segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Ô na testa!

Meryl Streep arrasa Donald Trump

Discurso da atriz norte-americana nos Globos de Ouro foi dirigido ao presidente eleito
A atriz norte-americana Meryl Streep foi a grande vencedora da noite dos Globos de Ouro: distinguida com o prémio carreira Cecil B. DeMille, na hora do discurso de vitória apontou baterias para Donald Trump, que venceu as últimas eleições dos Estados Unidos da América.
"Hollywood está cheia de forasteiros e estrangeiros e se nos pontapear a todos para fora não terá nada para assistir, apenas futebol e artes marciais, que não são arte", começou por dizer Meryl Streep.
Sem nunca nomear o presidente eleito, a atriz lembrou também o episódio em que Trump gozou publicamente com o jornalista Serge Kovaleski, do New York Times, que tem uma incapacidade física. "Houve um desempenho este ano que me atordoou", disse, lembrando o episódio em que o então candidato ridicularizou a voz e os movimentos do jornalista, que sofre de artrogripose, uma doença crónica que se caracteriza por múltiplas contraturas das articulações.
"Isso partiu o meu coração e eu não consegui recuperar-me porque não era um filme, era a vida real. Esse instinto de humilhar quando vem de alguém da esfera pública afeta a vida de todos, pois dá permissão a que outros o façam. O desrespeito convida o desrespeito, a violência incita a violência. Quando os poderosos usam a sua posição para intimidar os outros todos nós perdemos", defendeu.

Durante todo o discurso, a plateia manteve-se em silêncio. Meryl Streep usou praticamente todo o tempo do discurso para criticar Donald TRump e as suas políticas, pedindo a Hollywood que se mantenha firme contra os ataques e apoie organizações que lutam por uma imprensa livre, como o Committee to Protect Journalists.
Confrontado com o discurso da atriz, Trump limitou-se a dizer que não vira a cerimónia dos Globos de Ouro mas frisou que não ficava "surpreendido" por ser atacado pelas "pessoas liberais do cinema

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A luz

Ainda bem que tem o sol.