segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Coluna do blog




Puxando cobra pros pés
Na roça, quando a corda espicha muito, cidadão diz que um outro lá, todo complicado e buscando confusão está puxando cobra pros pés, nada mais que bater enxada na limpa de plantações. Pois bem; Heitor Férrer, deputado chegado a um documento para cutucar o cão com vara curta, voltou ao meio fio. Agora, Heitor, cacete armado,vai pra cima de dois “tribunais”; o TCM e o TCE, respectivamente Tribunal de Contas dos Municípios e Tribunal de Contas do Estado. O que Heitor quer? Juntar os dois. Se juntasse tiraria poder dos dois, prestígio dos dois, valores e mordomias inerentes a cargos do tipo presidência, vice etc.etc.etc. e coisa e tal. Essa conversa vem de um bilhete que esta coluna recebeu da assessoria de imprensa de Heitor, com este teor: “Caro Macário, tudo bem? O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) deu entrada em Proposta de Emenda à Constituição do Ceará (PEC) para unificar os Tribunais de Contas do Estado do Ceará. A matéria foi lida nesta quinta-feira (08) na Assembleia Legislativa. A iniciativa busca gerar economia ao Estado sem abrir mão da fiscalização, já que das 27 unidades da Federação, apenas 4 têm os dois tribunais (Ceará, Bahia, Pará e Goiás). "A fusão caminha no sentido de nós acompanharmos os outros 23 estados que não tem TCM, é uma maneira de você dar ao Tribunal de Contas do Estado a economia que nós estamos precisando para melhor gerir o Ceará e aplicar esses recursos em outras políticas públicas de saúde, de educação, de segurança. A fusão é uma evolução, uma economia para o estado do Ceará", defendeu o parlamentar. Segundo o Heitor, o TCM gastou até o segundo quadrimestre deste ano R$ 101 milhões e o TCE, R$ 74 milhões. Encaminho para você cópia da documentação protocolada na Assembleia Legislativa.  Agradeço sua atenção e nos colocamos à disposição para o que mais se fizer necessário.  Atenciosamente, Regina Paz-Assessoria de Imprensa”. Isso é puxar cobra pros pés.

A frase: "Decisão do STF fala por si só. Não dá para comentar. Decisão judicial do Supremo Tribunal Federal é para se cumprir". Gozação de Renan Calheiros depois de fazer o contrário.


Contou e foi ouvido (nota da foto)
Audic Mota, na moda dos peemedebistas que saem da linha, contou o seguinte: estava ao lado de um deputado do partido num reunião do PMDB, claro. O deputado levantou para atender a alguém. Deixou o celular que tocou com uma mensagem do comando maior: Nada de Aldic; o primeiro secretário tem que ser você. Aí, instigado, Aldic aceitou a oferta e...virou. Calma, gente; virou 1º Secretário da Assembleia. Tem quem diga que Audic teve tempo de fotografar a mensagem.

Foi engraçado
O  Interino, em viagem a três Estados do Nordeste, esteve no Ceará na sexta-feira (9),  assinando  a Regulamentação da Lei nº 13.340, autorizando a liquidação e renegociação de dívida de crédito rural.

Despesas
Uma viagem como a da semana passada gastou uma baba pro senhor em questão assinar uma regulamentação que qualquer gerente de banco tem poder de fazer, ou seja; enviar para um treco chamado CL-Crédito em Liquidação.

E mais...
Um gerente de banco pode também trabalhar com a conhecida barrigada, onde um cliente que safra frustrada faça um renegociação do que deve e até levando mais algum para tocar a roça o rebanho financiado.

Eu mesmo fiz
Isso aí que o Interino assinou no Ceará sob pompa e circunstancia de aplausos abobalhados de coxinhas eu mesmo fiz quando funci do BB, prorrogando contratos de safras frustradas ou enviando para CL aquilo que não tinha mais solução. Ê ê!!!

Dia de balanço
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgou um comunicado informando que não haverá atendimento ao público nos bancos em 30 de dezembro, pois as agências estarão fechadas para o balanço anual.

Vá buscar o seu
As pessoas que ainda não sacaram o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2014 precisam se programar para fazer o saque do benefício até o dia 29.  Cerca de 935 mil trabalhadores ainda não retiraram o dinheiro, no valor de um salário mínimo (R$ 880).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre a mesa

É um encontro só para convidados. Não vai haver escolha dos melhores.