sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Não conhecem a sorte do Gastão

Sócio de gestora do presídio de Manaus recebeu R$ 12 milhões do governo federal em 2016

Por Painel (Da folha de são Paulo)
Gestão de capitais
Além da Umanizzare, terceirizada que gere o presídio em Manaus palco do massacre, Luiz Gastão Bittencourt tem outra empresa com contratos públicos. Ao menos desde 2004, a Serviarm faz vigilância privada para entes federais. No ano passado, recebeu R$ 12 milhões dos ministérios da Educação e da Integração Nacional para servir a Universidade Federal do Ceará e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas. Há 12 anos, ganhou R$ 420 mil para atuar no INSS cearense.
Auxílio geral
Presidente da Fecomércio do Ceará, Bittencourt financiou campanhas no Amazonas. Só a de Vanessa Grazziotin (PC do B-AM) à Prefeitura de Manaus em 2012 recebeu de empresas da família R$ 1,4 milhão — R$ 360 mil só da Serviarm.
Na paz
Grazziotin diz que todas as doações foram recebidas de maneira legal e aprovadas pela Justiça Eleitoral. Bittencourt não respondeu até a conclusão desta edição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contas fechadas

Bolsa Família: fila de espera é zerada no Ceará Em agosto, 52,2 mil famílias começam a receber o benefício Brasília – A fila de espera...