terça-feira, 22 de novembro de 2016

Bom dia


X Encontro Mestres do Mundo acontece de 24 a 26/11, em Limoeiro do Norte, com atrações nacionais e internacionais, título de notório saber para os Mestres da Cultura e diplomação de novos Mestres
Com um trabalho permanente de valorização dos Mestres da Cultura do Ceará e em sintonia com a política culturaldo Estado, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) apresenta o X Encontro Mestres do Mundo, que será realizado de 24 a 26 de novembro, em Limoeiro do Norte, a 198 km de Fortaleza. Com o tema “Mestres do Mundo, Saberes Para Todos os Tempos”, esta edição do evento terá um momento diferenciado e de grande simbologia, com a entrega pela primeira vez do Título de Notório Saber em Cultura Popular, concedido pela Universidade Estadual do Ceará (Uece),em articulação com a Secult, aos Mestres da Cultura cearenses.
encontro contará com uma ampla programação e a participação de atrações internacionais, como o mestre Hosoo, da Mongólia, e atrações nacionais, como Luizinho Calixto (PB/CE), a Banda Cabaçal Irmãos Aniceto (CE), o grupo musical "Os Quentes da Madrugada", da Irmandade de Carimbó de São Benedito (PA), a Nau Catarineta (PB), entre outros. O evento é promovido pela Secult, em parceria com a Comissão Cearense de Folclore, a Universidade Estadual do Ceará (Uece) e a Prefeitura de Limoeiro do Norte, e com apoio do IFCE Limoeiro do Norte, do Centec, do CVT Limoeiro do Norte e da Academia Limoeirense de Letras.
Durante os três dias do Mestres do Mundo, o público terá acesso às diversas manifestações de saberes e fazeres da cultura popular, personificadas pelos mestres da cultura. Ao longo da programação, serão realizados seminários, rodas de mestres, apresentações artísticas, relatos de experiências dos mestres e exposição de produtos artesanais na Vila Cenográfica montada na praça da Igreja Matriz de Limoeiro do Norte.
"O Encontro Mestres do Mundo é um dos momentos mais belos, importantes e marcantes de nosso calendário cultural e uma das ações fundamentais da política de patrimônio e da política cultural como um todo. É uma oportunidade para conhecimento, reconhecimento e intercâmbio de saberes e fazeres dos mestres oficialmente reconhecidos pelo Governo do Estado, de outros mestres do Ceará, do Brasil e do exterior, e do público participante do Encontro", destaca o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba.
"Neste ano, o encontro retorna a Limoeiro do Norte, atendendo a um pedido dos próprios mestres, e é ainda mais especial, por chegar à décima edição e por marcar a entrega do Título de Notório Saber em Cultura Popular aos mestres da cultura, conferido pela Uece", acrescenta o gestor, ressaltando que todos estão convidados a comparecer a Limoeiro do Norte, para a atividade prévia do dia 23/11 e para o encontro, que acontece de 24 a 26/11, com entrada franca em todas as atividades.
Confira a programação
Na quarta-feira, 23/11, uma atividade prévia ao encontro é a palestra/curso de formação “Patrimônio Imaterial na sala de aula” com a Profa. Dra. Letícia Viana (UNB), coordenadora do Projeto Celebrações e Saberes da CulturaPopular, de inventários e registros de bens de natureza imaterial do CNFCP–RJ/Iphan.
Na quinta-feira, 24/11, será aberta a exposição “Da Resistência da Vida Brotam os Tesouros Vivos da CulturaCearense” e será realizado o colóquio "Reconhecimento de Saberes e Ofícios de Povos e Comunidades - Diálogos Necessários", da Comissão Cearense de Folclore, com as mesas sobre os temas "Reconhecimento de povos e comunidades tradicionais – a fala deles" (às 14h) e "Saberes e ofícios tradicionais na Universidade – diálogos necessários" (às 16h).
No mesmo dia, a abertura oficial do Encontro contará com a acolhida dos atuais mestres, a diplomação dos novos nove mestres e dois grupos reconhecidos pelo Governo do Estado e o credenciamento dos participantes, além do "Cortejo Andanças e Cheganças", terminando com o sineiro tocando o sino da Matriz. Também haverá apresentação/coroação da Rainha do Maracatu, a Sagração do Chão dos Mestres pelos Penitentes de Genizaré (Assaré/CE), apresentação dos mestres aboiadores Dona Dina (Canindé) e Pedro Coelho (Acopiara), cerimonial de abertura Institucional e diplomação dos novos Mestres da Cultura.
