sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Bilhete do Francis Vale

Macário,
 
A REPETIÇÃO DA IMPOSTURA

Em 1965, o jornalista e historiador  cearense Edmar Morel lançou o livro " O Golpe começou em Washington", no qual denunciava a ingerência direta do Governo americano na preparação e execução do Golpe de 1964. O livro foi bastante vendido, com grande sucesso entre os leitores, até ser apreendido e proibido pelo regime militar.
Em 2011, o documentarista Camilo Tavares filmou " O dia que durou 21 anos", lançado em 2013, no qual aprofunda e amplia as denúncias lançadas por Morel em seu livro de meio século atrás. 
Neste momento em que ocorre novo golpe no Brasil, vários jornalistas e historiadores voltam  a repetir o bordão. E não sem justas razões.  

Abraço do Francis Vale

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião

A presunção dos tucanos contra os interesses do Brasil Jornal do Brasil A tucanada acha que Aécio Neves pode ser senador de um po...