terça-feira, 27 de setembro de 2016

Assinado acordo de paz na Colombia. Raul Castro intermediou.


O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o líder da guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido como “Timochenko”, assinaram nesta segunda-feira o documento de 297 páginas que oficializa o acordo de paz no país.
Após 52 anos de conflito, a solenidade coloca a Colômbia mais perto do esperado tratado, que irá a plebiscito no dia 2. Na cerimônia desta tarde, após a execução do hino da Colômbia, foi prestado um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do conflito armado.
Antes dos discursos, um grupo de mulheres cantou a música “Santa Maria, nos dê a paz”. A canção se inicia se referindo à dificuldade de se viver com a violência das Farc, ressalta a iniciativa do presidente para realizar as negociações e termina pedindo paz entre todos os colombianos. No trecho em que dizia “Obrigada presidente Santos por sua valentia”, os colombianos aplaudiram em pé.
Em seguida, Timochenko foi chamado ao palco e foi o primeiro a assinar o acordo de paz. Juntou as mãos e foi aplaudido. Depois dele, foi a vez de Santos assinar o documento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Capa do jornal OEstado Ce