quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Só falta um

Empresários e entidades do setor produtivo de Fortaleza anunciam apoio à reeleição do prefeito Roberto Cláudio
 
Empresários e entidades do setor produtivo de Fortaleza anunciaram apoio à candidatura do prefeito Roberto Cláudio (PDT) à reeleição, nesta quarta-feira (12/10), durante encontro no La Maison, no bairro Dunas. A iniciativa partiu de dirigentes de instituições que representam o segmento, como a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), a Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL Fortaleza) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-CE). 

Ao lado do candidato a vice da coligação, Moroni Torgan (DEM), Roberto Cláudio agradeceu o apoio e ressaltou a necessidade de uma economia em crescimento como forma de gerar emprego e renda, e de ampliar os serviços públicos. "Fortaleza possui hoje o maior PIB do nordeste brasileiro, além do maior investimento público real já realizado na história da cidade", disse o Prefeito. Ele destacou que a capital cearense é reconhecida por órgãos de controle fiscal que atendem a todos os indicadores como pré-requisitos para concessão de financiamentos. "Somos hoje a capital brasileira com a melhor capacidade de atrair investimentos", complementou.

O Prefeito também revelou que a cidade já conta com R$ 1,5 bi a R$ 2 bilhões para novos investimentos nos próximos quatro anos. "Todo esse valor já está aprovado ou em fase final de liberação para investimentos em áreas turísticas, mobilidade, políticas de juventude, saúde e educação, além de drenagem e saneamento.

Para o presidente da Fiec, Beto Studart, a gestão do prefeito Roberto Cláudio realiza um grande trabalho de obras e transformações na cidade com início, meio e fim. "Fortaleza não pode ser descontinuada. Nosso encontro é para reafirmar apoio a esse projeto de desenvolvimento", explicou.

O presidente da CDL Fortaleza, Severino Neto, ressaltou que, a despeito da crise econômica que o país atravessa, o prefeito Roberto Cláudio conseguiu realizar obras que há muito tempo o fortalezense não presenciava. "É fácil para o setor produtivo reconhecer uma boa gestão. Dentro de uma crise como essa, só identificamos crescimento e melhorias para a população", afirmou.

Já o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), André Montenegro, comentou que o setor tem gerado emprego e renda mesmo numa situação de crise e que isso tem relação direta com a eficiência do setor público. "Nós somos, atualmente, a capital referência no trâmite de liberação de alvarás. É a política servindo o cidadão e não o cidadão servindo à política", declarou.

Participaram do encontro o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho; o deputado federal Odorico Monteiro (Pros); o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Honório Pinheiro; o presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC), Aluisio Ramalho Filho; e ainda representantes da Federação das Associações dos Jovens Empresários do Ceará (Fajece); da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad); da Associação Lojistas e Líderes Femininas Fortaleza (Alfe); da Fortaleza Convention Bureau; e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-CE).

Também estiveram presentes Jorge Parente, Alexandre Pereira, Zé do Egito, Selma Cabral, Ricardo Cavalcante, Daniele Cabral, André Fiúza, Pio Rodrigues, Gerardo Vieira, Régis Medeiros, Darlan Teixeira, Rodolfo Trindade, Amarílio Macêdo, Roberto Sérgio e Hélio Perdigão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário