quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Padroeira do Brasil cantada em missa no Ceará

Milhares de fiéis na procissão de Nossa Senhora Aparecida

No dia de Nossa Senhora Aparecida, comemorado ontem, milhares de fiéis se reuniram em uma grande procissão realizada pelas ruas do bairro Montese, onde fica localizada a Paróquia de Nossa Senhora Aparecida, em Fortaleza. Entoando cantos de louvor e vestindo branco, os católicos aproveitaram o momento para agradecer pelas graças alcançadas e pedir por milagres.
A família da professora Cláudia Ribeiro, 47 anos, todos os anos se reúne na calçada de casa para acompanhar a procissão. “É um dos momentos mais aguardados. Esse ano, também chamamos amigos para celebrarmos juntos o dia da padroeira do Brasil”, disse. Com lágrimas nos olhos, Cláudia, moradora do bairro Montese há mais de 26 anos, disse que já alcançou muitas graças com a intercessão de Nossa Senhora. “Desde que vim morar aqui, me tornei devota de Nossa Senhora Aparecida. Ela é poderosa. Só quem alcançou uma graça, sabe do que estou falando”, completou.
Missas
Durante todo o dia de ontem, sete missas foram celebradas na paróquia, no Montese. Segundo o pároco Gabriel Brilhante Holanda, cada missa reuniu 1.200 fiéis. Algumas pessoas, inclusive, acompanharam a celebração do lado de fora da capela.
Em entrevista ao Jornal O Estado, ele falou da força que a Santa tem de chamar os católicos para a igreja. “É um prazer que a gente receber os fiéis da nossa comunidade e de outras também. Durante todo o dia, a casa esteve cheia. Isso é motivo de comemoração. A gente reza que a devoção à Nossa Senhora Aparecida está crescendo no Brasil. São muitas as graças recebidas através da mãe de Deus. As pessoas, no momento mais difícil, evocam à mãe de Deus, e acontecem muitas bênçãos. Os fiéis precisam ser alimentados para descobrir que a vida é passageira e tem que ser alicerçada acreditando na ressurreição e na vida eterna. Nossa Senhora, como instrumento do bem maior, vai concedendo muitas graças”, falou.
A estudante Ktylen Silva Holanda, 17 anos, há seis anos participa, como coroinha, da procissão. “Esse é um momento muito precioso para mim. Por eu ser devota, acabei me engajando na igreja e pretendo ficar por vários anos”, disse a jovem que disse que alcançou uma graça com a ajuda da padroeira. “Eu tinha um problema na garganta e com muita fé, fui curada. Devemos esta graça à Nossa Senhora Aparecida”, falou.
Após a procissão, foi realizada uma missa campal de encerramento da festa da padroeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário