sexta-feira, 29 de julho de 2016

Coração Azul

MPF/CE participa de campanha contra o tráfico de pessoas
Sede do órgão em Fortaleza está iluminado na cor azul com intuito de mobilizar opinião pública para o tema

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) participa da campanha “Coração Azul”, que tem em 30 de julho o Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. A fachada da sede do órgão, na capital, Fortaleza, está iluminada na cor azul. O objetivo é mobilizar a opinião pública contra o tráfico de pessoas e mostrar solidariedade a milhões de vítimas do tráfico de seres humanos no planeta.

A Campanha “Coração Azul” é uma iniciativa do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC-ONU) e dentre as ações da campanha está a iluminação de prédios públicos na cor azul em todo o mundo. O coração azul representa a tristeza das vítimas do tráfico de pessoas e nos lembra da insensibilidade daqueles que compram e vendem outros seres humanos. O uso da cor azul das Nações Unidas também demonstra o compromisso da Organização com a luta contra esse crime que atenta contra a dignidade humana.

Dados da Organização Internacional do Trabalho apontam para quase um milhão de pessoas traficadas no mundo anualmente, com a finalidade de exploração sexual. No Brasil, entre 2005 e 2011, foram reportados 547 casos à Polícia Federal, mas como é um crime silencioso, há dificuldade de quantificar o número de mulheres traficadas no país. No planeta, o tráfico de pessoas chega a movimentar 32 bilhões de dólares por ano.

Guia auxilia enfrentamento ao tráfico

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) lançou em maio o “Guia de Referência para o MPF sobre Migração e Tráfico Internacional de Pessoas”. A publicação reúne conceitos fundamentais, marcos legais, políticas públicas e estruturas para enfrentamento ao problema e tem como objetivo auxiliar a atuação de membros do Ministério Público Federal na temática. A obra foi elaborada pela procuradora dos Direitos do Cidadão no Ceará, Nilce Cunha – representante da PFDC na Rede sobre Migração e Trafico de Pessoas, da Federação Ibero-Americana de Ombudsman (FIO).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AMPLIANDO OS NICHOS

Projeto de Lei obriga escolas, creches e hospitais do CE a instalarem BRINQUEDOTECAS A deputada Aderlânia Noronha (SD) protocolou...