quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Ceará vai educar em Moçambique

pauloandre
O Senai do Ceará vai implantar, a partir de março próximo, o Programa Nacional de Educação Profissional do Governo de Moçambique. A escolha, com aval da Confederação Nacional da Indústria, foi acertada pelo MEC, que havia recebido um pleito do governo moçambiquenho em meados de 2016.
Todas as seccionais do Senai do País foram avaliadas e a unidade cearense acabou selecionada por mostrar eficiência nos cursos que oferece há décadas.
O trabalho do Senai em Moçambique, segundo o diretor regional Paulo André Holanda, será financiado pela agência japonesa Jica e está orçado em US$ 4 milhões.
O projeto, com duração de quatro anos, começa com a capacitação de pessoal para oferecer 70 cursos em cinco ramos do setor industrial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cooperativa de poços

Pimentel é favorável à formação de consórcios para perfuração de poços artesianos O senador apresentará relatório pela aprovação na CDR ...