quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Deu no DIário de Notícias de Lisboa

Português morto por resistir a assalto no Brasil

1 / 3

Natural de Penafiel, Nuno Torres tinha 39 anos e deixa um filho de cinco meses
Um português foi assassinado esta segunda-feira em Fortaleza, no Brasil, durante um assalto à loja onde trabalhava. Nuno Torres, de 39 anos, trabalhava na loja do sogro e envolveu-se numa luta com o ladrão, acabando por ser baleado cinco vezes. O momento foi filmado pelas câmaras de segurança da loja e o vídeo está a ser partilhado nas redes sociais.
Natural de Penafiel, Torres era casado com uma brasileira, com quem tinha um filho de cinco meses, e tinha emigrado para o Brasil há cinco anos.
Na loja, Nuno vendia relógios importados e era cuidadoso a escolher os clientes. Maurício Sampaio, cunhado de Nuno, contou ao G1 que o português só abriu a porta da loja porque o assaltante apareceu com uma mulher, que disse ser sua esposa.
O encontro com o assaltante tinha sido marcado pelas redes sociais, pois este se fez passar por alguém interessado em comprar um relógio.
O vídeo chocante da morte de Nuno Torres foi publicado na internet e nele pode-se ver que o português estava a mostrar relógios ao casal quando o homem puxou uma arma e apontou a Nuno. Torres reagiu, agarrando a arma e começando uma luta com o assaltante e levou cinco tiros: dois na cabeça, dois no ombro e um no toráx. Segundo o Jornal de Notícias, o português morreu no local.
Depois de Nuno estar no chão, o assaltante foi ainda para trás do balcão e tirou dinheiro da caixa registadora. O cunhado do português foi baleado no pé durante o roubo enquanto tentava ajudar Torres.
O cunhado contou ainda a jornal brasileiro que a mesma loja tinha sido assaltada seis meses antes e que, tal como desta vez Nuno Torres tinha reagido ao assalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário