domingo, 25 de dezembro de 2016

Vaias e piti em Recife

Ministro da Cultura é chamado de golpista e dá piti em Pernambuco

Roberto Freire se exaltou no Palácio do Campo das Princesas, área central do Recife

Roberto Freire, Ministro da Cultura, deu um piti durante a cerimônia de entrega da titulação de Patrimônio Cultural Brasileiro no Palácio do Campo das Princesas, área central do Recife, em Pernambuco.
É que ele foi vaiado, chamado de golpista e obrigado a permanecer no evento enquanto cartazes pedindo "Diretas Já" eram erguidos.
Na hora de seu discurso, Freire retrucou: disse que a crise tem seus responsáveis (dando um recado à esquerda) e que eles têm que responder por seus atos na Justiça.
Freire e o governador de Pernambuco
Freire e o governador de Pernambuco
Foi o bastante para mais gritos, inclusive "Fora Temer", inflamarem o Palácio.
Freire, irritado, deu piti e aumentou o tom de voz: "Isto é um Palácio de respeito. É preciso primar pela educação. Respeito o pluralismo, sem 'fora' ou 'volta'. Aliás, nunca escuto 'volta'".
E teve mais: o secretário da Cultura do Pernambuco, Marcelino Granja, alfinetou Freire dizendo que a importância cultural do estado é desproporcional à quantidade de recursos que recebe da Lei Rouanet - com edital subordinado ao Minc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualidade destacada por Salmito

Salmito destaca gestão em Sobral, premiada por ações inovadoras na saúde “O município de Sobral colhe destaques de ...