quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Normalidade democrática

Partidos consideram delação da Odebrecht como ameaça a Michel Temer

Políticos já discutem opções de nomes para substituir o peemedebista

Lideranças de diversos partidos como o PSDB e o PT já estariam discutindo a possibilidade da delação premiada da Odebrecht derrubar o presidente Michel Temer. Nomes que poderiam ser eleitos pelo Congresso Nacional em um pleito indireto são levantados, como o do ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso e o ex-presidente do STF, Nelson Jobim.
Jobim, apesar de ter atuado como consultor da Odebrecht quando ela começou a ser investigada na Lava Jato, é considerado o nome com maior vantagem, com passagem nos principais partidos. As informações são da coluna de Mônica Bergamo na Folha.
Colaboração da Odebrecht na Lava Jato pode atingir Michel Temer e seus principais auxiliares
Colaboração da Odebrecht na Lava Jato pode atingir Michel Temer e seus principais auxiliares
A delação da empreiteira pode atingir os três principais auxiliares do presidente, Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil, Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo, e Moreira Franco, do Programa de Parcerias de Investimentos. O próprio Michel Temer também estaria citado na colaboração da empreiteira, assim como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
>> Delação da Odebrecht pode citar Michel Temer, diz jornal
>> Em gravação, ministro de Michel Temer critica Lava Jato e aconselha Renan
>> Eduardo Cunha reclama de abandono e faz ameaças a Michel Temer

Nenhum comentário:

Postar um comentário