quinta-feira, 7 de julho de 2016

Na Assembleia...

Dedé Teixeira informa sobre ações da SDA em plenário

O secretário de Desenvolvimento Agrário do Estado, Dedé Teixeira, informou aos parlamentares, durante o segundo expediente da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (04/07), a execução de programas e demais ações promovidas pela pasta.

Dedé Teixeira destacou a instalação de 24.604 cisternas (de placa e de enxurrada) em todo o Estado, entre 2015 e 2016. “É uma das tecnologias mais importantes que usamos em benefício das famílias rurais”, assinalou. Ele frisou que mais de um milhão de cisternas foram implantadas em todo o Nordeste, e que a constatação é que 90 mil seriam necessárias para universalizar a água em todo o Ceará.

O papel da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), de acordo com  Dedé Teixeira, não se resume ao abastecimento de água. "A pasta também participa ativamente do processo de construção de uma política estratégica para o meio rural cearense", acrescentou.

O secretário observou ainda que o Garantia Safra é outro programa de auxílio aos agricultores e o Ceará é o estado que conta com mais famílias cadastradas. “São 249.848 famílias beneficiadas com o seguro em 180 municípios cearenses, com o recurso de R$ 25 milhões, oriundos do Fundo de Combate à Pobreza (Fecop)”, afirmou.

O programa Água para Todos é mais uma iniciativa voltada para o abastecimento hídrico, conforme assinalou. Dedé Teixeira explicou que 834 sistemas de abastecimento de água foram contratados no final de 2013, no valor de R$ 180 milhões, dos quais 291 já foram concluídos e 543 estão em execução. Ele frisou ainda que há um problema no tocante ao repasse dos recursos, por parte do Ministério da Integração.

“Esse problema no repasse ocasionou a paralisação de boa parte das obras e é um problema que precisamos resolver porque esse projeto engloba também a construção das cisternas”, explicou.

O São José III, conforme pontuou,  executa 37 projetos em 32 municípios cearenses, com um custo de R$ 129 milhões. “São projetos de abastecimento de água, esgotamento sanitário e reúso de água, políticas extremamente importantes para quem mora nas comunidades do interior”, salientou.

Outra ação é o projeto Paulo Freire, com investimentos de US$ 80 milhões, sendo metade dos recursos do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) e a outra parte do Estado. O objetivo do projeto é capacitar 60 mil famílias e desenvolver projetos produtivos para 30 mil famílias.

Para Dedé Teixeira, o projeto Paulo Freire é uma ferramenta “fantástica na erradicação da pobreza rural, com um componente importante que é o trabalho com a juventude, as mulheres, e as comunidades quilombolas”. Ele afirmou que 31 municípios são beneficiados com o projeto que tem como meta selecionar 600 comunidades rurais em 31 municípios e iniciar o processo de capacitação.

O secretário adiantou ainda que o projeto Hora de Plantar projeta, em 2016, investimentos de R$ 18 milhões, distribuídos em 182 municípios cearenses, auxiliando os agricultores no fornecimento de sementes, mudas, essências florestais nativas e exóticas, entre outros produtos.

O Hora de Plantar também é executado com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop), porém a secretaria só consegue atender 40% da demanda. “Isso ocorreu nos últimos dois anos devido à crise econômica, mas pretendemos reestruturar essa situação o quanto antes”, pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião

A presunção dos tucanos contra os interesses do Brasil Jornal do Brasil A tucanada acha que Aécio Neves pode ser senador de um po...