segunda-feira, 18 de julho de 2016

A impunidade comanda o cangaço

Fim de semana violento. Na madrugada de domingo (17), o paciente, Maurenberg dos Santos de Moura, 26, foi morto a tiros e o médico Eduardo Bezerra baleado, durante atendimento no Hospital e Maternidade Nossa Senhora das Graças, no Centro de Cascavel.
Segundo informações, Maurenberg foi encaminhado ao local, após ter sofrido ferimento na cabeça, depois de ter levado uma garrafada, durante uma festa na cidade.
Durante o atendimento, um grupo entrou na sala de sutura e executou Maurenberg. A Perícia Forense do Estado (Pefoce) encontrou 10 perfurações no corpo da vítima.
Na ação, o médico também foi atingido com um tiro no fêmur e foi encaminhado para outro hospital e passa bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Capa do jornal OEstado Ce