terça-feira, 21 de novembro de 2017

Quem impede um governador do Piauí?

Governador faz pouso irregular em inauguração de aeródromo em São João do Piauí
Foto: Divulgação
Governador faz pouso irregular em inauguração de aeródromo em São João do Piauí
A agencia Nacional de Aviação Civil não homologou pista de pouso do aeroporto de São João do Piauí, inagurado  sexta-feira, dia 17, pelo governador Wellington Dias e o secretário de Transportes, Guilhermano Pires. Na agenda oficial do govenador Wellington Dias consta o embarque para São João do Piauí, às 7h30, num avião King Air, prefixo PR-FNA, com desembarque no aeroporto Benjamin de Moura Leal, em São João, às 8h30, com recepção e comitiva.
Por volta das 8h50, Wellington descerrou a placa inaugural da reforma e ampliação do aeroporto. E às 9h começaram os pronunciamentos no local.
Segundo o Serviço de Informação Aeronáutica (AIS), do Departamento do Espaço Aéreo (DECEA), essa pista não existe e nem pode receber planos de voos. Mesmo assim, a aeronave oficial do Governo, com o governador Wellington Dias a bordo, pousou em São João do Piauí.
O AIS informou que não teve nenhum registro ou plano de voo para São João do Piauí, porque no sistema o aeródromo não existe. Não tem registro. No sistema aparece “Não existe cartas para essa localidade”.
Não seria nada, se não fosse uma aeronave oficial transportando o governador do Estado. De acordo com informações de pessoas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), esse tipo de voo é considerado clandestino, pois não tem referência e nenhum plano de voo foi feito para o aeroporto Benjamin de Moura Leal. A infração pode resultar em multa de R$ 25 mil para o piloto e mais R$ 25 mil para o proprietário da aeronave.
       
FONTE: Diário do Po

Fake news


​O prazo para fazer a biometria varia de um município para o outro

Mensagem sobre multa para quem não fizer biometria é falsa

Circula na internet e em grupos de conversas uma mensagem atribuindo à Justiça Eleitoral a aplicação de multa de R$ 150,00 ao eleitor que não fizer o cadastramento biométrico, bem como o cancelamento de documentos. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclarece que esta mensagem é falsa e que o eleitor deve ficar atento ao calendário estabelecido pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE) para fazer o cadastramento dos eleitores em cada estado.
Segundo a mensagem divulgada na internet, o prazo seria até o dia 7 de dezembro para evitar cancelamentos de documentos como CPF e carteira de motorista.
A legislação eleitoral não prevê, em nenhum momento, o cancelamento de outros documentos a não ser o título de eleitor no caso de o eleitor ficar três eleições consecutivas sem votar ou justificar ou não comparecer ao cadastramento biométrico obrigatório, que serve como uma atualização do cadastro de eleitores.
Ainda assim, caso o eleitor não compareça, ele apenas estará sujeito a uma multa em torno de R$ 3,50. Após comparecer ao posto de atendimento mais próximo e regularizar a situação, o título volta a ficar ativo imediatamente.
A biometria é um método tecnológico que permite reconhecer, verificar e identificar uma pessoa por meio de suas impressões digitais, que são únicas. A tecnologia foi implementada na Justiça Eleitoral com o objetivo de prevenir fraudes e tornar as eleições brasileiras ainda mais seguras, uma vez que a identificação biométrica torna inviável que um eleitor tente se passar por outro no momento da votação.
Biometria no Ceará
O TRE pretende atingir, em todo o Estado do Ceará a marca de 75% de eleitores com biometria, até 9 de maio do próximo ano, quando será encerrado o Cadastro de Eleitores para as Eleições de 2018.
No planejamento elaborado para as próximas eleições, 129 dos 184 municípios do Estado terão atingido 100% dos eleitores com biometria. Só neste ciclo 2017-2018, mais 67 municípios concluirão o recadastramento biométrico dos eleitores. Para obter mais informações sobre o recadastramento biométrico ou agendar o seu atendimento, o eleitor deve ligar para o telefone 148 ou acessar a página do tribunal.
Fortaleza, 21 de novembro de 2017

Mais informações: Lorena Belo (coordenadora do Cadastro eleitoral do TRE-CE): 3453-3826 e 98551-0757.

Galvão de volta

Galeria do Palácio da Abolição recebe mostra Mato Branco, de Roberto Galvão


A Galeria do Palácio da Abolição abre suas portas para a exposição “Mato Branco”, do artista plástico cearense Roberto Galvão. A cerimônia de abertura ocorre na noite desta quarta-feira (22), a partir das 20 horas, com a presença da governadora em exercício, Izolda Cela.

São cerca de 100 obras – entre pinturas, aquarelas, desenhos, gravuras, esculturas – que marcam os 50 anos de carreira de Roberto Galvão, em especial um recorte sobre os 10 últimos anos de produção, na temática da relação do cearense com o semiárido.

O resultado da imersão nos sertões do Ceará é a expressão da paisagem numa linguagem plástica, mantendo as suas riquezas formais, qualidades estéticas e força dramática, sem cair numa representação direta, desvendando a estética em algo que, no senso comum, é desprovido de encanto. “Havia uma beleza agreste que deveria ser processada artisticamente e levada ao público, que parece não perceber todo o vigor e a imponência expressiva dessa paisagem”, aponta Roberto.

Ele destaca a simplicidade na apresentação das obras. “Os instrumentos utilizados nessa tarefa deveriam ser os corriqueiros: cores, texturas e ritmos, em composições corretas e equilibradas. As respostas vieram em dezenas de trabalhos que são apresentados nessa mostra”.


Visitação

A mostra segue à disposição do público a partir de quarta e até o dia 20 de janeiro de 2018, sempre das 8h às 17h30, de segunda às sextas-feiras, e das 8h às 12h, aos sábados.

A Galeria do A Galeria do Palácio da Abolição foi reaberta no mês de outubro, ao receber a Exposição “Do Crepúsculo ao Noturno”, com cerca de 100 obras do cearense Antônio Bandeira.
Roberto Galvão

Roberto Galvão nasceu em Fortaleza, em 1950. Bacharel em História, com mestrado em História Social, na UFC, foi aluno do primeiro curso de Educação Artística/Artes Plásticas realizado no Nordeste, na UFPB. Tem obras nos acervos do Museu de Arte Moderna de São Paulo; no Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará; no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro; e no Museo Nacional del Grabado, da Argentina, em Buenos Aires, entre outros.

Além de artista plástico, realizou diversas curadorias e escreveu livros e artigos sempre sobre o viés artístico, entre vários cargos ocupados na área da cultura. Foi um dos criadores, nos anos 1990, para o Centro de Dirigentes Lojistas de Fortaleza, com José Mesquita, do “Parque das Esculturas” e do Prêmio CDL de Artes Plásticas. Atuou ainda como professor universitário e presidiu, de janeiro 2010 a fevereiro de 2017, o Instituto Escola de Comunicação, Cultura, Ofícios e Artes (ECOA), em Sobral, instituição voltada para a formação, capacitação, incentivo à produção e pesquisa no campo da cultura.


