quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Coluna do blog




Aposta na boa vontade
Muito se fala do serviço público brasileiro. Ah, que funcionário público num quer nada com a vida, destrata todo mundo, não liga para um bom atendimento e etc. e coisa e tal, falam as más línguas pela aí. Muitas vezes têm razão, noutras, nem tanto. Há fatos que, aparentemente de tão inusitados devam ser contados não como bravata ou  elogio descarado mas como testemunho de que existe quem trabalhe direito e negue toda a concepção de um funcionalismo público desgraçadamente de mal com a vida. Marcada com dois meses de antecedência, cidadão foi ao INSS, posto Damas, rua Machado de Assis. Levava carteiras de trabalho, comprovante de residência e uma planilha de um órgão público a que havia servido. Na recepção ao dizer que seu assunto era aposentadoria, foi informado de que teria que ter cópia de tudo. Isso não lhe havia sido informado no agendamento eletrônico. Mas o moço que atendeu na portaria orientou que ao lado havia uma copiadora e foi até a porta ensinar o rumo. De posse das cópias e de uma senha, foi atendido às 4 e 10 de uma sexta feira por um moço na mesa 13 do órgão. Queria contar meu tempo. O moço olhou, perguntou a idade do “paciente” que falou em 70 anos e levou um carão; - O senhor está dando dinheiro de graça pro governo há 5 anos. Por que não aposentou antes? O agora aposentando soube então que tinha tempo de vida e de contribuição para aposentar. O funcionário do INSS orientou tão bem que a aposentadoria passou a ser parte de seu objetivo, o que nem pensara em faze-lo agora. O rapaz fez as contas e disse quanto iria render por mês e que, se esperasse mais, só perderia dinheiro e não aumentaria em nada o benefício. Pois faça, disse humildemente o candidato a aposentado. As 17 horas e 52 minutos foi avisado pelo moço do INSS; o Senhor está aposentado, vai receber tanto e seu dinheiro já está em tal banco com efeito retroativo a 30 de maio. Quem disse que dá trabalho se aposentar? Quando há boa vontade e respeito a si próprio o funcionário público faz ver que no Brasil, nem tudo está perdido.

A frase: “... perdi dez lutas, apanhei muito. Se desistisse, jamais seria campeão olímpico” .Robson Conceição, boxeador, ouro olímpico peso leve.



Eficiência e boa vontade(Nota da foto)
Poucas vezes ainda se vê no Brasil o funcionalismo atendendo tão bem quanto se viu recentemente no Posto Damas do INSS, em Fortaleza.

Demitindo
O Banco do Brasil encerrou o contrato com a COMAF-Comércio Eletronico Facil, que fazia as vezes de banco em 20 lugares no Ceará. São 80 pessoas na rua. Sem explicação.

Capação
A Igreja Universal está sendo investigada porque estaria obrigando seus bispos e pastores a fazer vasectomia. Seria medo de seus eleitos engravidarem as fiéis. Vixe!

Pagando o preço
Refém da tucanagem para ficar no lugar de Dilma, o Interino está cedendo lugares que eram do PMDB pro PSDB. Ou cumpre a palavra ou volta pra vala comum.

Quase
Leônidas Cristino, sabendo Ivo em dúvida se seria ou não candidato a Prefeito de Sobral, se escalou pra missão. Pura artistagem.

Não deu certo
Ivo Gomes ouviu o astral e o astral disse: É você mesmo. Ivo gostaria de ser Prefeito de Fortaleza, vereador no Canadá, algo assim, do nível intelectual dele.

Então...
Leônidas na sua, dele, desagregação in door, inventou de indicar o vice. Não colou. Veveu indicou u’a mulher que Ivo disse pra coluna que gostaria de ter como vice.

Fora
Cristino ficou no limbo. Sem importância. Deram a ele a coordenação de campanha. Também não deu certo. A alegria da campanha está noutras mãos. O comitê dele vai pagar as contas.

Não descartem
Dilma vai dia 29 ao Senado. Vai-se misturar. Fará sua própria defesa. Não duvidem que Dilma bote saia justa no presidente da Mesa e em muitos senadores. Vai constranger.

Cortando prego
Diz que a tensão no Supremo é insuportável. Tudo por conta do boato de que um alto funcionário da corte teria caído na Lava Jato.

Xô Ceará!
A Enel é empresa italiana dona da Coelce que já foi espanhola. A Enel está iniciando a aplicação de 300 milhões de dólares na produção de energia solar. No Piauí pra vender ao Ceará.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre a mesa

É um encontro só para convidados. Não vai haver escolha dos melhores.