sexta-feira, 5 de agosto de 2016

A convenção do PDT

PDT lança Roberto Cláudio de olho em 2018


A convenção do PDT e aliados realizada ontem, na Faculdade Ari de Sá, oficializou o nome de Roberto Cláudio à reeleição da Prefeitura de Fortaleza. A vaga de vice, indicada pelo DEM, coube ao deputado federal Moroni Torgan. Em 2012, Moroni teve 172 mil votos e, no segundo turno, apoiou RC.
No palanque, ornamentado por um grande banner com as imagens de RC e Moroni, as principais lideranças partidárias se dividiam. O primeiro a discursar foi o ex-ministro Ciro Gomes, que destacou que a gestão chega ao fim “sem nenhum escândalo”, enquanto o País vive “um câncer de corrupção”. Ressaltou ainda que, “enquanto o País está em crise, Fortaleza está em obras”. O pedetista é pré-candidato a presidente da República em 2018.
2018
O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também citou que Fortaleza é um exemplo de administração. Durante seu discurso, defendeu a escolha de Moroni e a necessidade de dar uma resposta a violência. Convocando a militância, Carlos Lupi disse que o compromisso do candidato é muito grande e que Fortaleza é uma “marca” importante para o Brasil, uma vez que servirá de palanque para eleição de 2018.
“Estamos nos preparando para uma luta que começará na eleição municipal. Precisamos vencer está eleição no primeiro turno. Por quê? Por que vamos a partir de Fortaleza apresentar aos amigos, à Brasília, ao Palácio do Planalto, que Ciro Gomes será nosso candidato à presidente da República. Por isso, é importante que o povo de Fortaleza dê uma resposta”, frisou ele.
O ex-governador Cid Gomes, que passou rapidamente no evento, fez questão de lembrar que RC possui um conjunto de novas ideias, além de estar bem pontuado nas pesquisas. “Fortaleza era, entre as cidades do Ceará, a mais atrasada em matéria de educação. Hoje, Fortaleza já se coloca como uma das melhores do Estado. O projeto, porém, é mais amplo, que é permitir ao filho dos mais pobres ter escola de tempo integral e, desta forma, diminuir o risco de ingressar no mundo da violência e das drogas”, pontuou.
Compromissos
O escolhido para compor a chapa majoritária, como vice-­prefeito, Moroni, ressaltou que essa candidatura está dando continuidade a um projeto iniciado na primeira gestão, e que agora, juntos vão trabalhar para continuar melhorando a vida dos fortalezenses. “Violência não se combate só com prisão ou coisa assim, precisa de escola, de trabalho, emprego”, disse, alegando que “quem mexer com a periferia, vai se ver com Moroni”.
Promessas
Roberto Cláudio, ao discursar, agradeceu os apoios, mas não deixou de lembrar dos adversários. RC também pincelou algumas promessas, caso seja reeleito. Dentre elas, a integração, até 2020, de toda frota de transporte coletivo, assim com a entrega do IJF 2. “A casa está organizada e tem dinheiro em caixa”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Capa do jornal OEstado Ce