Roberto Galvão

Exposição “Mato Branco”

Lançamento:

Data: 22/11/2017

Horário: 20 horas

Local: Galeria do Palácio da Abolição (Rua Silva Paulet, 400)

Visitação:

Data: 23/11/2017 a 20/01/2018

Horário: 8h às 17h30, de segunda a sexta-feira; 8h às 12h, aos sábados.

Local: Galeria do Palácio da Abolição (Rua Silva Paulet, 400)

* Visitação gratuita.

Do boletim do Governo do Ceará

Ceará registra 2.918 vagas de emprego formal no mês de outubro

Ana Clara Braga - Assessora de Comunicação do IDT

No período, registrou-se o quinto saldo positivo consecutivo do ano
O Ceará registrou uma expansão no estoque de emprego formal, em outubro de 2017, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (20/11), pelo Ministério do Trabalho. O crescimento foi de 2.918 empregos, devido aos 31.613 trabalhadores admitidos e 28.695 demitidos no período, equivalente à variação positiva de 0,25% em relação ao estoque do mês anterior.
O saldo foi o nono melhor do país e demonstra uma trajetória de expansão do emprego, iniciada em junho desse ano, quando foram gerados 133 postos.
A ampliação foi motivada pelos resultados na indústria de transformação (1.530 postos) – com destaque para os saldos na indústria calçadista (602 postos), de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico (416 postos) e a têxtil do vestuário e artefatos de tecidos (396 postos); comércio (721 postos) – especialmente no subsetor varejista (634 postos); e serviços (467 postos) – com geração de empregos nos serviços médicos, odontológicos e veterinários (433 postos) e de transportes e comunicações (211 postos).
“Os dados vêm demonstrando com mais clareza essa trajetória de recuperação lenta e gradual do emprego formal, mesmo que no momento seja muito influenciada por fatores sazonais da economia”, observa o analista do Mercado de Trabalho do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Mardônio Costa.

Capa do jornal OEstado Ce


Barbas de molho

"Coincidence"
Camilo foi a evento em NY a convite da Fundação Lemann onde Veveu dá palestras e tem destaque administrativo. No mesmo instante Cid Gomes está lá e o tres se encontram. Ê ê.

Nova Yorque recebe Camilo

Camilo apresenta modelo de gestão em eventos nos EUA


O Estado do Ceará, mais especificamente seu modelo de gestão, foi destaque em evento ontem, em New Haven, nos Estados Unidos.
O governador Camilo Santana apresentou a gestores mundiais, no evento “Encontro de altas autoridades: Uma nova gestão pública para um novo Brasil”, realizado pela Fundação Lemann em parceria com a Universidade de Yale, ações que contribuíram para alcançar o equilíbrio fiscal e os avanços da educação nos últimos anos.

“Esse é um momento ótimo para apresentarmos o modelo de gestão do Ceará, que já está sendo reconhecido internacionalmente, e debatermos os desafios para o futuro do nosso estado e do País”, citou Camilo Santana, que foi um dos três governadores convidados para participar do fórum, ao lado de Paulo Câmara (PE) e Paulo Hartung (ES). “A situação fiscal do Ceará e os avanços da educação nos últimos anos chamaram a atenção dos segmentos internacionais”, disse o governador cearense.
Durante o evento, Camilo Santana participou do fórum “Contexto do panorama internacional e desafios do Brasil”, que teve a mediação de Jorge Paulo Lemann, presidente do Conselho da Fundação Lemann. Ontem, foram apresentadas também experiências internacionais (EUA, Chile e Cingapura) de sucesso em gestão pública e os desafios para o Brasil.
Hoje, estão previstos debates entre os 30 participantes e a sessão “Como construir diálogo e colaboração para gerar transformações perenes”, que será apresentado pelo fundador do Programa de Negociação de Harvard, Willian Ury, um dos mais renomados especialistas em negociação do mundo.
“Serão dias muito ricos para a troca de experiências em gestão pública e que, certamente, serão importantes para trazermos novas ideias para o Ceará”, afirmou Camilo Santana, que está acompanhado do secretário Élcio Batista (Chefia de Gabinete).

Salmito convida


A chante


Magistrada francesa conhece o Memorial do Poder Judiciário cearense

A desembargadora francesa Christine da Luz esteve no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), nesta segunda-feira (20/11), para conhecer o Memorial do Poder Judiciário cearense. A magistrada é pesquisadora e conselheira da Corte de Apelação de Caiena, na Guiana Francesa. Também já representou a França como juíza de ligação da Embaixada em Pequim, na China, e exerceu o cargo de assessora do secretário-geral do Ministério da Justiça francês.
Christine da Luz conferiu os mais de 140 anos de história da Justiça cearense, por meio de fotos, documentos e explicações do servidor e historiador João Franklin. Para a magistrada, o momento mais interessante foi observar o original do projeto do Código Civil brasileiro, elaborado por Clóvis Beviláqua em 1900. “É uma grande honra para mim fazer esse estágio. Está sendo uma oportunidade maravilhosa para aprofundar meus conhecimentos, pois há muitas ligações entre nossos países”, afirmou.
A visita foi organizada pela juíza auxiliar de Fortaleza Teresa Germana Lopes de Azevedo, em parceria com a Escola da Magistratura Francesa. Também esteve presente o desembargador aposentado Francisco Auricélio Pontes.
A juíza Teresa Germana é pós-Graduada em Direito Civil pela Université Panthéon-Assas Paris II e também é coordenadora da Escola Nacional da Magistratura da Associação de Magistrados Brasileiros (ENM-AMB), para os cursos relacionados ao Direito francês. Segundo a magistrada, resultado do intercâmbio será publicado em revista que vai compor catálogo da Escola Nacional francesa. O objetivo é possibilitar que outros juízes estrangeiros também possam conhecer o funcionamento do Judiciário cearense. “É uma maneira de divulgar nosso trabalho e ampliar pesquisas. O Direito comparado é muito importante para o estudo e entendimento da legislação, da jurisprudência e dos costumes”, declarou.
PALESTRA
A desembargadora Christine da Luz irá participar, na próxima sexta-feira (24/11), do Seminário “Diálogos entre o Direito Brasileiro e o Direito Francês”. O evento, aberto ao público, ocorre às 17 horas, no auditório da Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec). A magistrada vai falar sobre o Código Civil francês, que tem mais de dois séculos de existência, e como a lei se adaptou ao longo dos anos.
Na ocasião, o juiz estadual Jorge Di Ciero Miranda também proferirá palestra sobre o tema: “A Proposta de Convergência de Análise Econômica e Proteção Ambiental na Promoção de Oportunidades Sociais”.

Evangelho

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017.
Santo do dia: Apresentação de Nossa Senhora; Santo Agápio
Cor litúrgica: branco
Evangelho do dia: São Mateus 12, 46-50
Primeira leitura: Zacarias 2, 14-17
Leitura da Profecia de Zacarias:

14`Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, eis que venho para habitar no meio de ti, diz o Senhor. 15Muitas naçðes se aproximarão do Senhor, naquele dia, e serão o seu povo. Habitarei no meio de ti, e saberás que o Senhor dos exércitos me enviou a ti. 16O Senhor entrará em posse de Judá, como sua porção na terra santa, e escolherá de novo Jerusalém. 17Emudeça todo mortal diante do Senhor, ele acaba de levantar-se de sua santa habitação'.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Opinião

Maurino, Dadá e Zé Caô: das redes de pesca às redes sociais

“O que tira o sono dos marqueteiros de hoje é: como evitar que uma mentira difundida e multiplicada exponencialmente através das redes sociais esgarce uma candidatura a ponto de inviabilizá-la?”
Até outro dia qualquer marqueteiro garantia: uma campanha só começa depois que o horário eleitoral gratuito entra no ar. Pesquisas, surveys (aquelas sondagens rápidas, sem o rigor de uma pesquisa formal) e previsões de especialistas só viravam possibilidades concretas depois que a campanha chegava ao rádio e à TV.
A influência da internet era irrisória. Candidatos que mandavam e-mails ou usavam as antigas redes sociais – ICQ,  Orkut, MSN e MySpace, por exemplo – eram vistos como extraterrestres. “Fica aí perdendo tempo e dinheiro com isso, não ganha um voto e ainda vira motivo de riso porque todo mundo sabe que eleição se ganha é na televisão e na sola de sapato”. Verdade. Verdade naquela época.
Mas, como dizia Caymmi, “Se sabe que muda o tempo/ Se sabe que o tempo vira/ Aí o tempo virou”. A internet, hoje, é a solista da orquestra eleitoral. Rádio e TV fazem apenas backing vocal. Profissionais que atuam na internet faturam tanto ou mais do que os marqueteiros d’antanho. Pois têm o poder de aproximar o eleitor do candidato e vice-versa. Hoje, quem souber usar corretamente os mecanismos das redes sociais – Facebook, WhatsApp, Twitter, Instagram – sai muuuuito na frente. E alcança instantaneamente Maurino, Dadá e Zé Caô, os pescadores citados por Caymmi na canção famosa. E mais alguns milhões de prováveis eleitores. Tudo ao alcance de um clique.
Como barrar um vídeo malicioso?
Impressionante, não é, brother? Também acho. E me assusto com esse novo mundo.
Mas, como toda tecnologia, a internet tanto pode ser usada para o bem como para o mal. Como uma faca que tanto corta o filé pra fazer o almoço como corta o pescoço de alguém pra fazer um cadáver. O que tira o sono dos marqueteiros de hoje é: como evitar que uma mentira difundida e multiplicada exponencialmente através das redes sociais esgarce uma candidatura a ponto de inviabilizá-la?
Repare bem: a campanha já começou faz tempo. É só ver a profusão de mensagens que os “candidatos” (se quiser pode tirar as aspas) distribuem diariamente pelas redes. O que a Justiça Eleitoral pode fazer? Xongas. Apenas olhar e proibir a campanha antecipada pela TV e pelo rádio. Como se rádio e TV ainda valessem meia pataca…
“Esta semana, recebi cinco vezes um mesmo vídeo que 'provava' que Lula é um mentiroso”, relata jornalista
Algumas mensagens pelas redes sociais são francamente maliciosas. Anos atrás, quando ainda pavimentava o caminho pra se tornar candidato, o gabinete de Bolsonaro distribuiu um vídeo todo editado em que acusava a professora Tatiana Lionço de defender a pedofilia. Tomou um processo dela. Mas o vídeo continua circulando por aí, não há como brecar nada na internet, apesar de o Youtube tê-lo apagado de seus arquivos. Esta semana, recebi cinco vezes um mesmo vídeo que “provava” que Lula é um mentiroso.
Ora, sou da área. Trabalho com imagens desde que me desentendo por gente. Fui dono de produtora de vídeo. Sou professor de telejornalismo há mais de 20 anos. Leio muito a respeito. Por isso sei um pouco como esse troço funciona. No vídeo em questão Lula aparece dando uma entrevista em que o repórter pergunta a razão dos panelaços contra Dilma. Ele inicia a resposta dizendo “Porque a Dilma era..”. Justamente aí tem um corte. E a fala dele prossegue dizendo: “…cretina safada, maldosa, mentirosa”. Óbvio que pegaram outra resposta e grudaram na pergunta. Uma forma primária de manipulação.
Quem disse que imagem não mente?
Mas, para os desinformados, o vídeo é verídico. O povão acredita em São Tomé: “Imagem não mente”. Pois mente. E mente muito. Que o Lula não é nenhum santo todo mundo sabe, principalmente Moro e a turma da Lava Jato, que andam no pé dele. Mas, daí a se utilizar de um artifício criminoso para fazê-lo “mentir” vai uma distância enorme. Até aqui, ao que se sabe, a única crítica que Lula fez a Dilma foi a de ela não ter cumprido as promessas da campanha. Mais nada. Imagina se o Lula ia desancar a Dilma diante de um microfone aberto? Mas nem. Agora, como desmentir uma mensagem como essa, que circula sem freio e na velocidade da luz? Vai rodar enquanto houver internet, brother.
E aí reside a grande interrogação da campanha que vem aí. Pela primeira vez candidatos e marqueteiros terão de combater um inimigo insidioso e invisível, para o qual não valem desmentidos nem multas ou supressão de tempo na propaganda, como acontece no rádio e na TV.
O jeito é a gente se mudar pra Nova Zelândia, brother. Tem umas montanhas lá onde a internet não chega. Quer dizer: não chegava. Porque agora os caras inventaram uns balões que ficam parados lá em cima disponibilizando sinal de internet. Há alguns deles até nos céus do Piauí. Funcionam que é uma beleza. Isso significa que aquele vídeo mentiroso do Bolsonaro, o vídeo das “mentiras” do Lula e até este artigo mentiroso aqui vão continuar circulando pela internet até Deus dizer chega. E salve-se quem puder. Inclusive Deus.

Ta passando dos limites

Temer enfrenta xadrez de cargos para aliados por reforma da Previdência; semana é decisiva, diz Maia

J.Batista/Câmara dos Deputados
Fatura: aliados que cercaram Temer em 31 de agosto de 2016, data de sua posse definitiva, agora querem mais cargos

Depois de uma semana inteira de folga, justificada pelo feriado da última quarta-feira (19), deputados e senadores voltam ao trabalho divididos em duas frentes: a dos que topam aprovar a reforma da Previdência – desde que o presidente Michel Temer dê como contrapartida outra reforma, a ministerial; e a dos que pretendem fazer o que estiver ao alcance para impedi-la. Temer se reuniu com deputados durante todo o fim de semana e, com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), teve ao menos duas reuniões. O peemedebista sabe que, caso queira viabilizar suas prioridades na pauta do Congresso, deve acomodar aliados diferentes na máquina governamental e realinhar sua base de sustentação, já um tanto irritadiça, e isso há menos de um mês para o final do ano legislativo.
<< Governo estuda exigir 44 anos de contribuição para ter direito ao teto da Previdência
<< Temer libera quase R$ 600 milhões do orçamento para pagar emendas parlamentares
Apoiador da política reformista de Temer, Maia resumiu o que vem pela frente no que diz respeito à reforma do sistema previdenciário. “As duas próximas semanas são decisivas”, sentenciou o deputado, com discurso de alarme sobre as contas públicas.
“Não temos um terceiro caminho. Ou aprovamos a reforma da Previdência e resolvemos o desequilíbrio das contas públicas, ou teremos a volta da inflação. Aí, os mais prejudicados serão os mais pobres, que não conseguem se defender da inflação elevada. Os deputados precisam discutir isso”, acrescentou Maia, que parece ter deixado para trás as recentes broncas com a cúpula do PMDB e a irritação com os rumos da aliança do DEM com o Planalto.
As declarações de Maia foram dadas ao jornalista Valdo Cruz (GloboNews), por meio de seu blog no G1, depois da reunião entre o deputado e o presidente neste sábado (18). A reportagem adiantou que o fim de semana foi especialmente usado por Temer para definir os termos da reforma ministerial. O avanço na pauta, como se sabe, depende da qualidade e do alcance da redistribuição de cargos e ministérios que Temer pretende executar o quanto antes.
Ministro Baldy
Para a vaga do deputado Bruno Araújo (PE), que deixou o cobiçado Ministério das Cidades em meio à divisão do PSDB sobre a aliança com o governo, é quase certa a escolha do deputado Alexandre Baldy (GO), por gestão do próprio Maia e do presidente nacional do Partido Progressista, senador Ciro Nogueira (PI). De saída do Podemos, Baldy deve engrossar as fileiras do PP de Ciro Nogueira – 45 deputados e sete senadores – de maneira a pacificar uma das bancadas mais numerosas do chamado “centrão”, agremiação que contabiliza mais de 200 parlamentares na Câmara.
Governista fiel e apoiado por parte do PR e do PMDB para o posto, Baldy resolveu deixar o partido ao ser destituído da liderança da bancada do PP na Câmara, majoritariamente de oposição a Temer. Ele já é chamado de ministro entre os pares. “Segundo um líder, Baldy será muito mais do que um ministro do PP, mas sim de uma coligação de partidos. Com isso, a expectativa do Palácio do Planalto é agradar sua base aliada e garantir a votação e aprovação da reforma da Previdência”, anotou Valdo Cruz.
Ainda não há data prevista para a votação da Proposta de Emenda à Constituição 287/2016, que ”altera os artigos 37, 40, 42, 149, 167, 195, 201 e 203 da Constituição, para dispor sobre a seguridade social, estabelece regras de transição e dá outras providências”. A proposição precisa de ao menos 308 votos em dois turnos de plenário, já recebeu 164 emendas e deve ser enxugada para se tornar viável. Imerso em denúncias de corrupção e diante do quadro de dificuldades na base, o governo chegou a cogitar operar a reforma via projeto de lei, tornando menos duras as alterações em pontos como idade mínima para aposentadoria e tempo de contribuição.
Capilaridade
Mas a distribuição dos cargos e o consequente favorecimento de partidos do centrão provocou ciúmes até no PMDB da Câmara (60 deputados), que tem dois dos principais membros da tropa de choque de Temer: Carlos Marun (MS) e Darcísio Perondi (RS), vice-líderes do governo que se destacaram no combate às denúncias de corrupção, organização criminosa e obstrução de Justiça formalizadas contra o presidente. Na costura da base aliada, acreditam os peemedebistas, Temer deveria entregar-lhes a pasta das Cidades, responsável por tocar projetos vistosos como o Minha Casa, Minha Vida.
Às vésperas do ano eleitoral, o ministério é um dos mais almejados pelos congressistas. E, dado o tamanho do PMDB, deveria passar a ser conduzido pelo partido, que merece uma pasta “com capilaridade”, na opinião de Marun. Como alternativa de recolocação no xadrez da base, acrescenta o parlamentar, Saúde ou Educação estariam de bom tamanho.
<< PSDB não merece apoio do PMDB em 2018, diz líder da tropa de Temer no Congresso
Mas, na opinião do deputado, não cabe a disputa por espaço com aliados – PP comanda a Saúde, com Ricardo Barros, enquanto a Educação pertence ao DEM (29 deputados), Mendonça Filho à frente. ”Mas nós [peemedebistas] não temos espaço algum”, queixou-se Marun, como se fizesse questão de deixar claro seu descontentamento, em nome dos demais 59 correligionários.
Segundo a coluna Expresso (revista Época), que publicou a manifestação de Marun, o PP chegou a oferecer para outro partido aliado o Ministério da Agricultura, comandado por Blairo Maggi, com o objetivo de assegurar a vaga no Ministério das Cidades. O PP também ocupa a presidência da Caixa Econômica. “É muito espaço”, observou um governista ao jornalista Murilo Ramos, na linha do que disse Marun.
Xadrez de postos
Outro fator de complicação é a alta temperatura no ninho tucano, que tem metade dos 46 deputados disposta a romper com o governo. Depois dos sinais de desembarque da base pelo PSDB, partido que vinha administrando quatro ministério a partir do impeachment de Dilma Rousseff – e, mesmo com a saída de Bruno Araújo, deve manter ao menos duas pastas –, o centrão também passou a pressionar Temer em nome da abertura de outra vaga estratégica no Palácio do Planalto.
<< Em manifesto, tucanos apoiam Tasso e reforçam coro de FHC pelo rompimento com Temer
<< PSDB e partido de Kassab lideram “traições” a Temer; veja como cada legenda votou
A articulação política entrou no rol de alvos de ciúme do centrão com o PSDB. A função palaciana é desempenhada pelo ministro tucano Antônio Imbassahy (Secretaria de Governo), deputado baiano que voltou à Câmara por um dia, em 25 de outubro, para votar contra a continuidade da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Temer. Mantido o protagonismo do PSDB na gestão peemedebista, deputados da base passaram a ignorar Imbassahy e adotaram como interlocutor no Planalto o peemedebista Eliseu Padilha, ministro-chefe da Casa Civil.
Agora, com a reacomodação do PP na Esplanada dos Ministérios, Imbassahy pode mudar de prédio e chefiar a pasta dos Direitos Humanos, ora comandado pela tucana Luislinda Valois. Ganhou força a indicação do ex-ministro dos Transportes João Henrique de Almeida Sousa, hoje presidente do Conselho Nacional do Sesi, para a vaga a ser aberta pelo tucano na Secretaria de Governo. Luislinda, desembargadora aposentada negativamente exposta depois de seu pedido de extrapolação de teto salarial, ficou fragilizada no cenário político e, nesse sentido, deve ser exonerada sem maiores traumas junto ao PSDB.
Fator 2018
Segundo a coluna Painel (Folha de S. Paulo), o também ex-deputado pelo Piauí ocupou a 4ª Secretaria da Câmara e tem bom trânsito entre os deputados, mas Temer ainda faz cálculos eleitorais, com vistas a alianças do PMDB em 2018, e leva em conta a matemática dos votos em sessões de plenário antes de fechar a indicação. Qualquer movimento mal calculado, como não raramente acontece, terá significado votos a menos a favor da reforma da Previdência, por exemplo.
As novidades da reforma ministerial devem ser anuncias ainda nesta semana – um novo jantar para reunir aliados com Temer está previsto para a próxima quarta-feira (22), dia que costuma ser quente nos plenários do Parlamento. Dada a pluralidade partidária da lista de convidados para reuniões com o presidente neste fim de semana, dificilmente as mudanças agradarão integralmente a base de sustentação no Congresso. Estiveram com Temer neste domingo (19), além de Maia, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, e os deputados Pauderney Avelino (DEM-AM), Heráclito Fortes (PSB-PI), Baleia Rossi (SP), líder do PMDB na Câmara, e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), líder do governo na Casa.

