quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Devagar se vai ao longe

Governo do Ceará inicia operação experimental no trecho 2 do VLT de Fortaleza

PDF Imprimir

 MVS4029 web


Desta vez, foram iniciados 3,6 quilômetros de operação experimental do trecho 2 que equivalem a 70% do percurso e a 30% de toda a obra do modal

 MVS4077 webO Governo do Ceará realizou, na manhã desta terça-feira (27), a primeira operação experimental do trecho 2 do Veículo Leve Sobre Trilhos, entre as estações Montese e Borges de Melo, em Fortaleza. A medida é uma etapa no processo de implantação do ramal Parangaba-Mucuripe, realizado pela Cia. Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), empresa vinculada à Secretaria das Cidades.

A operação experimental do trecho 2 se estende por 3,6 quilômetros, o que equivale a 70% do percurso e 30% de toda a obra do modal. A operação, inicialmente, está sendo realizada sem passageiros,  MVS4128 webde segunda a sexta-feira, das 10 às 11h, com previsão inicial de quatro viagens por dia.

Segundo o secretário André Facó, da Infraestrutura, a fase experimental tem o objetivo de testar o funcionamento da estrutura metroviária, verificar as condições de funcionamento dos trens, além da convivência do equipamento com a metrópole. “Essa fase vai possibilitar, para quando iniciarmos a operação assistida e a comercial já com o transporte de pessoas, não ter problemas técnicos de qualquer ordem. São ajustes operacionais que precisam ser feitos, inclusive durante a conclusão das obras. Além disso, estamos educando a população para a chegada deste novo modal, pois estamos passando por dentro de áreas em que anteriormente existia um fluxo de pessoas e veículos", afirmou.

O secretário da Infraestrutura destacou ainda a economia de tempo que o VLT deve oferecer à população. “Só para se ter uma ideia, se nós nos deslocarmos da estação do Montese ao da Borges de Melo de ônibus, por exemplo, teremos um tempo de deslocamento entre 20 e 30 minutos. Quando tivermos essa composição funcionando na velocidade correta e operando de forma adequada, o trajeto se fará entre cinco e seis minutos”, complementou.

 MVS4134 webA aposentada Maria Rita da Silva, de 60 anos, afirmou que o VLT está valorizando o bairro Montese. “Ver esse equipamento em funcionamento é uma alegria que não cabe em mim, pois melhorou muito o bairro do Montese e tenho a certeza que vai melhorar ainda mais. O VLT está valorizando nosso bairro, além de ter mobilidade de chegar mais rápido nos outros lugares. Não tínhamos nada parecido assim e já estamos ansiosos para que comece logo a funcionar”, disse a aposentada.

 MVS4131 webJá o comerciante Fernando Damasceno, de 51 anos, aposta no aumento das vendas com a chegada do transporte. “Estou feliz com a conclusão e a chegada do VLT. A obra já está transformando nosso bairro. Para mim, a inclusão dessa obra só vai trazer mais renda para o meu comércio, pois poderei vender para mais pessoas,” ressaltou.


Sobre o VLT

Executadas pela Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), as obras de construção do VLT seguem com cerca de 60% de execução. Os trabalhos foram retomados em julho de 2015, pelo trecho 3, que compreende o percurso entre as estações Iate e Borges de Melo.

Quando concluído, o ramal terá 13,4 quilômetros ligando os bairros Mucuripe e Parangaba. Desta extensão, serão 12 quilômetros em superfície e 1,4 quilômetro em trechos elevados. O projeto do Governo do Ceará visa à remodelação do ramal ferroviário Parangaba-Mucuripe, hoje utilizado para transporte de carga.

O ramal atravessa 22 bairros, área que concentra mais de 500 mil moradores de Fortaleza. A previsão de demanda potencial do novo modal é de 90.000 passageiros por dia. O projeto prevê a construção de três tipologias de estação: a estação Parangaba será elevada, possibilitando a total integração à Linha Sul do Metrô de Fortaleza e ao terminal rodoviário do bairro. A estação Papicu também será diferenciada e se integrará à Linha Leste do Metrô e o terminal rodoviário. As oito estações restantes terão a modelagem padronizada.
Hotsite do VLT

Para manter os cidadãos informados sobre a obra do VLT Parangaba-Mucuripe, a Seinfra criou um hotsite que reúne várias informações do projeto. Disponível na página da Secretaria na internet (www.seinfra.ce.gov.br), a ferramenta explica o que é e como vai funcionar o VLT, disponibiliza o andamento das estações e como ocorrem as desapropriações, além de apresentar fotos das obras e o mapa do VLT. O hotsite funciona ainda como um canal direto de comunicação com a população. O cidadão pode tirar dúvidas ou ter mais informações entrando em contato por e-mail ou pela Ouvidoria.



 MVS4094 web

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sofre é o povaréu

Aeroporto: esperas de mais de uma hora para entrar em Lisboa subiram 500% A ANA, empresa que gere os aeroportos instalou uma máquina de...