quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Coluna do blog




A mulher do piolho
Quem conhece a história sabe o que Heitor Férrer quer dizer quando diz: Vou lá esperar por Justiça. Vou fazer nova PEC e insistir em que o TCM-Tribunal de Contas dos Municípios tem que acabar. – Mas tem gente danada contra seu sentimento e seu projeto inicial. Falam em Ubiratan Aguiar e o Ministro Ayres Brito, questionou alguém ao desiderato de Heitor. Ora, são pessoas ótimas, respondeu, mas não são maiores do que a Constituição Federal. Heitor Férrer é determinado. E vai em frente, principalmente porque espera contar com o mesmo grupo de deputados estaduais que votaram com ele quando TCM foi dado por extinto na Assembleia do Estado. O que é certo é que diante do quadro institucional brasileiro, com urgências enormes no mundo político-policial, se houver novo pedido de suspensão do que houver na Assembleia, isto é; com Heitor ganhando ou perdendo, talvez o resultado se demore mais um pouco. Especialistas, entretanto, têm a certeza de que haja o que houver, até o fim do ano o TCM sairá de cena. 2018 está aí pra contar os caminhos dessa história.

A frase: “Como se pode viver sem o salário de seu trabalho!”. Laís Nunes, prefeita de Icó pagando ontem os atrasados e os ganhos de janeiro de todo o funcionalismo.


O amigo (Nota da foto)
Caberia ao ministro Gilmar Mendes declarar-se impedido, quando for o caso. Não se espera que o faça. Mas suas longas visitas "de amigo" a Michel Temer o tornam impedido moralmente de conduzir, como faz, parte dos procedimentos no Tribunal Superior Eleitoral sobre irregularidades da chapa Dilma-Temer. Assim como o tornam moralmente impedido de eventual escolha, ou sorteio, para ser no Supremo o novo relator da Lava Jato, em cujas delações Temer aparece quase 50 vezes. O pensamento aí é do jornalista Jânio de Freitas da Folha.

Cuidado onde pisa
Está indo pros EUA?  De férias? Cuidado! Juízes de imigração estão fazendo blitz em ruas e estradas querendo saber quem é você, pra onde vai e porque está dirigindo aquele carro.

E mais...
Estão complicando a validade e o uso de carteira de motorista que não seja expedida pelos EEUU. Há uma convenção de que as habilitações dos dois países valem lá e cá.

Vontades
Assistente de Teori Zavascki no caso Lava Jato, o juiz Márcio Schiefler Fontes foi cumprir em Curitiba a formalidade de ouvir Marcelo Odebrecht, sobretudo, nesta indagação obrigatória: fez sua delação premiada por "vontade própria?"

Vontades são vontades
Foi, claro. Depois de um ano e quatro meses na prisão, sem ser ouvido até que se mostrasse disposto a fazer a delação desejada pelo juiz e pelos procuradores –estes detentores, eles sim, de vontade imprópria.Pensa o mesmo Jânio da nota da foto.

Mexe-mexe
O Arquidiocese de Fortaleza voltou a fazer rodízio entre seus párocos. Pegou os 37 vigários e os trocou de base. Buliu com todos. Até agora ninguém entendeu direito,mas padre da Beira Mar foi parar em Messejana e vice-versa.

Aliás...
Falar em Padre, missa celebrada esta semana na Igreja da Saúde, no Mucuripe, foi ministrada por um danadíssimo padre carioca, capelão da PM do Rio. O padre segredou a alguém que não recebe salário do Governo do Rio faz pelo menos três meses.

Ferro na boneca
A Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará cassou, por unanimidade, os diplomas do prefeito e da vice-prefeita de Aracoiaba, Antônio Cláudio Pinheiro e Maria Valmira Silva de Oliveira, por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016.

Cabe recurso
Além da cassação dos diplomas, o prefeito e a vice-prefeita também ficam inelegíveis por 8 anos, a contar da data do pleito de 2016, mantendo a sentença do Juízo da 67ª Zona Eleitoral. Da decisão, ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).




Nenhum comentário:

Postar um comentário