terça-feira, 25 de outubro de 2016

Bom dia

"Câmara dos Deputados entrará negativamente para a história, com entrega do pré-sal e congelamento dos investimentos sociais"

Nesta semana a Câmara dos Deputados entrará negativamente para a história, com a aprovação da entrega do pré-sal, riqueza do povo brasileiro, em votação nesta segunda-feira, 24/10, e com o congelamento dos investimentos sociais por 20 anos, que será votado nesta terça, 25/10. A avaliação é do deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE), que denuncia a omissão do Congresso Nacional quanto a duas tragédias que poderão afetar durante décadas várias gerações da população do País: a entrega dos recursos advindos do pré-sal e o congelamento do orçamento para as ações do Governo Federal, inclusive para os serviços essenciais, como educação e saúde.

"É triste constatar que essas medidas terríveis para o povo e para o País, enviadas para a Câmara dos Deputados por um presidente golpista, ilegítimo e impopular, que deveria ao menos ter vergonha de tentar agir para além do tempo do seu governo, deverão ser aprovadas pelo Congresso Nacional", aponta Chico Lopes, lamentando que mesmo a  mobilização do povo brasileiro,verificada em manifestações contra a PEC 241 e em defesa da educação, registradas em várias cidades nos últimos dias, não seja suficiente para convencer os deputados a votar contra a medida.

"Nosso País vive um momento muito, muito triste. Primeiro, um golpe contra a democracia e contra a Constituição, retirando do poder uma presidente eleita pela maioria do povo, sem qualquer fundamento legal para isso, apenas por uma questão de correlação de forças políticas, que nesse momento era desfavorável à presidente. Depois, votações de vários ataques, um atrás do outro, contra a educação, a saúde, os serviços públicos, o povo brasileiro", destaca Chico Lopes. 

"Parece que, para pagar a conta do golpe a quem realmente tinha interesse nele, que é o grande capital nacional e estrangeiro, estão aprovando o máximo de maldades, o mais rápido possível, enquanto muita gente está ainda atordoada pelo noticiário político", alerta. 

"Muita gente, infelizmente, não se dá conta de que o senhor que está no Palácio do Planalto e se diz presidente está promovendo uma série de ataques contra os interesses do povo, em uma velocidade e de forma tão grave como talvez não tenha acontecido em nenhum momento da história deste País", complementa o deputado cearense.

Mobilizar nas ruas e nas redes

Para Chico Lopes, apesar da gravidade da situação, ainda é possível evitar que medidas como a PEC 241, a entrega do pré-sal aos interesses estrangeiros, a reforma do Ensino Médio imposta goela abaixo por medida provisória, o "Escola Sem Partido" a censurar  professores e estudantes. 

"Tudo depende de haver mais clareza do povo quanto ao que está acontecendo e de se reforçar a mobilização nas ruas. O debate nas redes sociais é também importante, mas é principalmente nas manifestações públicas, presenciais, com o povo indo à luta na rua, como foi necessário nos momentos mais difíceis da história deste País, que poderemos reverter esse quadro e impedir prejuízos que podem durar por décadas", complementa Chico Lopes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário