quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Coluna do blog



Ciro Gomes e o vácuo de representação
O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) tem buscado se projetar como uma solução para os descrentes na política que deixaram resposta nas eleições municipais, avaliam cientistas políticos. No primeiro turno, a soma de votos brancos, nulos e abstenções superou o desempenho do primeiro ou do segundo colocado na disputa para prefeito em 22 capitais, de acordo com dados do TSE. O pedetista fez críticas a lideranças políticas de diferentes partidos. Chamou Michel Temer de "golpista salafrário", Fernando Henrique Cardoso de traidor, José Serra de "senil", Luiz Inácio Lula da Silva de descolado da realidade, e o candidato a prefeito do Rio Marcelo Freixo de dono de um "moralismo estreito". Cristiano Noronha, cientista político da Arko Advice, destaca que Ciro Gomes "sempre foi um político de declarações muito fortes". Para ele, contudo, o ataque a diferentes lideranças é uma forma de aproveitar a "onda" do eleitorado de rejeição à política. "Eu acho que ele está procurando pavimentar este caminho, visto que nenhum partido de esquerda parece ter herdado o espólio do PT. O Ciro quer se colocar como alternativa", comenta Noronha, lembrando que Marina Silva, por exemplo, teve um desempenho muito fraco com o Rede Sustentabilidade nestas eleições, elegendo cinco prefeitos da disputa em 820 municípios, por não ter sido "capaz de construir uma narrativa que atraísse eleitores" . "Talvez Ciro esteja pensando em se colocar como alternativa para esse eleitores de esquerda ou centro esquerda", avalia Noronha.  O sociólogo Ricardo Costa de Oliveira, professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), também acredita que Ciro procura colocar o próprio nome como liderança oposicionista mais ampla, por estar em um partido político fraco e pequeno. "Ciro Gomes está procurando construir uma base política a partir de um discurso mais ofensivo e agressivo, até para viabilizar uma candidatura dele nas próximas eleições", pontua Oliveira. "Para ele ter chance, ele vai ter que se destacar dos outros e compensar as fragilidades partidárias, construir um novo perfil mais radical, é uma jogada política." Com isto, o político se torna porta-voz de toda uma posição, que aponta rejeição ao "governo golpista" de Michel Temer ao mesmo tempo que sinaliza uma frente ampla e até nacionalista -- lembrando nomes como o do russo  Vladimir Putin --, com a pauta de, por exemplo, retomar o petróleo do país. Em entrevista à TV Paranaíba na semana passada, o ex-ministro afirmou que, se eleito em 2018, garantiria de volta a obrigatoriedade da Petrobras na exploração do pré-sal.

A frase: "O momento é tão grave, tão angustiante, sem perspectivas, que essas críticas demolidoras [como a de Ciro Gomes contra diferentes políticos] são bem-vindas”. Aldo Fornazieri, professor da Escola de Sociologia e Política de São Paulo.


Voo de cruzeiro (Nota da foto)
Não é céu de brigadeiro, mas para a indústria têxtil do Ceará há uma certa estabilidade no ar. Estão demitindo menos, os alísios do dólar estão calmos e a  China baixou o facho, diz Ivan Bezerra Filho, da Abit. Enfim, um otimista, no trabalho.

O PT de Acrísio
É Acrísio Sena, que foi o primeiro a ocupar o cargo de assessor especial de Acolhimento dos Movimentos Sociais criado no Governo Camilo Santana (PT), assumiu a campanha de Roberto Claudio.

Contra o golpe
Para Acrísio, o apoio ao pedetista ocorre por avaliar como positiva sua gestão, mas por observar também que o partido de Roberto Cláudio se opôs ao impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Será?
Diz que a construção civil estima entregar este ano, no Ceará, 30 mil casas do programa Minha Casa Minha Vida. Nesse meio estão as 13 mil que a Prefeitura de Fortaleza está anunciando.

Encontrão
Camilo Santana  vai participar hoje,em Brasília, de reunião com todos os governadores. Querem fechar uma proposta no âmbito da previdência dos Estados, um sério pepino para esses gestores.

Outubro Rosa
Para envolver e chamar a atenção da população, a Prefeitura de São Gonçalo, na grande Fortaleza,  realizará no dia 19 próximo a terceira edição da “Caminhada Outubro Rosa”.
A programação,aberta dia 10, vai se estender até o dia 28.
Exigências de Ronaldo
As demandas do Pastor Ronaldo pra se juntar a Roberto Claudio contemplam a criação de uma rede de saúde integrada de atenção ao idoso; sinalização horizontal de fotos sensores; canal de diálogo com feirantes da José Avelino...

E mais...
...implantar ouvidorias em cada bairro e dar continuidade ao sistema de distribuição de medicamentos já implantado pela Prefeitura, por meio da Central de Medicamentos.Foi nobre no pedir pro valor dos seus 50 mil votos.

É estatístico
Apenas 12% das mulheres candidatas se elegeram nas ultimas eleições. Em compensação a representatividade LGBT cresceu 2000% nas urnas. É o mundo todo!!!

Se achegando
Novos favoráveis à reeleição de Roberto Cláudio; deputado estadual Ely Aguiar; prefeito eleito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra; secretário estadual Josbertini Clementino, representado o presidente estadual do PDT, André Figueiredo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário