sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Outubro cinza no Beco da Poeira

Operação desarticula quadrilha que sonegou cerca de R$ 100 milhões do fisco estadual

Uma operação conjunta do Ministério Público Estadual, da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) e da Polícia Civil realizada nesta quinta-feira (13) realizou prisões, busca e apreensão contra dois contadores e três empresários do ramo de confecção no Estado. Eles são acusados de sonegação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que causou prejuízo de mais de R$ 100 milhões. Dois contadores e um empresário foram presos e dois empresários estão foragidos.
Conforme os investigadores, as empresas atuam no Beco da Poeira e na José Avelino. Conforme a Polícia, a investigação feita pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) afirma que o esquema envolve pelo menos 16 empresas de fachada e 30 sócios laranjas e seria chefiado por dois empresários do ramo de comércio popular da Capital, que se encontra foragido.
As empresas de fachada teriam movimentado cerca de R$ 1,012 bilhão, deixando rombo de R$ 100 milhões ao fisco estadual. O montante corresponde somente ao período da investigação, entre novembro de 2013 e janeiro de 2015.
O esquema financiaria compra de carros, casas e bens de luxo e o dinheiro seria lavado em investimentos fora do País e no ramo do entretenimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário