quarta-feira, 15 de março de 2017

Balanço

Priscila Costa realiza balanço de seu mandato durante os primeiros meses de 2017

Vereadora Priscila Costa é vice-líder do PRTB no Legislativo Municipal.
Em  pronunciamento realizado durante o Grande Expediente desta quarta-feira (15), a vereadora Priscila Costa (PRTB), vice-líder de seu partido na Casa e vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal, fez um breve balanço de seu mandato durante os primeiros meses de 2017.
A vereadora destacou o Projeto de Indicação nº 67/2017, que estabelece normas para a criação do Parto Sem Dor, com a aplicação da combinação anestésica peridural. Segundo a vereadora, o projeto busca humanizar o parto reduzindo as dores sofridas pelas mulheres que optarem por este tipo de procedimento. “A proposta trará benefícios para as mulheres que dependem do Sistema Único de Saúde” finaliza.
Outro projeto destacado pela vereadora foi o de nº 89/2017, Projeto de Indicação que cria o “Programa Municipal de Reordenamento Educacional Público” – PMREP. Priscila Costa ressaltou que a intenção deste projeto é buscar garantir vagas no sistema educacional através de parcerias com associações comunitárias e a contratação de vagas em unidades educacionais privadas para garantir que nenhuma criança fique fora da sala de aula. “Através de convênios poderemos potencializar o sistema de ensino público” pontuou.
Ocupando a vice-presidência da Comissão de Direitos Humanos da Casa, a vereadora relatou as discussões para a composição do Conselho Consultivo do Escritório de Direitos Humanos. A parlamentar destacou que defende a participação de representantes dos movimentos em defesa da vida do nascituro, de agentes de segurança pública e em defesa da família dentro do Conselho.
A vereadora agradeceu aos seus eleitores, ao movimento Pró-Vida, as comunidades terapêuticas e demais entidades que ajudaram na caminhada ao Legislativo Municipal e relembrou com saudosismo a trajetória política de seu avô, o ex-deputado estadual Luis Costa.
Priscila Costa finalizou o seu discurso ressaltando a sua satisfação em fazer parte da diretoria da União dos Vereadores do Ceará, o que, segundo a vereadora, reforça a participação da mulher no cenário político.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dura lex sede latex.

Dallagnol virou procurador contra o que diz a lei. E ficou na base da “teoria do fato consumado” O agora coordenador da Força Taref...