Marco cultural

Prefeitura de Marco realiza 1ª Semana ‘Marco Cultural ’ de 20 a 25 de novembro

Em alusão ao aniversário de emancipação política do Município, a Prefeitura de Marco realiza, de 20 a 25 de novembro, a 1ª Semana "Marco Cultural" . Praças, Areninha, Escolas, Quadras, Santuário do Sagrado Coração de Jesus, Igreja Matriz de São Manuel e Câmara Municipal, receberão a vasta programação, que pretende transformar os espaços públicos em lugares de convivência, cultura, esporte e arte.

Abrindo a programação, na segunda-feira (20), houve às 17h, desfile e torneio dos times municipais, na Areninha Monsenhor Waldir. A programação, que se estende até sábado (25), conta com mais de 25 atividades compostas por torneios esportivos, hasteamento da bandeira do Município, gincanas, espetáculos e oficinas teatrais, missa solene, apresentações culturais, lançamento de campanha, fórum, encontro intermunicipal de bandas de música dentre outras atividades.

A 1ª Semana ‘Marco Cultural: município em festa’ é uma ação intersetorial da Prefeitura de Marco e conta ainda com o apoio da Paróquia São Manuel.

Coluna do blog


Bilhete do Comandante Genario Peixoto
Cara, Jeri só tem durista. O povo tá vindo de pacote em 10x e comendo pratinho na Mirtes de 10 conto. Por sinal um strogonofre muito bom com arroz e batata palha. Junta com mais duas latinhas no "sangue bom" e gastou 20 conto na janta. Tô te falando, tá brabo!Abraço.Comentaram imediatamente: Jonas Paes de Oliveira, Fran Erle Fonteles e Norton Lima Jr. Ai o Norton entrou no jogo...Norton Lima Jr Durista, hahaha. Fiz para Anya Ribeiro o plano de ação turística para jericoacora. Foram gerados uns 260 projetos. Até sugeri para o Arialdo Mello Pinho recuperar esse plano...Não tenho cópia. O escritório de arquitetura que pagou micharia ficou de liberar e nunca enviou, mas independente disso tinha muitas ideias boas lá.Seria importante preservar o Prado que segura o campo de dunas, para tal seria preciso um VLT passando por cima do prado. Estão destruindo o Prado... É possível isolar o perímetro para cobrar a estadia como se faz em Fernando de Noronha... daria para reconstruir uma réplica da paliçada de Nossa Sra do Rosario que existiu lá em 1614... jeri é uma praia que está na cartografia mundial desde 1614, pasme Macario.Foi proposto também um calendário promocional; lembro que um dos eventos era a Encenação na semana santa da ópera rock JESUS Cristo superstar na Pedra Furada com artistas cearense e artistas nacionais. Tentar recuperar esse PAT.:Pompeu Macario Batista O Comite de Imprensa da Assembleia compra a ideia.. Marta Eugênia Araujo Lima Que ideia brilhante! O povo cearense não sabe aproveitar o potencial turístico e histórico do Ceará . Todas as ideias do Norton são fantásticas e não foram aceitas?? Esquisito. Isso aí foi fruto de uma conversa pelo menssenger.Começou pelo bilhete do Comandante Genário sobre postagem da coluna desde Buenos Aires na semana passada.Será que daria pra alguém prestar atenção ?

A frase: "Quando estamos fora do Brasil, dói na alma. Quando estamos dentro, dói na pele". Poderia ser minha a frase, mas é do saudoso Stanislau Ponte Preta.

Comparações (Nota da foto)
Ainda tem gente que se preocupa em estabelecer comparações.

De BH pra  Jeri
Desde sábado, dia 19,  três voos na semana (terça-feira, quinta-feira e domingo) foram iniciados, com data de operação apenas até 4 de fevereiro de 2018.

Em dezembro
A partir do próximo mês, com esses  voos, o Aeroporto  Comandante Ariston Pessoa, localizado no município de Cruz, passa a ter 10 voos semanais.

Generosidade
A sinalização turística, depois do serviço de táxi, foi o item mais bem avaliado pelos turistas estrangeiros que visitaram o Ceará no ano passado.

Bem na foto
Entre eles, 73% consideraram a sinalização no estado boa ou muito boa, o maior índice de aprovação desde 2012, segundo pesquisa do Ministério do Turismo.

A la plaia
O litoral é um dos mais importantes atrativos turísticos do Ceará, tanto que a maioria dos visitantes internacionais, 75,6%, que estiveram no estado a lazer em 2016 foram em busca de sol e praia.

A pedido de Adernalia
 No dia 23 de novembro, às 14h, na Assembleia, haverá audiência pública para o “Lançamento das Diretrizes Nacionais para o Atendimento a Crianças e Adolescentes em Situação de Rua.”

 Temer proibirá abertura de novos cursos de medicina
O governo de Michel Temer vai decretar uma moratória para impedir a abertura de novos cursos de medicina no país. O prazo será de cinco anos. "Há um clamor dos profissionais de medicina para que se suspenda por um período determinado a abertura de novas faculdades, em nome da preservação da qualidade do ensino", diz Mendonça Filho,Ministro da Saúde.



Bom dia

Governo do Ceará propõe novo plano de cargos e carreiras para servidores de universidades estaduais


O Governo do Ceará realizou ação histórica para beneficiar servidores das universidades estaduais. Após reunião entre o Executivo e representantes das instituições de Ensino Superior cearenses, foi enviada à Assembleia Legislativa mensagem que objetiva instituir o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV) do quadro de pessoal técnico administrativo da Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece), Fundação Universidade Regional do Cariri (Urca) e da Fundação Estadual Vale do Acaraú (UVA). O documento foi assinado pelo governador Camilo Santana na última sexta-feira.

O plano representa conquista para uma luta de longos anos. Com a sua implementação, os servidores passam a responder pelas titulações de auxiliar, analista ou assistente na da Gestão em Educação Superior, com devidas gratificações pelo desempenho funcional como também por aprimoramentos através de cursos de capacitação (pós-graduações). Os profissionais serão, a partir da lei, vinculados à política contínua de valorização dos servidores públicos, a exemplo de outras categorias – Polícia Civil, Polícia Militar, Detran e Funceme.

A nova legislação vai contemplar 881 servidores no ambiente acadêmico e vai gerar um acréscimo superior a R$ 8,2 milhões. Atualmente, há o investimento de cerca de R$ 37,2 milhões.


