terça-feira, 1 de novembro de 2016

Bom dia

Hospital César Cals faz 88 anos e reafirma compromisso com a saúde do Ceará


banner site todos pela agua
No último domingo (30), o Hospital Geral Dr. César Cals, o mais antigo da rede pública do Governo do Ceará, completou 88 anos e reafirma o compromisso de promover e cuidar da saúde da população do Ceará e de diferentes estados do Brasil. O hospital, localizado ao lado da Praça da Lagoinha, no Centro da cidade, é considerado referência em obstetrícia, ginecologia e neonatologia.

Por mês, uma média de 310 bebês nasce na maternidade do HGCC. De alta complexidade, o cuidado com a gestante e com o bebê recebe uma atenção especializada que inicia no pré-natal de alto risco, no ambulatório de especialidades, passa pela Casa da Gestante, nos casos mais delicados, pela emergência obstétrica, que funciona 24h todos os dias da semana, pelo alojamento conjunto, onde o recém-nascido fica ao lado da mãe. O hospital conta ainda com o Centro de Neonatologia, composto pela Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, pelo berçário de médio risco e pelo Método Canguru, no qual a mãe terá papel fundamental no cuidado intensivo com a criança.

Além disso, o banco de leite humano, referência estadual, está à disposição das mães internas e externas todos os dias da semana, ininterruptamente, para atender no hospital ou por telefone. No local, as mães podem tirar dúvidas, receber orientação, auxílio sobre a maneira correta de amamentar, além de contar com a promoção e o incentivo à doação de leite materno.

Todos os bebês que nascem no HGCC passam por todos os exames definidos pelo Ministério da Saúde, como o teste do pezinho, teste do olhinho, teste da orelhinha, e ainda podem sair registrados. O HGCC foi o primeiro hospital público a ter um Posto Avançado de Registro Civil, em 2008, e, com isso, contribuir para a redução do sub-registro de nascimento no Ceará.

Na área de clínica médica, muitos serviços são realizados no HGCC. Em 2016, os pacientes da Unidade de Terapia Intensiva Adulto passaram a contar com a hemodiafiltração, uma modalidade da hemodiálise destinada a pacientes graves e caracteriza-se por ser mais estendida e lenta, o que melhora o prognóstico dos pacientes.

Também na UTI, os pacientes com acesso venoso mais difícil passaram a utilizar o cateter venoso central de inserção periférica, que é minimamente invasivo e permite menos trauma para o paciente, com redução da punção venosa, diminuição dos riscos de infecção, preservação da rede venosa, entre outros.

Há ainda o Centro de Infusão ligado à Reumatologia, que atua com procedimentos mais complexos para pacientes com doenças reumáticas e tratamentos com drogas biológicas, recentemente premiado no Congresso Brasileiro de Reumatologia.

O Serviço de Endoscopia continua a atuar de maneira inédita, permitindo a realização de novos serviços. Além da já conhecida e moderna técnica da cápsula endoscópica, da ultrassonografia endoscópica e modernização da sala para a realização de colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE), o centro de endoscopia iniciou os procedimentos de miotomia endoscópica peroral (POEM), procedimento minimamente invasivo indicado para o tratamento da acalasia da cárdia ou megaesôfago, que é uma dilatação crônica e progressiva do esôfago, que provoca alteração neuromuscular que causa dificuldade para a passagem do alimento pelo esôfago. Outro destaque é a atenção dispensada pelo HGCC em relação às doenças onco-hematológicas, com uma ala totalmente voltada para esses cuidados.


Cirurgias

Quando se trata de cirurgia, o HGCC está inserido num cenário que vai de pequenos procedimentos a cirurgias de alta complexidade, como a bariátrica, oncológicas e de endometriose profunda. Neste ano foi estruturada uma equipe com vários especialistas, como proctologistas, ginecologistas, urologistas e anestesistas, dada a complexidade dos casos. O HGCC conta com equipamentos modernos o que garante o suporte técnico ideal para procedimentos de alta complexidade.

O que permite a excelência do atendimento e a realização de procedimentos bem sucedidos e todo o cuidado especializado aos pacientes que passam pelo Hospital César Cals é a realização constante de cursos de qualificação e atualização do conhecimento. As sessões integradas reúnem as diversas especialidades médicas para a discussão de casos clínicos. Um exemplo é a sessão clínico-cirúrgico-endoscópica, com médicos das três áreas que, por meio da integração interdisciplinar, permite definir as condutas para casos mais complexos, com a participação de internos e residentes.


Atualização
De janeiro a setembro de 2016, foram realizados nove cursos pelo Centro de Estudos, com várias etapas, dos quais participaram 650 profissionais. Lembrando que alguns dos cursos são também destinados a profissionais de outras instituições. Como hospital de ensino, o César Cals recebe alunos de várias instituições do Ceará e de outros estados para estágios, internato médico e residência médica e multiprofissional. Ao todo são 226 estagiários, 70 internos de medicina, 28 residentes multiprofissionais e 54 residentes médicos.

Neste ano, o Hospital César Cals já realizou 44.849 consultas ambulatoriais, 1.472 cirurgias, 353.771 exames laboratoriais e de imagem, 9.435 internações em clínica médica, cirúrgica, UTI Neonatal, UTI Adulto, Obstetrícia e Ginecologia e Casa da Gestante, e 2.793 partos na maternidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário