quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Bilhete do Francis Vale


Amigo Macário,

A REPETIÇÃO DA IMPOSTURA

Francis Vale

Em 1965, o jornalista e historiador  cearense Edmar Morel lançou o livro " O Golpe começou em Washington", no qual denunciava a ingerência direta do Governo americano na preparação e execução do Golpe de 1964. O livro foi bastante vendido, com grande sucesso entre os leitores, até ser apreendido e proibido pelo regime militar.
Em 2011, o documentarista Camilo Tavares filmou " O dia que durou 21 anos", lançado em 2013, no qual aprofunda e amplia as denúncias lançadas por Morel em seu livro de meio século atrás. 
Neste momento em que ocorre novo golpe no Brasil, vários jornalistas e historiadores voltam  a repetir o bordão. E não sem justas razões.  


SERRA PRIVATISTA26/FEB/2016 ÀS 16:09

7
COMENTÁRIOS

Pré-sal: José Serra prometeu à Chevron que entregaria nosso petróleo

Informações vazadas pelo Wikileaks asseguram que o senador José Serra havia prometido à petroleiras dos EUA que acabaria com o domínio da Petrobras na exploração do pré-sal. Após a aprovação do projeto de Serra esta semana, senadores relembraram da informação divulgada pela rede de Julian Assange

novo governo


Wikileaks diz que Michel Temer atuou como informante dos EUA

DE SÃO PAULO
13/05/2016 15h08

PUBLICIDADE
O site de vazamentos de documentos Wikileaksafirmou em sua conta no Twitter nesta sexta-feira (13) que o presidente interino Michel Temer atuou como informante da embaixada dos Estados Unidos em 2006, quando era deputado federal.
A afirmação se baseia em telegramas em que o então cônsul-geral dos Estados Unidos, Christopher J. McMullen, relata ao governo americano conversas com Temer. Os documentos haviam sido reveladosem 2011 e voltaram à tona com o tuíte.
------------------------------------------------------------------

Mais recentemente, o Conversa Afiada informou:




O Blog do Esmael obteve informação exclusiva nesta quarta (21) segundo a qual a primeira-dama da Lava Jato Rosangela Wolff Moro, mulher do juiz federal Sérgio Moro, já está residindo nos Estados Unidos.

No último domingo (18) a 1ª dama da Lava Jato visitou a capital paranaense (clique aqui).

Pelas informações extraoficiais colhidas, a Senhora Moro mudou-se da República de Curitiba para a terra do Tio Sam por “motivos de segurança”.

O juiz Sérgio Moro já conseguiu licença de um ano na Universidade Federal do Paraná, onde leciona Direito Processual Penal, para morar e estudar no país de Donald Trump.

De acordo com maledicentes línguas, o magistrado teria acelerado a decisão de partir para os EUA depois da eleição do novo reitor da UFPR Ricardo Marcelo Fonseca.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O conjunto dessas informações deixa claro que a interferência norte-americana no último golpe é maior do que se imagina, pois envolveu o Legislativo ( Serra no Senado e seu projeto entreguista), a ação de Temer na preparação para assumir o Executivo e do juiz Moro para criminalizar o PT de Lula e Dilma.  
Tanto em 1964 como agora o mote golpista era a corrupção do Poder Executivo. Naquele tempo, tinha a " subversão comunista"caracterizada pela ação dos sindicatos rurais exigindo a Reforma Agrária e a luta dos militares subalternos da Marinha por seus direitos. Agora, era os desvios na Petrobrás que depois ficou claro que eram praticados por vários partidos, principalmente o PMDB de Temer e até os tucanos.
Em 1964, usou-se o Poder Militar: Exército, Marinha e Aeronáutica. No golpe de agora, usou-se o que Luiz Werneck Viana chamou de "tenentes de toga": MPF e Judiciário, além da Polícia Federal.   
Ao final desse novo período golpista veremos que se trata da repetição da impostura. 

Abraço do Francis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mega Sena

Sorteio 1943 ACUMULOU 09  11  12  30  39  43