Reunião

Com a ausência do governador Camilo Santana, que está cumprindo agenda no exterior, o secretário da Casa Civil, Nelson Martins, foi o responsável por receber representantes das universidades estaduais para discutir o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos, antes de encaminhar a mensagem para a Assembleia Legislativa.

O secretário destaca que, além de estabelecer de fato um plano de cargos e carreiras, a lei amplia as possibilidades de crescimento e estimula todos os profissionais das instituições de ensino a buscarem mais capacitação e melhor desempenho.

“Essa mensagem vai permitir que os servidores que hoje trabalham 30 horas semanais possam também optar por trabalhar 40 horas, representando melhoria de um terço no salário. Vai também estabelecer gratificação por especialização, mestrado e doutorado. Uma melhoria importante para servidores administrativos, conquista histórica”, afirma Nelson Martins.

Participaram do momento de esclarecimentos e debate acerca do documento os reitores de Uece, Urca e UVA, além de representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação e da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

“A nossa esperança é que essa matéria seja aprovada o mais rápido possível. Por orientação do governador Camilo Santana e também da vice-governadora Izolda Cela, fizemos a reunião para juntar os reitores e os representantes do sindicato único das três universidades, apresentamos a eles a proposta e acertamos para que pudéssemos trabalhar com os nossos deputados e deputadas a votação da mensagem em breve”, finaliza o secretário.


Passo fundamental
O reitor da Universidade Estadual do Ceará, Jackson Sampaio, analisa que dois grandes eixos fazem essa mensagem governamental ter relevância histórica para a Educação no Estado. A primeira, por esta ser uma conquista do serviço público em meio à crise fiscal enfrentada pelo País. Em segundo, por proporcionar o direito de crescimento justo aos profissionais do Ensino Superior após mais de 23 anos.
 
“O Governo do Ceará está honrando aquilo que se deve fazer para melhorar a vida dos servidores técnico-administrativos, neste caso das universidades, que nem gratificação de titulação tinham, como os demais servidores do Estado. O atual PCCV é de 1994 e, como nunca houve concurso, todos nossos servidores basicamente são detentores de função pública e não de cargo. Tínhamos um plano que só funcionava com vencimento. Agora temos um plano de caráter acadêmico, moderno e ágil, para beneficiar o servidor da Educação”, afirma.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Debatendo a República

A República e seus desafios são tema de evento na UnB

Reprodução Youtube/ABr
O ex-ministro Ciro Gomes e a secretária de Planejamento do Distrito Federal, Leany Lemos, estão entre os debatedores do evento que será realizado amanhã e na terça

No mês em que se comemora a Proclamação da República, intelectuais, políticos, ativistas e especialistas de diversas áreas se encontrarão para discutir o que impede o Brasil de pôr em prática aqueles que o artigo 3º da Constituição de 1988 aponta como os quatro objetivos fundamentais da nação: (1) construir uma sociedade livre, justa e solidária; (2) promover o desenvolvimento nacional; (3) erradicar a pobreza e reduzir as desigualdades sociais e regionais; e (4) atender ao interesse de todos os cidadãos, sem discriminação de origem, raça, sexo, idade ou qualquer outra.
A iniciativa, apoiada pelo Congresso em Foco, é parte do projeto “Brasil 2030”, que tenta explorar caminhos consensuais – para além da polarização política característica da presente conjuntura nacional – que podem levar o país a cumprir a trajetória definida em sua lei maior. O evento será realizado amanhã e terça-feira, na Faculdade de Economia, Administração de Contabilidade da Universidade de Brasília (UnB).
Participarão dos debates, entre outros, o ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes (PDT-CE); Clemente Ganz Lúcio, diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese); Isabel Figueiredo, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública; Priscila Pereira, do Instituto Millenium; o senador João Capiberibe (PSB-AP); Lívia Maria Nogueira, representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud); o empresário Alexandre Guerra, CEO do Giraffas; Júlio Marcelo de Oliveira, procurador do Ministério Público de Contas junto ao Tribunal de Contas da União (TCU); a secretária de Planejamento do Distrito Federal, Leany Lemos; Tom Barros, do Observatório Social de Brasília; Everardo Aguiar, do movimento Cidade Aberta; Caio Callegari, do projeto Faz Diferença; o deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP); e os jornalistas Hélio Doyle e Sylvio Costa, fundador do Congresso em Foco.
Idealizador do projeto Brasil 2030, o gestor público federal e ativista do terceiro setor André Rafael entende que os objetivos definidos na Constituição Federal podem não apenas ajudar a pavimentar as saídas da atual crise política brasileira como também contribuir para enfrentar problemas históricos do país.
“O direcionamento estabelecido pela Constituição pode iluminar as decisões que precisamos tomar para restaurar a confiança nas instituições e recolocar o Brasil no caminho do desenvolvimento tão almejado pela sociedade. Qualquer diálogo sincero de compromisso com a República deve partir desses quatro objetivos estabelecidos na Constituição”, afirma ele.
A organização do evento está a cargo da Publicae, empresa júnior da UnB voltada para consultoria em políticas públicas e gestão governamental. O projeto tem o patrocínio da Editora Meia Um, do Manual de Guerrilha do Servidor Público e da célula do projeto Brasil 2030 que funciona em Ouro Branco (MG). Apoiam o projeto UnB, Observatório Social de Brasília, Agenda Pública, Café com Política e Visão Mundial.
Olavo Santana, diretor da Publicae e estudante de Gestão de Políticas Públicas na UnB, destaca que o 1º Congresso Brasil 2030 – nome oficial do evento – colocará frente a frente pessoas que em instâncias diferentes e com visões de mundo por vezes divergentes desenvolvem ações que se complementam, mas que jamais atuaram de forma integrada.
“Precisávamos de um espaço onde essas pessoas pudessem se encontrar e alinhar expectativas, encaminhar parcerias. Que espaço melhor do que a universidade? Precisamos resgatar o espírito precursor das universidades, que não podem ficar isoladas em bolhas ideológicas. Esse é também o papel das empresas júniores: ser uma ponte entre a academia e o mundo profissional, integrando e fortalecendo espaços. Criando elos”, diz Olavo.
Congresso em Foco aceitou ser parceiro na divulgação do evento pela mesma razão que o levou a lançar o projeto Diálogos Congresso em Foco, explica o fundador do site e revista homônimos, Sylvio Costa. “O jornalismo não pode ficar apenas assistindo os sonhos de 2013 se transformarem em um pesadelo cada vez mais assustador. A sensação geral é que a corrupção, a ineficiência dos serviços públicos, a ignorância e a violência pioram a cada dia. Não temos a menor pretensão de indicar rotas de fuga ou de fazer proselitismo político, mas queremos contribuir para discutir saídas. Sobretudo, estimulando o diálogo entre pessoas que pensam diferente e enfrentando a polarização selvagem que nos ajuda a levar pro fundo do poço.”
Ele esclarece que, ao contrário do que ocorreu com o Diálogos, o Congresso em Foco não participa da organização do 1º Congresso Brasil 2030. Apenas o apoia na divulgação.
Na terça-feira (21), o evento terá painéis simultâneos.
Veja a programação do evento:
20 de novembro de 2017 (segunda-feira)
18:00 Credenciamento
18:10 Brasil​ ​Democrático:​ ​Novos​ ​formatos​ ​de​ ​inserção​ ​política
Mediação: Vinícius Sousa – Café com Política
Tom Barros – Raps-DF
Anjuli – Psol
Alexandre Guerra – Partido Novo

