sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Coluna do blog




“Lula é nosso candidato para 2018, não temos um plano B”.


O presidente nacional do PT, Rui Falcão, 73, diz que o partido não tem plano B para uma candidatura presidencial em 2018 que não seja a de Luiz Inácio Lula da Silva. "Quem pensa em plano B descarta o plano A", diz Falcão, que rejeita apoio a outro nome de esquerda, como Ciro Gomes (PDT). Falcão, que deixará o cargo em abril de 2017, defende Lula para o comando do PT. Em 2016, o PT viveu um dos piores momentos desde sua fundação, em 1980. Sofreu um impeachment que o apeou da Presidência, perdeu 61% das prefeituras que governava, viu dirigentes serem presos e o próprio Lula virar réu na Lava Jato. Falcão reconhece alguns erros, mas atribui a sucessão de infortúnios a um "processo de perseguição" ao partido – no qual o juiz Sergio Moro teria papel proeminente. Abaixo estão detalhes da entrevista dada por Rui Falcão publicada na Folha. 



A frase: “Entre o Congresso e o governo Dilma, o confronto foi por fins políticos. Entre o Judiciário e o Congresso, o confronto é de poder sobre as instituições. Nisso, como está e para onde vai o desaparecido Poder Executivo, o governo Temer?” Jânio de Freitas, jornalista.


2016 foi o pior ano da história do PT? (Nota da foto)
Rui Falcão - Nós fomos vítimas de um processo de perseguição. Tivemos a prisão ou condução coercitiva de dois ex-ministros [Antônio Palocci e Guido Mantega, a prisão de um ex-tesoureiro [Paulo Ferreira ] e a transformação do Lula em réu. Tudo isso, além das dificuldades que as prefeituras no país tiveram, contribuiu para uma derrota eleitoral muito grande.

E os erros? Às vezes, parece que nos balanços a autocrítica fica em segundo plano.
Temos sido atacados mais pelas nossas virtudes que pelos nossos erros. Temos um legado de transformações do país, de ascensão de 40 milhões de pessoas. O Brasil saiu do mapa da fome, passou a ser respeitado internacionalmente. O principal erro é nós termos esquecido que toda vez que há um grande avanço das forças populares, as classes dominantes querem deter isso. A democracia radicalizada é disfuncional para o capitalismo. Outro erro é que, para chegar ao governo, tivemos de recorrer ao financiamento empresarial, que era a regra do jogo.
Quem errou no partido?
São pessoas que estão sendo julgadas. Não vou fazer juízo de valor, porque isso pode prejudicar o direito de defesa.

Palocci, por exemplo?
Palocci está sendo acusado e não há nenhum condenação em relação a ele.

José Dirceu?
Até que seja julgado em última instância, é inocente.

E há o peso do desastre econômico, não?
Há uma ideia de que o país quebrou por conta do gasto que o nosso governo promoveu. O que cresceu efetivamente nos governos Lula e Dilma e particularmente em 2015? Os benefícios sociais. Aumento de salário mínimo, benefício para os idosos, Previdência rural.

Essa política provocou a maior recessão da história.
[Irônico] Recessão que ia ser contida com a deposição dela [Dilma] e que só tem aumentado, ameaçando levar o país hoje a uma depressão.

O sr. defende Lula candidato a presidente em 2018?
É uma exigência nacional, não só do PT, mas daqueles que veem nele um líder.

Existe a possibilidade concreta de ele estar inelegível.
Essa presunção de culpa é um dos motivos de tentarem deter a candidatura dele.

Qual é o plano B?
Não tem. Só trabalhamos com plano A. Quem pensa em plano B descarta o plano A.

Apoiar o Ciro Gomes seria uma possibilidade?
Defendo que nosso candidato em 2018 seja Luiz Inácio Lula da Silva. Não significa que a gente não tenha diálogo com outros partidos.

O PT não vai deixar de ter candidato a presidente, então?
Na minha opinião, não.

O governo Temer chega ao fim?
Eu acho que ele deveria renunciar imediatamente.

Definido
O  Hospital Regional do Sertão Central, em Quixeramobim, deverá iniciar as suas atividades até a próxima sexta-feira, dia 9 de dezembro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Evangelho

Sexta-feira, 13 de Outubro de 2017. Santo do dia:  São Venâncio de Tours, abade Cor litúrgica: verde Evangelho do dia: São Lucas 11, 15...