terça-feira, 20 de setembro de 2016

Expectativa em Quixeramobim

Iniciado cronograma de atividades para abertura do Hospital Regional do Sertão Central em Quixeramobim

banner coletiva hrsc2
“É papel do Estado oferecer atendimento especializado à população de todas as regiões e também estrutura para os profissionais desempenharem seu trabalho. E hoje o Governo do Ceará está garantindo esses serviços”, disse o secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi, na tarde desta terça-feira (20), em coletiva sobre o início do cronograma de atividades para a abertura do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim.
Até a abertura completa para o público, o terceiro hospital regional construído pelo Governo no interior vai passar por várias etapas. Até o final do mês, serão validadas as condições de usabilidade da infraestrutura e dos equipamentos; em outubro, serão iniciados os atendimentos em ambulatório e a realização de exames; e assim sucessivamente até maio de 2017, quando o hospital estará em banner coletiva hrsc4pleno funcionamento. O Hospital Regional do Sertão Central tem 209 leitos de internação geral e 60 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). São nove salas de cirurgia e 14 salas para realização de exames de imagem. O hospital conta também com um Centro de Atenção à Saúde Sexual e Reprodutiva da Mulher, com cinco salas obstétricas, com leitos PPP (pré, parto e pós-parto).
O secretário Javi explica que, dessa forma, o HRSC obedecerá exatamente o mesmo cronograma de funcionamento, com os mesmos prazos de implantação das outras duas unidades regionais que atendem na Região Norte e no Cariri. “O cronograma acompanha toda uma lógica de funcionalidade moderna, ampla e segura. "O que a gente está pactuando agora é o compromisso de garantir o serviço especializado na região”, afirmou.

Logo após a coletiva, o secretário da Saúde do Estado participou da cerimônia de convocação do primeiro grupo de 109 profissionais contratados por seleção pública para trabalhar no Hospital Regional do Sertão Central. Em pleno funcionamento, o HRSC empregará 1.640 profissionais de nível fundamental, médio e superior, entre os quais 312 profissionais de medicina. “É um momento muito especial porque vocês estão fazendo a história da Saúde do Ceará”, ressaltou Henrique Javi.

Sobre o hospital
O HRSC, localibanner coletiva hrsc3zado na Rodovia CE 060, quilômetro 198 (Estrada do Algodão), em Quixeramobim, é o terceiro hospital construído pelo Governo do Estado no interior. O novo hospital atenderá a população de 631.037 habitantes dos 20 municípios da Macrorregião de Saúde do Sertão Central: Boa Viagem, Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti, Banabuiú, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Milhã, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Solonópole, Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá.

A escolha de Quixeramobim para sediar o novo hospital foi histórica. Em vez de decidir a localização, o Governo do Estado lançou o direito de escolha para a região. A população, através de conselhos de saúde e gestores municipais, participou da votação que, por maioria, deu a vitória para Quixeramobim. Os concorrentes foram os municípios de Boa Viagem, Canindé e Quixadá.

O investimento para a construção do HRSC foi de R$ 147 milhões, com recursos do Tesouro do Estado e financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). No total, o hospital tem área construída de 21.558 metros quadrados. O perfil de assistência do novo hospital será terciário, ou seja, fará atendimento a casos de alta complexidade, semelhante aos outros dois hospitais regionais: o Hospital Regional do Cariri e o Hospital Regional Norte, que até julho deste ano realizaram, juntos, 4.756.352 atendimentos.

Cronograma de Implantação do Hospital Regional do Sertão Central
Até 30 de setembro de 2016
- Definição do Plano Diretor do Hospital
- Validação das condições de usabilidade da infraestrutura e equipamentos
Até 31 de outubro de 2016
- Início do funcionamento do ambulatório de cirurgia e dos serviços de exames laboratoriais e de imagem
Até 31 de dezembro de 2016
- Início da internação cirúrgica eletiva, do centro cirúrgico e do ambulatório multiprofissional
Até 28 de fevereiro de 2017
- Início das internações em UTI para adulto e na clínica médica para adulto
Até 30 de abril de 2017
- Início das internações em UTIs pediátrica e neonatal, clínica médica e Unidade de Cuidados Especiais
Até 31 de maio de 2017
- Início do atendimento na emergência e da internação obstétrica de alto risco

20.09.2016

Fotos: Tiago Stille / Governo do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os longos dedos do império

Empresa americana barra embarque de ministro de Temer em avião PATRÍCIA CAMPOS MELLO O secretário e...