19:00 Abertura​ ​(Auditório​ ​Verde)​ ​-​ ​Apresentação​ ​do​ ​1º​ ​Congresso​ ​Brasil​ ​2030
Participantes: Autoridades e Representantes dos organizadores.
- Representante UnB
- Rodrigo Rollemberg – Governador do DF
- Leany Lemos – Secretária Planejamento GDF
- Pedro Calazans – Diretor-Presidente da Publicae
- André Rafael – Brasil 2030
- Sylvio Costa – Congresso em Foco

19:45 Mesa​ ​Redonda​ ​(Auditório​ ​Verde)​
-​ ​Os​ ​4​ ​objetivos​ ​fundamentais​ ​da​ ​República
Participantes:
- Anfitriões: André Rafael, Pedro Calazans e Professora Sheila
- 1) Ciro Gomes
- 2) Representante Rede Sustentabilidade
- 3) Cezar Britto (Ex- Presidente OAB)
- 4) Flávia Gianini – Jornalista
- 5) Melina Risso – Movimento Agora!
- 6) Gustavo Henrique Maultasch de Oliveira – Livres

21:45 Encerramento​ ​e​ ​Coffee-Break

21 de novembro de 2017 (terça-feira)

9:00 | Credenciamento
10:00 | Mesa Redonda (Auditório Verde) – Perspectivas para um Brasil desenvolvido: Economia, Política e Ciência
Participantes:
- Wellington Lourenço de Almeida – FAP-DF
- Leandro Couto – Assecor
- Bruno Quick – Sebrae
- Thiago Camargo, Secretário de Política de Informática do MCTIC

10:00 | Vitrine Ouro​ ​Branco​ ​2030​ ​-​ ​Guilherme​ ​Schulz
Vitrine Em​ ​definição
10:10 | Debate​ ​(Auditório​ ​Azul)​ ​-​ ​Gestão,​ ​Cidades​ ​Inteligentes​ ​e​ ​Sustentabilidade
Participantes:
- Em definição
- Wagner Martins – Fiocruz
- Leany Lemos – Sec. Planejamento GDF
- Gilberto Perre – Secretário Executivo da Frente Nacional de Prefeitos

12:00 | Intervalo​ ​para​ ​Almoço
14:00 | Mesa Redonda (Auditório Verde) – Perspectivas para um Brasil integrado: Infraestrutura, Regionalismo e Empreendedorismo
Participantes:
- Ricardo Karam – IPEA
- Ariel Pares – Ex- Secretário de Planejamento e Investimentos Estratégicos do Ministério do Planejamento
- Roberto Ellery – Professor de Economia e ex-Diretor da FACE
- Humberto Ribeiro – Confederação Nacional de Serviços (CNS)

14:00 | Mesa Redonda (Auditório Azul) – Perspectivas para um Brasil mais igualitário: Educação, Cidadania e Reforma Tributária
Participantes:
- Mediação: Helber Vieira – Associação Servidores INEP
- Caio Callegari – Faz diferença
- Gabriel Correa – Todos pela Educação
- Pedro Garrido, Consultor Legislativo da Câmara Federal
- Em definição

16:00 | Intervalo
16:15 | Vitrine
Dinâmica: Algum parceiro tem 10 minutos para expor brevemente a atuação de sua entidade ou resultados alcançados pela sua organização acerca de um tema que esteja incluído na temática do Congresso.
- Em definição
16:30 | Mesa Redonda (Auditório Verde) – Perspectivas para um Brasil justo: Segurança Pública, Direito e Justiça
Participantes:
- Gabriel Sampaio – ex-Secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça
- Isabel Figueiredo – Fórum Brasileiro de Segurança Pública
- Rômulo Neves – Diplomata
- Marivaldo – Ex- Secretário Executivo do Ministério da Justiça

16:30 | Debate (Auditório Azul) – Construindo um país de todos: Democracia, Igualdade de Gênero e Diversidade no Brasil
Participantes:
- Sylvio Costa (Congresso em Foco)
- Professora Olgamir – Decanato de Extensão UNB
- Em definição – Em definição

18:00 | Intervalo​ ​para​ ​Lanche
19:30 | Debate (Auditório Azul) – Construindo um Brasil solidário: Ações públicas não estatais e Estado Laico
Participantes:
- Mediação: Everardo – Brasília, Cidade Aberta
- Deputado Roberto Lucena
- Em definição
- Representante Visão Mundial

19:30 | Mesa Redonda (Auditório Verde) – Perspectivas para um Brasil livre: Ética, Moral e Combate à Corrupção
Participantes:
- Mediação: Hélio Doyle
- Priscila Pereira – Instituto Millenium
- Senador João Capiberibe
- Julio Marcelo – Muda TC

21:00 | Vitrine
Dinâmica: Algum parceiro tem 10 minutos para expor brevemente a atuação de sua entidade ou resultados alcançados pela sua organização acerca de um tema que esteja incluído na temática do Congresso.
- Representante Observatório Social do Brasil
21:10 | Mesa​ ​de​ ​Encerramento​ ​e​ ​Desafio​ ​-​ ​2018:​ ​Um​ ​pedaço​ ​do​ ​caminho​ ​até​ ​2030
Participantes:
- Sheila Tolentino – Professora do Departamento de Gestão de Políticas Públicas da UnB
- Representantes Brasil 2030 e Organizadores
- Patrocinadores

Dinâmica: Ressaltar a importância e a necessidade de uma perspectiva de longo prazo para o Brasil. Podemos pensar em 2030, mas 2018 é um ano onde precisamos tomar decisões importantes para o nosso futuro. O desafio: Em 2018, no 2º Congresso Brasil 2030, ao perguntar o que fizemos nesse período de um ano para alcançar o que queremos do Brasil em 2030, o que você gostaria de responder? Vamos tentar fazer isso?
21:30 | Coffee-Break​ ​e​ ​Encaminhamentos​ ​-​ ​Caminhos​ ​a​ ​serem​ ​trilhados
Participantes: – Todos os organizadores e congressistas Dinâmica: – Painéis de Networking. – Encaminhamentos do Congresso de ações a serem executadas conjuntamente pelas entidades participantes.

