Bream e Andrés Segóvia. Os 15 anos de residência na Europa resultaram na gravação de mais de 20 discos.
Turíbio é diretor do Museu Villa-Lobos. Sua gestão, é marcada por ações voltadas para a proteção e universalização da obra do maestro. E, desde 2000, a convite do cineasta João Salles, ele coordena o projeto Villa-Lobinhos, voltado para o aprendizado musical de crianças carentes.
João Bosco
Compositor, cantor e instrumentista, João Bosco é um dos maiores artistas do nosso país e responsável pela criação de grandes clássicos da nossa música popular brasileira, eternizados na sua própria voz e na outros grandes artistas. É um dos artistas brasileiros mais prestigiados e reconhecidos por seu talento no Brasil e no mundo. Em 1972, conheceu Elis Regina, que gravou uma parceria sua com Aldir Blanc: Bala com bala, e em seguida, o bolero Dois pra lá, dois pra cá. Sua obra já foi gravada por outros grandes artistas, como: Maria Bethânia, Gal Costa e Zizi Possi.
Yamandu Costa
Violonista e compositor de Passo Fundo, RS, Yamandu Costa começou a estudar violão aos sete anos de idade com o pai e, aos 17 anos, apresentou-se em São Paulo no Circuito Cultural Banco do Brasil. A partir daí, passou a ser reconhecido como músico revelação do violão brasileiro e hoje é um dos maiores fenômenos da música brasileira.
Yamandu toca de choro a música clássica brasileira, mas também é um gaúcho cheio de milongas, tangos, zambas e chamamés. Um violonista e compositor que não se enquadra em nenhuma corrente musical, ele é uma mistura de todos os estilos e cria interpretações de rara personalidade no seu violão de sete cordas. Em 2010, o CD Luz da Aurora, com Hamilton de Holanda, foi indicado para o Grammy Latino. Em 2012, ganhou em Cuba o Prêmio Internacional Cubadisco pelo CD Mafuá e uma Menção do Prêmio ALBA pelo CD Lida.
SERVIÇO
Cordas Brasileiras. Local: Caixa Cultural Fortaleza. Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema. Data: 17 a 19 de março de 2017. Horários: sexta e sábado, às 20h | domingo, às 19h. Duração: 60 minutos. Classificação: Livre. Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Vendas a partir do dia 16/03, das 10h às 20h, no local (venda restrita a quatro ingressos por pessoa, sendo no máximo dois ingressos por sessão). Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais. Manobrista gratuito no local. Informações: Bilheteria da Caixa Cultural Fortaleza –
(85) 3453-2770.

Nenhum comentário:

Postar um comentário