segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Bom dia

Crise do Brasil é gerada pelos eternos corruptores, desde Juscelino

O ex-advogado-Geral da União Fábio Medina Osório, demitido pelo governo de Michel Temer, disse em entrevista à revista Veja que as divergências entre ele e o Planalto começaram há três meses, quando ele pediu que as empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras devolvessem dinheiro aos cofres públicos. Ele pretendia ainda mover ações de ressarcimento de dinheiro desviado por políticos, alguns da base do governo.
O Jornal do Brasil vem escrevendo que é preciso pedir ressarcimento não só dos políticos envolvidos, mas também, principalmente, dos corruptores -- os verdadeiros responsáveis pela crise do Brasil.
O poder [político] sempre é responsável pela ação do crime. Já o poder do dinheiro é o que arromba as instituições de um país.
Não são trombadinhas como Vacarezza, Pedro Correa e outros deste baixo nível que são os verdadeiros responsáveis pela crise que o Brasil atravessa. A crise do Brasil é gerada pelos arrombadores da dignidade brasileira, pelos eternos corruptores desde Juscelino. São estes os principais incentivadores das irônicas músicas, das casas em Ponta Porã, venda dos lidos, pelos sítios aos ditadores.
Se as empresas continuassem, os acionistas não poderia continuar sendo os mesmos, deveriam ter sido presos ou proibidos de trabalhar com a coisa pública.
>> 'Governo quer abafar a Lava Jato', diz ministro demitido a revista 
>> Corrupção no Brasil: das colônias a todas as esferas da política e do mercado
>> A Petrobras e os casos de corrupção: 'nunca se roubou tão pouco'
>> Empreiteiras: um histórico de escândalos que abala o país há décadas - Reportagem dos anos 1980 já trazia extenso levantamento 
>> Punição para o corruptor
>> Corruptos e corruptores fazem acordos e voltam para as suas casas bilionárias. E o povo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Evangelho

Sexta-feira, 13 de Outubro de 2017. Santo do dia:  São Venâncio de Tours, abade Cor litúrgica: verde Evangelho do dia: São Lucas 11, 15...