quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Na UFC

"Comissão será a voz da UFC para os Direitos Humanos", diz Vice-Reitor sobre colegiado

Foi instalada na tarde desta terça-feira (23), no auditório da Reitoria, a Comissão de Direitos Humanos da Universidade Federal do Ceará, instância que será a "voz considerada, escutada e buscada daqui para frente. Será a voz da UFC quando o assunto se tratar de Direitos Humanos", como assegurou o Vice-Reitor Custódio Almeida, que presidiu o ato de instalação do colegiado.

A Comissão é composta por 21 integrantes, representando professores, servidores técnico-administrativos e estudantes da UFC. A presidência está sob a responsabilidade do Prof. Cássio Adriano Braz Aquino, do Centro de Humanidades, que falou, na ocasião, sobre os desafios a serem enfrentados e o rumo do trabalho, "em duas frentes, uma para o público interno e outra na formação da opinião pública".

Edvanira de Oliveira Brito, representante dos servidores técnico-administrativos, lembrou que a UFC já fizera uma tentativa de instituir comissão semelhante, "mas como era no regime militar foi difícil, não prosperou". Ela também falou da honra de estar em um grupo com temática tão relevante e disse esperar que "com a ajuda de Deus, tenhamos a sabedoria de enfrentar as questões que nos serão apresentadas". Também na ocasião, apresentou-se à plateia, como representante do corpo discente, a estudante de Ciências Sociais Carliana Isabel Nascimento.

A Comissão de Direitos Humanos foi homologada em junho deste ano em reunião do Conselho Universitário, com a incumbência de promover ações educativas acerca da importância, do respeito, da proteção e da defesa dos Direitos Humanos na UFC, bem como de propor a implantação de políticas institucionais voltadas para o fortalecimento da cultura organizacional nessa área. "Hoje a UFC dá mais um passo sintonizado com sua tradição humanista e libertária", observou o Prof. Custódio Almeida.

Para o Vice-Reitor, "a Comissão já nasce legitimada pelas unidades acadêmicas e pelos diferentes segmentos que fazem a Universidade. A esse grupo caberá debruçar-se sobre temas complexos, colocando o dedo em algumas feridas que, lamentavelmente, ainda corroem o organismo social de nosso País, como o racismo, o preconceito, a intolerância".

A mesa que presidiu os trabalhos de instalação da CDH foi formada pelo Pró-Reitor de Graduação, Prof. Cláudio Marques; pelo Pró-Reitor de Assuntos Estudantis, Prof. Manuel Furtado; pelo Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Antonio Gomes; e pelo Vice-Reitor, Prof. Custódio Almeida, que justificou ao público a ausência do Reitor Henry Campos, chamado a Brasília para audiência no Ministério da Educação.

COMPONENTES – Os componentes da Comissão de Direitos Humanos da UFC são: Arthur de Castro Callado (docente – Campus de Quixadá), Carliana Isabel Nascimento (estudante de Ciências Sociais), Cássio Adriano Braz de Aquino (docente – Centro de Humanidades), Christian Dennys Monteiro de Oliveira (docente – Centro de Ciências), Cleber Domingos Cunha da Silva (docente – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem), Edvanira Oliveira Brito (servidora – secretaria dos Órgãos Deliberativos Superiores), Ercilia Maria Braga Olinda (docente – Faculdade de Educação), Fábio de Oliveira Matos (docente – Instituto de Ciências do Mar), Fernando Lincoln Carneiro Leão Mattos (docente – UFC Virtual), Francisco Jonatan Soares (servidor – Biblioteca Universitária), Gema Galgani Silveira Leite Esmeraldo (docente – Centro de Ciências Agrárias), Geovana Cartaxo de Arruda Freire (docente – Faculdade de Direito), Izabel Cristina de Medeiros (servidora – Maternidade-Escola Assis Chateaubriand), Jéssica Rebouças Santos (estudante de Engenharia de Pesca), Jorge Luiz Nobre Rodrigues (docente – Faculdade de Medicina), Lara Capelo Cavalcante Vieira (docente – Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade), Aliny Abreu de Sousa Monteiro (docente – Campus de Russas), Mariana Vieira Lacerda (estudante de Ciências Sociais), Paulo Henrique Dias Quinderé (docente – Campus de Sobral), Rafael dos Santos da Silva (docente – Campus de Crateús) e William Magalhães Barcellos (docente – Centro de Tecnologia).

A solenidade foi encerrada com palestra da Profª Zelma Madeira, Coordenadora Especial de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial do Governo do Estado do Ceará, e de Daniella Alencar Matias, Coordenadora do Centro de Referência em Direitos Humanos do Governo do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As perguntas de Acrisio

Acrísio Sena sugere maior aprofundamento no debate acerca do projeto de lei nº 283/2017 Vereador Acrísio Sena integra a bancada do PT...