A noite se encerra com o Reisado Boi Coração, de Quixadá, o Boi do Mestre Felipe, de Juazeiro do Norte, e a riqueza de sons da sanfona de oito baixos do paraibano de nascimento e cearense de coração Luizinho Calixto, que irá animar a noite de Limoeiro com um caleidoscópio de ritmos. Em paralelo, a programação contará com a feira para exposição e venda dos trabalhos feitos pelos mestres.
A manhã da sexta-feira, 25/11, será marcada pelas Rodas de Conversa e vivência com os Mestres. À tarde acontecem oficinas para crianças e para mulheres e a oficina/vivência da dança do Carimbó de São Benedito. além da cerimônia de titulação de Notório Saber em Cultura Popular, para os 58 Mestres da Cultura do Ceará. À noite, é a vez do Boi da Faceira, de Mestre Chico (Limoeiro do Norte), Reisado do Mestre Aldenir (Juazeiro do Norte), Banda Cabaçal Irmãos Aniceto (Crato) e Irmandade de Carimbó de São Benedito - Grupo Os Quentes da Madrugada (PA).
Já no sábado, 26/11, último dia de evento, a manhã terá a Terreirada “levantando poeira e girando afeto”. Na programação infantil, haverá o Coral com as crianças participantes da Oficina de Canto, além de apresentação do mestre Palhaço Pimenta. A noite contará com a Sagração do Chão dos Mestres, com a Mestra Maria do Horto e seus benditos, a Cerimônia de Encerramento e apresentação de Dramas, Boi do Mestre Piauí, Dança de Coco do MestreMoisés de Trairi e Dança de São Gonçalo de Tianguá.
Nau Catarineta e Mestre Hossoo no sábado
O palco principal dos espetáculos do Encontro Mestres do Mundo terá duas atrações especiais para encerrar a programação na noite do sábado. Direto de Cabedelo (PB) e com mais de 100 anos de história de apresentações, a Nau Catarineta é uma dança dramática inspirada nas viagens marítimas portuguesas e a manifestação popular lusa, em forma de Auto. O tradicional grupo é considerado patrimônio cultural e imaterial na Paraíba.
Em seguida, vindo direto da Mongólia, o Mestre Hosoo mostrará a tradição da música e do canto lírico höömii, que exige que o cantor gere duas notas de cada vez. As canções falam da natureza, do vento, das montanhas, dos rios, e dos animais que fazem parte da cultura e da tradição mongol, como cavalos e camelos. Hosoo é filho de uma família de cantores tradicionais da Mongólia e hoje em dia é o representante mais conhecido deste tipo de música no mundo.
Título de Notório Saber em Cultura Popular 
Em agosto deste ano, a Secult assinou um convênio com a Uece, validando o título de Notório Saber em CulturaPopular. Todos os Mestres da Cultura Popular oficialmente reconhecidos pelo Governo do Estado receberão a condecoração na sexta-feira, 25/11, no X Encontro Mestres do Mundo, em Limoeiro do Norte.
Com a medida, os mestres ganharão ainda mais visibilidade e atenção, além de terem endossado, pela academia, o reconhecimento a seus saberes e fazeres. Com o título de notório saber, eles poderão, inclusive, ser convidados por universidades e outras instituições de ensino para palestras e outras atividades, sendo remunerados da mesma forma que professores que contam com essa distinção.
O secretário Fabiano dos Santos Piúba destaca a importância do reconhecimento da academia aos mestres. "Agradecemos muito à Uece, ao reitor, professor Jackson Coelho Sampaio, e a todos os integrantes do Conselho Universitário, que aprovou a titulação dos mestres, para o reconhecimento pelo notório saber em cultura popular. Será uma medida importante para os mestres, para a Universidade e para toda a sociedade, para maior difusão dos conhecimentos, saberes e fazeres desses grandes cearenses, que dizem tanto da nossa cultura, da nossa arte, da nossa identidade", ressalta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário