terça-feira, 23 de agosto de 2016

Coluna do blog



Um relato
A jornalista portuguesa Ceu Neves, veio ao Brasil e voltou “inteira” pra Lisboa. Seu relato é engraçado por isso faço dele esta cabeça de coluna. É um depoimento documental publicado na imprensa de Portugal. Sobreviver ao Rio. E muito bem  -Uma área gigantesca - quase metade da de Portugal e com 6,4 milhões de habitantes -, construída entre morros e montanhas e a abraçar o mar. É o que faz do Rio uma cidade maravilhosa. Pena ser tão perigosa. Chega-se ao fim do dia a suspirar de alívio por tudo correr bem, mas andámos por todo o lado, de dia e de noite, sem incidentes pelo meio. E com a sensação de termos participado num evento extraordinário: os Jogos Olímpicos. O centro citadino do Rio é edificado numa espécie de cascata, com habitação de luxo nas primeiras linhas da praia, prédios mais modestos nas ruas seguintes e favelas que sobem pelos morros. As distâncias levam horas a percorrer, mesmos nos transportes mais rápidos, que nesta altura são o metro e o BRT (Bus Rapid Transit). Quase duas horas de viagem entre o Complexo Olímpico ou a Aldeia Olímpica, na Barra, e os estádios de Copacabana. Há vias cortadas, grandes filas de trânsito e o carro ou o táxi têm dificuldade em circular. Polícias e militares, sempre mais do que um, estão em todo o lado: transportes, paragens, centros comerciais, ruas, praias, praças; monumentos e demais locais públicos e turísticos. Vieram de todo o lado para garantir a segurança nas competições, a população do interior queixa-se por ter ficado a descoberto, mas os cariocas estão contentes, muitos não acreditavam que os Jogos corressem bem, e relevam os equipamentos que ficam para a cidade. Estivemos nesses locais todos, sem esquecer uma visita à favela do Vidigal, onde fica um hostel bem equipado, com vista panorâmica sobre a cidade e que serve uma excelente, e cara, caipirinha. Com as devidas precauções, pertences juntos ao corpo ou em mochilas, atenção nas saídas e entradas nos transportes. Andámos sempre em grupo, cinco fixos e mais três que se juntaram, com outros tantos portugueses que circulam por esta altura no Rio. E com os brasileiros a apoiarem os atletas portugueses. Acompanhámos as provas de natação, fizemos turismo e regressámos a Lisboa sãos e salvos.  

 

A frase: "Quem parte e reparte e não fica com a melhor parte ou é ingênuo ou não entende da arte". Sabedoria popular aplicável ao povo da Lava Jato.Dos dois lados.


Férias eleitorais (Nota da foto)

O Congresso,como todo o legislativo nacional, está em recesso branco, uma longa folga extraordinária, para que Suas Excelências possam se dedicar às próximas eleições municipais, em outubro. Dos 513 deputados, 29 são candidatos; dos 81 senadores, dois disputam as eleições. A carreira política de 5% dos senhores parlamentares faz com que o Congresso Nacional inteirinho paralise suas atividades, bem no momento em que se discutem os cortes no Orçamento - e, portanto, o caminho que o Brasil irá seguir. Aliás; o Parlamento foi criado na Inglaterra, há quase mil anos, com a função específica de votar o orçamento e vigiar as despesas da Casa Real.


Bateu...
Para o vereador Ronivaldo Maia (PT), a atual gestão promoveu “desmonte” e “abandono” das políticas públicas sociais. Segundo o parlamentar, houve um retrocesso na política de participação da sociedade na atual administração.

Levou...
“Não houve denúncia de desvio de dinheiro do Bolsa Família como houve na gestão anterior, isso sim é desmontar política de assistência social, pegar recurso do Bolsa e dar para família quem não necessita ou pra cabo eleitoral”.Salmito Filho sobre a gestão Luiziane Lins, do PT.

Disputa
Há, no ar, uma disputa interna na Assembleia do Estado. Zezinho Albuquerque quer ser reeleito presidente da Casa e para isso faz contatos com os colegas.

Disputa II
De outro lado tem o primeiro Secretário da Casa, Sérgio Aguiar que almeja também ser presidente e acha que deve ser agora. São outras articulações e isso vai render.

Setembro,14
Aníbal Gomes, de licença para uma delicadíssima cirurgia de coluna trabalha sua recuperação. Ao tempo que quer voltar à Câmara, move-o outro sentimento.

Citação
Aníbal Gomes, sério e compenetrado, aposta que terá seu nome retirado da lista dos citados nas arrumações da Petrobras. – Sou inocente e vou provar, aposta ele.

Conhece fava?
Corre nas cozinhas internacionais um prato muito especial; creme de fava branca do Ceará. Nunca tinha “ouvisto” falar.

Perdida no espaço

Frase que rola pela aí...”Trair é feio. Mude-se o nome para "colaborar". E temos nossos heróis”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Evangelho

Sexta-feira, 13 de Outubro de 2017. Santo do dia:  São Venâncio de Tours, abade Cor litúrgica: verde Evangelho do dia: São Lucas 11, 15...