sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Trabalho no Aeroporto

Auditores-Fiscais do Trabalho realizam interdições no Aeroporto Internacional de Fortaleza
 
Auditores-Fiscais do Trabalho do Ceará interditaram oito caminhões tanques de empresas que realizam o abastecimento de aviões no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, por se encontrarem com inspeções de segurança em desconformidade com a regulamentação vigente. A operação é continuidade da fiscalização que tem sido feita nas empresas que prestam serviços na área de abastecimento e no Terminal de Carga Geral - TAG.
As empresas fiscalizadas foram Petrobrás Distribuidora S.A., Raizen Combustíveis S.A. e na J.W Saraiva & Cia LTDA. Os Auditores-Fiscais constataram que não eram utilizadas máquinas adequadas para a realização de manutenção, inspeção e reparos nos veículos abastecedores e que o serviço também não era feito por mão de obra qualificada, habilitada e autorizada, conforme a Norma Regulamentadora – NR 12, sobre segurança em máquinas e equipamentos. A empresa também não cumpria os requisitos de segurança previstos na Portaria nº 457, de 22 de dezembro de 2008 do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - Inmetro.
De acordo com o Auditor-Fiscal do Trabalho Franklim Rabelo, essa Portaria define um Regulamento Técnico da Qualidade 5, que estabelece critérios para avaliação da conformidade, destinado aos veículos de transporte de produtos perigosos. “A obediência a essa Portaria é uma forma de garantir a segurança para operação destes veículos e de todos os trabalhadores que laboram nas áreas de operação e estacionamento de aeronaves, bem como dos tripulantes e passageiros das aeronaves”.
Ele explica que a ausência de uma inspeção criteriosa nos caminhões tanques de abastecimento de aeronaves representa risco grave e iminente para a integridade física dos trabalhadores e para os usuários desse tipo de transporte.
Fonte: Sinait

Nenhum comentário:

Postar um comentário