Chile vai pra segundo turno

”Piñera e Guillier disputarão 2º turno na eleição presidencial do Chile” 
- Resultados parciais das eleições presidenciais do Chile indicavam ontem à noite que o candidato de direita Sebastián Piñera, de 67 anos, foi o vencedor, mas não conseguiu obter os 50% dos votos mais 1 para ser eleito no primeiro turno e disputará no dia 17 o segundo turno com o senador Alejandro Guillier, de 64 anos, de centro-esquerda, apoiado por partidos da coalizão governista. Apurados 98,6% dos votos, Piñera tinha 36,6% e Guillier, 22,6%. A grande surpresa do dia foi a votação da jornalista Beatriz Sánchez (Frente Ampla), que obteve 20,2% – segundo as últimas pesquisas ela tinha 9,4% das intenções de voto. Emocionada, ela festejou o resultado, mas disse que vai exigir uma “explicação” dos institutos de pesquisa. “Se eles tivessem dito a verdade, talvez eu teria ido para o segundo turno.” Os desempenhos de Sánchez e do candidato de extrema direita, José Antonio Kast, independente, que obteve 7,9% dos votos, parecem ter “roubado” a vitória do ex-presidente no primeiro turno. Piñera chegou a ter 44% das intenções de voto durante a campanha acreditava que seria eleito ontem mesmo. Em pronunciamento no fim da noite, Guillier mostrou-se confiante e disse que “a mudança está em marcha” e “outras forças progressistas vencerão o segundo turno”. Ele agradeceu os telefonemas recebidos de Sánchez e Goic. “Precisamos reconstruir uma unidade profunda para vencer no segundo turno”, afirmou. Guillier recebeu também o apoio do ex-presidente Ricardo Lagos (PPD), ex-PS. Segundo Guillier, haverá também uma forte mudança na representação no Congresso, cujos resultados devem ser divulgados hoje.

Equerem trazer turista pra Fortaleza

Irregular: ambulantes causam incômodo

A Ponte dos Ingleses já foi um dos principais cartões-postais da turística cidade de Fortaleza. O lugar tem uma das vistas mais exuberantes da Capital e proporciona o mais incrível pôr do sol. Ir à ponte era um dos programas preferidos dos fortalezenses e turistas que, além das atrações naturais, apreciar os restaurantes e quiosques do local e entorno tornava o passeio convidativo. Lá, a qualquer hora do dia ou da noite, era possível ver famílias passeando, casais namorando, amigos se encontrando e os animados grupos que iam para cantar, e até orar. Hoje, o equipamento é cercado pela insegurança, tornou-se ponto de consumo de drogas e o comércio ambulante irregula
É só dar uma volta pelas ruas da Praia de Iracema para constatar que o problema de insegurança não é somente na Ponte dos Ingleses, mas em todo seu entorno. O jornal O Estado recebeu denúncias de comerciante cadastrado e regular, com o alvará de funcionamento, dividindo o espaço com dezenas de outros ambulantes irregulares. Segundo a reclamação, o problema é diário e ainda pior aos domingos, dia de mais movimento. Além disso, usuários de drogas tomam conta do calçadão para fazer uso das substâncias ao ar livre.
De acordo com uma comerciante, que pediu para não ser identificada, todos os dias, a Rua dos Cariris, que dá acesso direto à Ponte dos Ingleses, se enche de ambulantes informais. “A Praia de Iracema era do tempo que tudo que você colocava para vender, vendia. Hoje, para gente ter um comércio, tem que ser registrado, e isso custa caro. Devido à violência, tráfico de drogas e os usuários, não tem mais 10% do movimento de antes. Até porque, um dos principais pontos turísticos, que é a Ponte dos Ingleses, está entregue às baratas.
Só serve para usarem drogas, realizarem assaltos e dormirem. Não tem mais comércio nenhum. O que está acontecendo é que nós, que temos comércio regularizado na Prefeitura, pagamos altos impostos, para no único dia de movimento, que é o domingo, não vendermos nada, pois no calçadão da ponte tem tanto ambulante, que você nem consegue passar”, reclamou.
Ainda conforme a comerciante, que mora na Rua dos Cariris há 56 anos, desde o início deste ano ela e os demais comerciantes estão enfrentando o problema tendo que dividir o comércio com dezenas de outros ambulantes irregulares. Ela reclama que, na semana, os informais começam a chegar por volta de 8 horas e ficam até umas 17 horas, quando o movimento cai.
No domingo, eles chegam bem cedo, 6 horas é possível ver alguns deles montando as barracas e garantindo o lugar. Com o movimento maior, permanecem no lugar até por volta de 20 horas. “Os fiscais da Regional II nunca aparecem por aqui, quando vem, uma vez perdida, são escoltados pela Guarda Municipal. Eles vêm da Praia dos Crushes até aqui no calçadão da ponte tirando todos os ambulantes, mas passam, no máximo uns 30 minutos, e depois vão embora. Quando vão embora, os ambulantes voltam todos para os seus lugares, e a gente que tem ponto fixo, que paga altos impostos, ficamos sem vender e sem ganhar, pois, para vendermos algo, temos que baixar o preço das mercadorias”, denunciou.
O jornal O Estado procurou a Secretaria Executiva Regional II para saber qual previsão de regulamentação dos ambulantes e indagou se a fiscalização é intensa, sobretudo aos domingos, bem como até que horário os fiscais prestam serviço no local, mas até o fechamento não houve retorno.
Insegurança
A moradora, que pediu para ter identidade preservada, conta que a Praia de Iracema ainda existe por causa de seus moradores. “Nós não podemos mais aproveitar seu bairro pela falta de segurança. O domingo é o pior dia, pois quem quer ir à praia, tem que sair do bairro. É o único dia que podemos aproveitar para descansar e não podemos levar nossos filhos e famílias porque a praia está tomada pelos usuários de drogas para fumar maconha a qualquer hora”, disse. Segundo ela, que mora há mais de três anos e frequenta o bairro desde sua adolescência, existe o policiamento frequente, mas as atuações são raras.

A bibliotecária Carine Matias não mora no bairro, mas recorda-se do tempo em que ir para a ponte era um programa. “Praticamente todos os finais de semana eu estava na Praia de Iracema, para curtir a praia ou ver o pôr do sol na ponte, encontrar amigos. Hoje, evito. Ando mais pelo lado da Avenida Beira Mar, que é mais movimentado”, afirma. Conforme ela conta, deixou de ir devido à marginalidade. “Uma vez fui na ponte à noite, após um festival no Dragão do Mar, me assustei quando constatei o que sempre ouvi falar: garotos e garotas usando drogas, bebendo. Um cenário totalmente contrário ao que eu era acostumada a ver quando ia. Deu um choque, o sentimento foi de que aquele lugar, na minha cidade, não me pertencia mais. É uma pena”, lamentou.
Plano estratégico
No início de outubro, A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal do Turismo (Setfor), reuniu-se com o Conselho da Praia de Iracema para apresentar uma prévia do Planejamento Estratégico para a requalificação da Praia de Iracema. A proposta foi apresentada aos órgãos da Secultfor, AMC, Seuma, Agefis, Segurança Cidadã, Regional II, Regional do Centro e BPTur. Moradores, empresários, igreja e líderes da comunidade também participaram. A expectativa era de que o plano fosse apresentado pelo prefeito Roberto Cláudio ainda no fim do mês passado.

O planejamento envolve oito pontos, entre eles, a questão da segurança e comércio, além do ordenamento urbano, mobilidade urbana, eventos, meio ambiente, moradores, potencial turístico. Entre as propostas, a regulamentação dos ambulantes.

Quem impede um governador do Piauí?

Governador faz pouso irregular em inauguração de aeródromo em São João do Piauí Foto: Divulgação A agencia Nacional de Aviação Civil n...